conteudo

Como criar um bom conteúdo para seu negócio

Em tempos de SEO e Inbound Marketing, a questão de como criar conteúdo relevante para o seu negócio, deve ser uma preocupação constante, pois um erro nesta questão, pode colocar por água abaixo toda sua estratégia de marketing de conteúdo.

Para que estratégias de atração de tráfego e captura de Leads funcionem, precisamos ir muito além da simples questão de como criar conteúdo relevante para o seu site e abordarmos também o problema de como gerar o engajamento neste conteúdo.

Uma coisa é criar conteúdo, outra coisa completamente diferente é fazer com que este conteúdo gere Leads. Conteúdo sem retorno é somente isso mesmo, conteúdo grátis.

Defina sua persona de marketing

Para quem deseja saber como criar conteúdo relevante para seu site, blog ou rede social, o primeiro conselho é definir sua persona de marketing.

A Persona de Marketing é um personagem que você desenvolve durante a etapa de planejamento da sua estratégia de marketing digital, que representa o público que você deseja atingir.

Identifique quais são as necessidades e interesses do seu público-alvo para que você possa produzir um conteúdo que seja realmente atraente para estas pessoas. Quanto mais você conhece o seu público, mais eficiente serão suas campanhas e consequentemente sua conversão.

Coloque-se no lugar da sua audiência

A primeira coisa a ser pensada na hora de produzir conteúdo relevante para o seu site ou blog é se colocar na posição da sua audiência, ou seja, entender o momento do visitante do seu site e dirigir a sua mensagem diretamente a ele.

Quanto mais intimista e pessoal for a linguagem adotada, melhor, pois isso criará um ambiente mais acolhedor e psicologicamente, deixará o leitor mais receptivo a sua mensagem.

Coloque-se no mesmo patamar de conhecimento do leitor

Um erro muito comum, principalmente aqui no Brasil, é o autor se colocar em um pedestal e acabar criando um texto onde o “Deus do Conhecimento” discursa para a plebe ignara. Se você quiser afastar os leitores, este é o caminho certo.

Quando você se coloca em um patamar igual ao do seu interlocutor, você quebra uma barreira para a assimilação da mensagem que você pretende passar.

Não coloque o SEO acima de tudo

Um erro muito comum entre as equipes de conteúdo é colocar o processo de SEO – Search Engine Optimization, acima de qualquer outro objetivo. É claro que estar bem posicionado nas páginas de respostas dos buscadores é importante, mas, como dito anteriormente, o foco deve ser o visitante do seu site.

Uma discussão constante entre os profissionais de SEO é a questão da super otimização.

É claro que a otimização de sites é importante no contexto de uma estratégia de marketing digital, mas é importante ter em mente que sua audiência é igualmente importante.

Criação de conteúdo relevante para o seu site

Ofereça opções para aprofundamento no assunto

Outra prática interessante para produzir conteúdo relevante para o seu site ou blog é oferecer sempre opções para que o leitor aprofunde seus conhecimentos. Isso irá deixar a experiência do leitor completa.

Sempre que possível, ofereça links para outros sites de referência para que, caso o visitante queira, possa conhecer mais a fundo o assunto ou assuntos relacionados. Além de oferecer uma melhor experiência você também estará dando uma ajuda no seu processo de SEO.

Contextualize seu conteúdo

Outro segredo para quem deseja saber como produzir conteúdo relevante para o seu site e realmente impactar sua audiência é contextualizar o conteúdo no momento pelo que passa o público que você pretende impactar.

Traga para o seu site ou blog a discussão sobre um assunto que esteja “quente” para sua audiência. Busque identificar em sites de destaque na área, quais são as matérias que estão gerando mais discussão. Os melhores indicadores são comentários e compartilhamentos em redes sociais.

Traga algo de novo a discussão

Frequentemente nos deparamos com artigos que ao término da leitura constatamos que trata-se apenas de um pouco mais sobre a mesma coisa.

Se você quer produzir conteúdo relevante para o seu site, é preciso acrescentar algo mais, caso contrário, irá cair na mesmice. A essência do marketing de conteúdo é justamente informar e se destacar.

Faça uma pesquisa mais aprofundada sobre o assunto e levante novas questões, dê uma abordagem diferenciada ao tema, e se for o caso, levante alguma polêmica sobre o que já foi apresentado em outros lugares. Uma das funções do Inbound Marketing é promover a discussão.

Crie relacionamentos internos de conteúdo

Outro aspecto interessante de um conteúdo relevante é a complementação da informação. Muitas vezes é inviável colocar toda a informação em um único texto, pois isso o tornaria extenso e sabemos que muitas pessoas não tem paciência para ler. Mas existem pessoas que desejam se aprofundar mais na matéria. Como resolver isso?

A solução é simples, crie linkagens internas ou até mesmo externas para outros conteúdos que complementem a informação que você deseja passar. Isso além de deixar seu conteúdo mais completo, também irpá dar uma boa força no seu trabalho de SEO do site.

Agora que você já tem uma boa ideia sobre como criar conteúdo relevante para o seu negócio, o que acha de começar a desenhar uma estratégia de marketing de conteúdo para ele? A gente pode te ajduar, entre em contato para retirar dúvidas:

 

[sc name=”call-to-action-especialista”]

 

Fonte do artigo: Academia Mkt

 

dg-tips-12dgtjim3p0uws02sezixdscrvjrbl3tmf25v7363swj0t4u

Marketing digital: dicas para ser encontrado na internet

A disputa por clientes acontecia tradicionalmente nas imediações das lojas, a partir de distribuição de panfletos e propagandas sonoras. Com a chegada da internet, vendas começaram a ser mediadas por computadores e, agora, o desafio de conquistar clientes não tem mais barreiras geográficas. Hoje, você vai conhecer um pouco sobre marketing digital e, com estas dicas, será mais fácil sua loja ser encontrada na internet!

Presença digital é a base do marketing digital

O primeiro passo para você ser encontrado na internet é garantir presença digital – clique aqui para saber mais sobre o assunto. Ao contrário do que se pensa, entretanto, isso é muito mais do que fazer sucesso nas redes sociais e conquistar likes e compartilhamentos.

O sucesso da sua empresa na internet depende destes quatro pilares:

 

  • Conteúdo: o material publicado em seu site e redes sociais deve ser relevante e adequado ao público;
  • Relacionamento: a internet é o meio mais fácil para você se relacionar com o seu cliente e, segundo o IBGE, 116 milhões de brasileiros acessam a rede mundial de computadores;
  • Plataforma: a maneira que o seu site, rede social ou loja são feitos interfere diretamente no relacionamento entre a sua empresa e o cliente. Seja profissional ao usar plataformas e garanta que elas são confiáveis e fáceis de usar;
  • Posicionamento: a maneira que a sua loja se comunica com o público é uma extensão dos valores da sua marca. O discurso presente em suas redes sociais deve combinar com os valores do seu negócio

 

Investir em presença digital é uma maneira de fazer seu negócio crescer sem grandes investimentos. Site e redes sociais são fundamentais! (Foto: Unsplash)

Qual é o meu público-alvo?

A maneira mais fácil de converter uma venda é conhecer bem quem está interessado em concluir a compra. O grupo de consumidores e organizações formado por essas pessoas compartilha um perfil semelhante e se comporta de maneira parecida. Esta é a definição de público-alvo.

Ao conhecer as preferências na hora de comprar, hábitos de consumo, condições socioeconômicas (como renda e formação escolar) e detalhes como meios de informação favoritos, será mais fácil entrar em contato com essas pessoas em sites, redes sociais ou campanhas publicitárias. Para ser encontrado, é bom saber quem te busca.

SEO, site e blog

Ao fazer uma pesquisa nos buscadores como o Google.com, a plataforma organiza os resultados a partir de regras de ranqueamento. Sites, blogs e demais páginas da internet são expostas como resposta de acordo com o grau de adaptação aos critérios. Para ser encontrado ali, uma das principais estratégias do marketing digital que você vai precisar usar é o SEO (Search Engine Optimization).

Para melhorar o ranqueamento e aumentar a quantidade de pessoas que encontra a sua loja como resposta, uma das principais estratégias é criar um blog. Ao alimentá-lo com conteúdo relevante e adaptado ao famoso SEO, sua página pode aparecer como primeira resposta.

O site da sua loja também pode ser otimizado para aparecer entre as primeiras respostas no Google. Procure parceiros que vão te atender nesse quesito! (Foto: Unsplash)

Redes sociais

As três principais redes sociais são o Instagram, o Facebook e o Twitter. Entretanto, ainda é possível utilizar o PinterestLinkedIn e até o YouTube para se comunicar com clientes em potencial. Escolher as redes sociais que você deve explorar é um processo que precisa levar em consideração o funcionamento de cada rede social e o público presente nela.

Por exemplo, se você vende roupas ou produtos de beleza, explore as fotos e vídeos curtos do Instagram. Se você oferece serviços variados, o Facebook é o local com o público mais variado. Se a sua loja é especializada em consultoria ou prestação de serviços empresariais, o LinkedIn é uma rede social profissional e deve reunir públicos importantes para a sua loja.

Postagens pagas

Outra maneira de aumentar a possibilidade de sua página ser encontrada é investir em publicidade em redes sociais. É possível aumentar a quantidade de pessoas que verão as suas postagens no feed ao pagar pequenas quantias por clique em links ou visualização da publicação.

Para entender melhor como funciona cada um dos tipos de publicidade, clique nos links: Facebook; Instagram.

Anúncios em mecanismos de busca

Outra alternativa para aumentar a visibilidade da sua empresa na internet é anunciar diretamente no Google. É possível pagar para que sua página apareça no topo dos resultados de pesquisa como um link ou como propaganda em espaços de anúncio do Google em diversos sites da internet.

Marketing digital é o caminho para ser encontrado na internet

Usar a internet para atrair clientes é um dos passos para o sucesso do seu negócio. A partir de redes sociais, mecanismos de busca, blog e site, é possível aumentar a quantidade de pessoas que tem contato com a sua marca, conhecem suas soluções ou produtos e, assim, optam por comprar de você!

Se você precisa de mais dicas para fazer a gestão do seu negócio, entre em contato conosco Auris Ideias Digitais.

Fonte: terraempresas

n_40073_2f2433ffc71c83c9a171c9fbf731aade

5 tendências de marketing de conteúdo

Confira 5 tendências de marketing de conteúdo para você aplicar em seu blog:

1) Pesquisa por voz

 

O Google anda investindo bastante nas pesquisas por voz, cuja estratégia é bem simples: tornar a busca do usuário mais rápida e prática. Afinal, as pessoas andam escrevendo cada vez menos e querendo cada vez mais rapidez em sua experiência como usuário.

De acordo com pesquisa do próprio Google, desde 2017, cerca de 20% das consultas feitas na plataforma são a partir de uma pesquisa por voz.

Invista em plataformas que operem com essa tecnologia. Assim, você auxilia o usuário na busca por informação ao otimizar seu site para um SEO que leve em consideração esse comportamento do usuário.

 

2) Conteúdo em vídeo

 

Em quatro anos, o crescimento do consumo de vídeos na internet subiu 135%. A preferência vira uma oportunidade para quem acompanhar essa tendência, que só deve ganhar força em 2019.

Os vídeos são capazes de se sobressair a imagens e textos, engajando e retendo mais a atenção do público. Vale produzir lives ou até vídeos dinâmicos explicando o funcionamento do seu produto ou serviço e respondendo as principais dúvidas dos clientes. O importante é atrair a atenção do usuário.

No caso das lives, por exemplo, assistir vídeos ao vivo proporciona ao espectador a vantagem de consumir o seu conteúdo em tempo real. Com caráter de informação exclusiva. É como se você estivesse fazendo parte da vida da pessoa, visto que ela poderá te assistir de qualquer lugar e de onde estiver. No que diz respeito ao posicionamento no Google e SEO do site, o buscador já deixou claro a sua preferência por conteúdos multimídias.

Mais um ponto para as empresas que estiverem atentas a isso em 2019 e saírem na frente.

 

3) Influenciadores digitais

 

Não estamos falando daqueles influenciadores mega famosos. Se a estratégia da empresa é falar com determinado público e/ou nicho – e não com o objetivo de ter o maior alcance possível – o foco precisa estar nos pequenos e microinfluenciadores digitais. São eles que podem alavancar a sua estratégia digital ao mostrar que consomem o seu produto ou serviço.

É aquela velha história: fazer propaganda sem cara de propaganda, sem ser aquela coisa forçada, comprada. Nessas horas, os (bons) influenciadores entram em cena.

 

4) Automação de conteúdo (Chatbots)

 

A automatização do atendimento ao cliente – sem desconsiderar a personalização e a brand persona! – possibilita a redução de erros e o rápido feedback tão necessário nas redes sociais.

E isso vai muito além das respostas automáticas. Utilizar o chatbot não deve parar por aí!

Com a automação é possível coletar dados sobre os seus clientes e utilizá-los para outras estratégias de marketing. Que tal produzir um conteúdo super segmentado de acordo com os interesses do seu público?

 

5) Topic Clusters

 

No universo do SEO, essa é uma grande novidade. Topic Clusters, ou no português literal “Grupo de Tópicos”, é um recurso que trabalha termos de busca por agrupamento de acordo com relevância e interconexão.

Em outras palavras, você organiza seu conteúdo para que os assuntos sejam aglomerados de forma clara e complementar. Você produz um conteúdo principal, com uma palavra-chave mais genérica, e vários outros relacionados e linkados entre si que fortaleçam o tema em seu site para o usuário e para o Google.

A proposta é que os produtores de conteúdo não usem mais as palavras-chaves de forma “solitária”. Agora, palavras alocadas em um mesmo grupo, com alta relevância entre si, ativarão os algoritmos do Google. A ferramenta, por sua vez, entregará o melhor resultado de busca ao usuário.

Fonte: aldeiaconteudo

00002072

Métricas da Vaidade: como não se entregar a elas

Quando falamos de redes sociais, a primeira coisa que vem em sua cabeça é número de seguidores, certo? Vejo muita gente se gabar por ter milhares de seguidores! Legal, mas será que isso é de fato uma métrica relevante? As métricas da vaidade são um problema para quem decide investir em marketing digital nas mídias sociais.

Empresas e profissionais liberais em vez de qualificar o que realmente tem importância em uma rede social ou blog, se preocupam em quantificar números que não expressam se uma estratégia deu certo, se houve conversão.

Uma vez recebi uma cliente aqui na agência questionando o porquê de não conseguir converter em vendas as promoções que postava no seu perfil: “eu não entendo, tenho 16 mil seguidores é só minhas amigas compram de mim”, comentou a cliente que estufou o peito para se referir ao número de seguidores em seu perfil.

Fazendo uma rápida análise, observamos que as interações em suas postagens não passavam de 1%, onde muitos likes e comentários eram de público masculino que com certeza não estavam interessados em comprar um vestido tubinho para uma baladinha sábado à noite.

Esse é um típico exemplo de métricas da vaidade. Quando apresentadas para um público não técnico, podem até parecer grandes coisas, mas quando submetidas a um julgamento crítico e profissional, se desmancham como um castelo de areias.

Então o que são as métricas da vaidade?

Definimos as métricas da vaidade, sejam elas em um site ou em redes sociais, como indicadores que medem quantidade e não qualidade.

Um perfil com 200.000 seguidores no Twitter pode ser um número espetacular, não acham? Bem, se você fizer uma análise minuciosa e descobrir que 1,5% dos seguidores deste perfil são realmente ativos, acredito que irá mudar de ideia.

Uma análise técnica deste perfil, chegamos à conclusão que esses números são pura ilusão e tomar decisões em dados que não correspondem o que realmente é preciso analisar, é o caminho para o fracasso, seja o ramo de atuação que for.

Números simples e rápidos de se obter, geram uma miopia que tornam essa “qualificação” equivocada que prejudica qualquer estratégia digital. O que importa é estabelecer métricas que realmente medem o valor e não a sua popularidade.

Alguns exemplos clássicos de métricas da vaidade

1 – Likes e coraçõezinhos no Instagram & cia

É muito comum comentários do tipo, meu perfil vai muito bem! Conseguimos X likes essa semana! Legal, mas e daí? O que você ganha de fato com isso? Ah já sei! Faz bem para o ego rs.

Posso ter dado um like porque gostei do título, ou da imagem com um gif de um cachorrinho fofinho que você colocou junto ou de uma foto sua fazendo pose na academia.

Considero Likes ou curtidas com a mais maldita das métricas que pode existir em uma postagem sem objetivo bem definido. Tive uma namorada que quando postava uma foto sua, ficava contabilizando o número de curtidas que havia recebido. Se o número era baixo, ela entrava quase em depressão, uma lágrima podia escorrer de seus olhos. Mas quando atingia uma marca satisfatória, ela ia radiante trabalhar, se sentia uma verdadeira super-star.

2 – Cliques

Outra métrica que geralmente soa como importante mas que pode se tornar mera vaidade.

A quantidade de cliques em uma postagem pode ser interessante para você saber quantas pessoas está levando para um site ou blog, ou estão clicando em um anúncio. Se não tiver uma estratégia bem definida, um objetivo, de nada adianta os cliques.

O post possui muitos cliques mas a taxa de conversão é baixíssima, o tempo de permanência no site é ínfimo, é preciso avaliar se a página de direcionamento condiz com a postagem e se sacia a expectativa da chamada.

3 – Compartilhamentos

Muitas pessoas compartilham a sua postagem, isso pode significar que algo deu certo!

Mas a quantidade de compartilhamento de uma postagem pode não dizer necessariamente que a sua estratégia deu certo. Por exemplo o compartilhamento de uma postagem de humor ou algo que não tenha nenhum objetivo por trás.

Compartilhamentos de seus conteúdos geram tráfego para o seu site. Mas quando esse tráfego já está bem definido, o que realmente importa é colocar esse usuário dentro de um funil de vendas, entregando conteúdo que realmente desperte o seu interesse em prosseguir em uma jornada de compra. Ai sim podemos medir a efetividade de postagens em uma rede social.

Existem muitas outras métricas como taxa de rejeição, downloads de seu aplicativo, seguidores, número de páginas visitadas, que se não tiverem objetivos bem definidos, não servem para nada.

Como fugir das métricas da vaidade

A primeira coisa a fazer é ser humilde o suficiente para entender o seu real tamanho e influência no mercado que atua. É preciso ser frio e analítico e definir quais métricas realmente são importantes para a sua estratégia.

Não é pelo número de seguidores que você tem no Twitter ou no Linkedin que vai determinar que você seja uma referência na área que atua. O número de seguidores não é uma métrica que necessariamente o define como um influenciador.

Não é pelo fato de você ter mais de 30 mil pessoas seguindo o seu perfil no Twitter ou Instagram, que você realmente seja uma referência na área em que atua. Passar o dia inteiro em busca de fãs ao invés de produzir conteúdo de qualidade, que gerem engajamentos, só vai trazer resultado para uma coisa: o seu ego.

Se você já conhece a Auris Ideias Digitais, você já sabe que a gente ajuda empresas a implementar vendas pela Internet. Então se esse for o seu caso e você precisa de uma ajuda para vender mais, é muito provável que podemos ajudá-lo. Logo abaixo clique em fale comum especialista e a gente vai poder entrar em contato com você e entender um pouco mais da sua empresa para ver se realmente a gente pode ser uma ajuda para o seu negócio.

[sc name=”call-to-action-especialista”]

Autor: André Cardia

google-shopping

Google anuncia mudanças para entrar de vez no e-commerce e virar marketplace nos EUA

O Google anunciou, nesta terça-feira (14), durante seu evento anual Marketing Live, uma série de mudanças nas suas plataformas voltadas a anunciantes e lojistas. Com as novidades, a gigante das buscas começa a entrar de vez no mundo do e-commerce – nos Estados Unidos, Amazon é o principal concorrente.

De São Francisco, a empresa apresentou uma versão remodelada do Google Shopping que, a princípio, funcionará apenas nos Estados Unidos*. As atualizações permitem aos usuários navegar por itens e lhes dá opções para comprar um produto tanto do site da marca quanto em uma loja física próxima ao consumidor e, até, no site do próprio Google, em breve. Neste caso, o internauta verá o ícone de um carrinho azul que adiciona aquele item à sacola.

Caso os clientes tenham problemas com a compra ou não sejam reembolsados, fará a intermediação com o varejista, afirmou Oliver Heckmann, vice-presidente de Engenharia, Shopping e Viagem do Google.

O pagamento também será feito por meio da plataforma da gigante das buscas usando os meios cadastrados na carteira virtual da companhia.

Na prática, essas novidades fazem com que o Google se torne um marketplace, em um movimento que segue a tendência de redes sociais – o Instagram, por exemplo, também entrou de cabeça no comércio eletrônico recentemente.

A empresa nega, porém, que esteja se preparando para virar uma plataforma no mesmo modelo de players tradicionais, que ganham uma porcentagem sobre as vendas, e tornar-se uma concorrente. Segundo a gigante das buscas, os próprios marketplaces também podem usar o Google Shopping para alcançar mais consumidores e impulsionar as vendas.

Oliver Heckmann, vice-presidente de Engenharia, Shopping e Viagem, anuncia novo Google Shopping/Reprodução

Anúncios no YouTube

Como parte da remodelação dos produtos, o Google também vai dar a opção de fazer compras diretamente de vídeos no YouTube. Por exemplo, se um criador posta um tutorial de maquiagem, a gigante das buscas dará a chance de os internautas comprarem aquele item específico – como um tipo de batom ou máscara.

A companhia também anunciou que a sua nova “galeria” de anúncios vai aparecer nas pesquisas. O formato vai usar fotos de uma maneira similar ao que ocorre no Instagram. Outra novidade é o Discovery Ads – campanhas publicitárias em vídeo e foto que podem mirar determinados critérios demográficos e que serão inseridos no feed do YouTube e nas guias de promoção do Gmail.

Todas as novidades serão colocadas no ar “até o fim do ano”, segundo o Google. Não foi explicado em quais países as novidades aparecerão primeiro,, mas, segundo o Google, no momento não há qualquer previsão de chegada da nova experiência ao Brasil.

Concorrência

As novas ferramentas marcam uma ofensiva da empresa no mundo do e-commerce. A habilidade do Google para facilitar a venda direta é um grande fator – um movimento que coloca a companhia no mesmo patamar de competição da Amazon e do Instagram para atrair mais criadores de conteúdo e marca às suas plataformas de publicidade e vendas.

Com informações da CNET

*Texto atualizado no dia 16 de maio com a informação de que o serviço não tem previsão de chegada ao Brasil. A empresa também informou, posteriormente, que o Google Shopping não vai virar uma plataforma no mesmo padrão de outros marketplaces – essas empresas, inclusive, podem usar o Shopping como forma de impulsionar as vendas. 

Fonte: ecommercebrasil

google-small-business4-ss-1920

Campanhas Locais do Google Ads – Aumente as visitas à sua Loja Física

O que são as campanhas locais? Como elas podem ajudar os clientes a encontrarem sua loja física quando precisarem de você?

O mobile trouxe um novo formato de pesquisas, o “perto de mim”. Isto significa que as pessoas estão procurando cada vez mais por produtos e serviços nas imediações.

Assim, cada vez mais as pessoas recorrem aos seus celulares antes de entrar em uma loja.

Agora surge a pergunta: você possui uma loja e deseja que as pessoas que estejam nas imediações encontrem seu negócio?

Bem, existe uma solução certa para você. São as Campanhas Locais.

Saiba mais detalhes sobre as campanhas locais do Google Ads e como você pode aumentar suas vendas com elas.

O Que São as Campanhas Locais

De todas as campanhas do Google Ads, as Campanhas Locais é a primeira solução voltada exclusivamente para direcionar tráfego para lojas nas imediações.

Por exemplo, quando alguém pesquisar no Google por uma loja que esteja próxima, o Google fará a correspondência entre os termos de pesquisa e a localização geográfica da pessoa. Assim, poderá exibir o anúncio.

Além disso, os Links Patrocinados das campanhas locais tem uma característica interessante. Eles são mais simples do que outros anúncios do Google Ads. Isto se dá porque seu objetivo é direcionar os usuários para as visitas offline, ou seja, ajudar as pessoas a chegar até sua loja física.

Grande parte dos recursos deste tipo de campanha funciona com base no machine learning do Google Ads. Ainda assim, é importante uma gestão eficiente para desenvolver os melhores criativos para suas campanhas, o que inclui escrever títulos e linhas de texto, criar estratégias de lances, além de adicionar outros recursos.

Quem pode se beneficiar deste tipo de campanha?

  • Lojas de todos os setores
  • Concessionárias
  • Restaurantes
  • Barbearias
  • Padarias
  • e muito, muito mais.

O Google Ads está trabalhando para melhorar a cada dia as campanhas locais. Isto inclui adicionar recursos importantes para o marketing local, como rotas e chamadas telefônicas.

Além disso, o Google também trabalha para incluir ofertas de produtos específicos nas campanhas locais.

ofertas de produtos específicos nas campanhas locais.As empresas também devem estar interessadas nas possibilidades que as Campanhas Locais oferecem para usuários que estiverem navegando no Google Maps. Sua loja pode aparecer em destaque dependendo da área do mapa visualizada pelos usuários. Isto inclui analisar um trajeto, como planejar um passeio.

As sugestões de pesquisa do Google Maps também podem exibir Links Patrocinados da sua loja se você estiver anunciando nas Campanhas Locais.

campanhas locais no Google MapsOnde os Anúncios das Campanhas Locais Aparecem

Há uma ampla rede aguardando seus anúncios das campanhas locais. O objetivo é que, não importa onde seus clientes estejam na internet, se eles estiverem nas imediações da sua loja física (ou pesquisando por lojas nesta área), eles poderão ver seus anúncios.

Assim, os anúncios deste tipo de campanha podem ser exibidos nos seguintes sites e redes:

  • Rede de pesquisa do Google
  • Rede de Display
  • YouTube
  • Google Maps

Primeiros Resultados

Algumas empresas já estão tirando proveito das Campanhas Locais. Um estudo divulgado pelo Google mostrou que algumas lojas tiveram um aumento em 5x no seu retorno sobre investimentos com este formato de Links Patrocinados.

Portanto, se quiser aumentar suas ligações e tráfego offline em suas lojas físicas, você precisa desta solução do Google Ads.

As campanhas locais é uma maneira inteligente e rentável de alcançar clientes que fazem uma busca online antes de visitar uma loja física.

Fonte: Clinks

machine learning

Machine Learning – O que é e qual sua importância?

O aprendizado de máquina (em inglês, machine learning) é um método de análise de dados que automatiza a construção de modelos analíticos. É um ramo da inteligência artificial baseado na ideia de que sistemas podem aprender com dados, identificar padrões e tomar decisões com o mínimo de intervenção humana

Evolução do machine learning

Graças às novas tecnologias computacionais, o machine learning de hoje não é como o machine learning do passado. Ele nasceu do reconhecimento de padrões e da teoria de que computadores podem aprender sem serem programados para realizar tarefas específicas; pesquisadores interessados em inteligência artificial queriam saber se as máquinas poderiam aprender com dados. O aspecto iterativo do aprendizado de máquina é importante porque, quando os modelos são expostos a novos dados, eles são capazes de se adaptar independentemente. Eles aprendem com computações anteriores para produzir decisões e resultados confiáveis, passíveis de repetição. Isso não é uma ciência nova – mas uma ciência que está ganhando um novo impulso.

Embora diversos algoritmos de machine learning existam há muito tempo, a capacidade de aplicar cálculos matemáticos complexos ao big data automaticamente – de novo e de novo, mais rápido e mais rápido – é um desenvolvimento recente. Eis alguns exemplos bem conhecidos de aplicações de machine learning, dos quais você já deve ter ouvido falar:

  • Os carros autônomos super esperados do Google? A essência do machine learning;
  • Ofertas recomendadas como as da Amazon e da Netflix? Aplicações de machine learning para o dia-a-dia;
  • Saber o que seus clientes estão falando de você no Twitter? Machine learning combinado com criação de regras linguísticas;
  • Detecção de fraudes? Um dos usos mais óbvios e importantes de machine learning no mundo de hoje.

Machine learning e inteligência artificial

Enquanto a inteligência artificial (IA) pode ser definida, de modo amplo, como a ciência capaz de mimetizar as habilidades humanas, o machine learning é uma vertente específica da IA que treina máquinas para aprender com dados. Assista a este vídeo para entender melhor a relação entre a inteligência artificial e o aprendizado de máquina. Você verá como essas duas tecnologias funcionam, com exemplos úteis e alguns apartes divertidos.

Qual a importância do machine learning?

O interesse renovado no aprendizado de máquina se deve aos mesmos fatores que tornaram a mineração de dados e a análise Bayesiana mais populares do que nunca: coisas como os crescentes volume e variedade de dados disponíveis, o processamento computacional mais barato e poderoso, o armazenamento de dados acessível etc.

Tudo isso significa que é possível produzir, rápida e automaticamente, modelos capazes de analisar dados maiores e mais complexos, e entregar resultados mais rápidos e precisos – mesmo em grande escala. E ao construir modelos precisos, uma organização tem mais chances de identificar oportunidades lucrativas – ou de evitar riscos desconhecidos.

O que é preciso para criar bons sistemas de machine learning?

  • Capacidade de data preparation;
  • Algoritmos – básicos e avançados;
  • Processos automatizados e iterativos;
  • Escalabilidade;
  • Modelagem conjunta.
Machine learning infographic

Quem está usando?

A maioria das indústrias que trabalham com grandes quantidades de dados tem reconhecido o valor da tecnologia de aprendizado de máquina. Ao extrair insights desses dados – frequentemente em tempo real – as organizações são capazes de trabalhar com mais eficiência ou de ganhar uma vantagem competitiva sobre seus concorrentes.

Serviços financeiros

Bancos e outros negócios na indústria financeira usam tecnologias de machine learning para dois propósitos principais: identificar insights importantes nos dados e prevenir fraudes. Esses inisghts podem identificar oportunidades de investimento, ou ajudar investidores a saber quando fazer o trade. A mineração de dados também pode identificar clientes com alto perfil de risco ou usar cyber-vigilância para encontrar sinais de fraudes.

Governo

Agências governamentais, como segurança pública e utilities, têm uma necessidade particular para machine learning, uma vez que elas possuem múltiplas fontes de dados que podem ser mineradas para deles obterem insights. Analisar dados de sensores, por exemplo, identifica maneiras de aumentar a eficiência e economizar dinheiro. O aprendizado de máquina também pode ajudar na detecção de fraudes e na minimização de roubos de identidade.

Operadoras de saúde

Machine learning é uma tendência crescente na assistência médica graças ao advento dos dispositivos wearables e sensores que permitem aos profissionais de saúde acessar os dados de pacientes em tempo real. A tecnologia também pode ajudar especialistas médicos a analisar dados para identificar tendências ou alertas, levando ao aperfeiçoamento de diagnósticos e tratamentos.

Marketing e vendas

Websites que recomendam produtos e serviços com base em suas compras anteriores estão usando machine learning para analisar seu histórico de compras – e promover outros itens pelos quais você pode se interessar. Essa capacidade de capturar dados, analisá-los e utilizá-los para personalizar a experiência de compra (ou implementar uma campanha de marketing) é o futuro do varejo.

Petróleo & gás

Descobrir novas fontes de energia. Analisar minerais no solo. Prever falhas em sensores de refinarias. Acelerar a distribuição de petróleo para torná-la mais eficiente e econômica. O número de aplicações de machine learning nesta indústria é vasto – e continua crescendo.

Transportes

Analisar dados para identificar padrões e tendências é essencial para a indústria de transportes, a qual depende da elaboração de rotas mais eficientes e da previsão de problemas potenciais para aumentar a rentabilidade. Os aspectos de análise e modelagem de dados de machine learning são ferramentas importantes para transportadoras, transporte público e outras organizações do setor.

Estes são alguns pontos sobre o machine learning, precisa saber mais? Entre em contato conosco!

Fonte: sas.com

a_5423_cda2faa49c0b29a37d06f0479d357670

As principais aplicações da Inteligência Artificial no Marketing Digital

Conheça usos da Inteligência Artificial no Marketing Digital, além do papel do Machine Learning nessa relação

Neste post, vamos falar sobre como a Inteligência Artificial pode atuar no Marketing Digital. Algumas coisas já são realidade, enquanto outras ainda têm muito a se desenvolver. O importante é estarmos preparados para quando a revolução vier.

O que é Marketing Digital

Marketing Digital é o conjunto de estratégias voltadas para a promoção de uma marca na internet. É diferente do marketing “tradicional” por envolver o uso diferentes canais online e métodos que permitem a análise dos resultados em tempo real.

Os canais mais usados – que apresentam historicamente melhores resultados – são os seguintes: Marketing de Conteúdo, Email Marketing, Redes Sociais, Otimização da Conversão (CRO) e Marketing de Busca (SEM).

Se você está lendo este post, é porque fomos bem sucedidos em te atrair usando algum dos canais acima. Pode ser, também, que já leia habitualmente nosso blog. De qualquer forma, em algum momento nosso trabalho de Marketing Digital te impactou, certo?

Inteligência Artificial

O que é Inteligência Artificial

Muitas pessoas — incluindo a mim, no começo deste post — fazem a ligação, meio brincando, meio levemente desesperadas, da Inteligência Artificial com um domínio das máquinas sobre os humanos. Ao menos por enquanto, é o contrário: elas nos ajudam a resolver problemas.

Inteligência Artificial é algo amplo demais para uma definição direta. O termo em si se refere a uma inteligência parecida com ou que simula a humana, porém através de um mecanismo ou de um software. Ela também é um campo de estudo científico.

Sua face mais visível, além da de Arnold Schwarzenegger (prometo que essa é a última piada com o tema), são os bots de atendimento. Você certamente já viu um — aqui no blog, por exemplo, tem um robozinho. Eles resumem bem uma das grandes vantagens da IA: fazer uma tarefa em escala maior, liberando humanos para resolver problemas mais complexos.

Mas resolver problemas mais complexos não seria, exatamente, a função da tecnologia? Sim e não. A criatividade e a capacidade de adaptação ainda são características que nos diferenciam das máquinas.

Inteligência Artificial fail

Antes que você se ache muito especial, porém, saiba que há campos de estudos tentando acabar com essa nova vantagem. Entre eles, está o Machine Learning, que é relevante para falar sobre as aplicações de Inteligência Artifical no Marketing Digital.

O que é Machine Learning

Machine Learning é mais fácil de conceituar: é a habilidade de uma máquina ou sistema aprender sem necessidade de programação. Quem deu essa definição foi Avinash Kaushik, um especialista no assunto.

Para esse aprendizado, os computadores identificam padrões em uma grande quantidade de dados. A partir dessas informações, fazem previsões com alta precisão, lançando mão de algoritmos e técnicas estatísticas.

Dessa forma, o Machine Learning pode auxiliar empresas de diversos setores. Quer um exemplo do seu dia a dia? As sugestões que sites de ecommerce lhe apresentam após uma compra. Elas são o resultado da análise de milhões de interações de consumidores.

Os dois lados dessa relação têm vantagens: você recebe promoções que fazem sentido para o seu perfil, enquanto a empresa pode fazer uma nova venda. A Inteligência Artificial ajuda a criar uma relação de fidelização natural.

Usos da Inteligência Artificial no Marketing Digital

Os principais usos da Inteligência Artificial no Marketing Digital passam por Machine Learning. A seguir, listamos algumas ações que já combinam as duas coisas:

Qualificação de Leads

A mensuração das contribuições do time de Marketing para o aumento da receita da empresa é cada vez mais precisa e rápida. Saber o que gera mais Marketing Qualified Leads (MQLs) e Sales Qualified Leads (SQL) é um dos muitos benefícios que o Machine Learning traz.

Com ele, a Inteligência Artificial ajuda a qualificar de forma muito precisa as listas de clientes e os prospects, usando dados relevantes disponíveis online. Assim, eles podem construir um ideal customer profile (ICP).

A cada venda feita, os dados vão sendo atualizados, melhorando o prognóstico de novas possíveis vendas, ajudando os vendedores e pré-vendedores a economizarem tempo. Assim, podem priorizar os Leads mais qualificados e canalizar esforços de vendas para os locais e estratégias corretas.

Mídia paga

A Inteligência Artificial também pode ajudar a criar anúncios mais personalizados, chegando  a serem específicos para uma única pessoa. A partir das informações que você fornece para criar os anúncios, o Machine Learning interpreta qual combinação faz mais sentido para determinado perfil de cliente, usando as informações que os consumidores fornecem.

Isso inclui seus dados e também seu comportamento na internet, como sites que ele visita, onde ele clica etc. O Google anunciou que, em breve, todos os anúncios vão ser otimizados na sua plataforma por meio do Machine Learning.

Chatbots

Os simpáticos e prestativos chatbots já estão por todos os lados na internet. Pois eles também se utilizam do Machine Learning para auxiliar um visitante em determinado site.

Os bots de serviço ao cliente usam o processamento de linguagem natural e os dados de atendimento ao cliente. Assim, respondem perguntas comuns, melhorando a qualidade dessas respostas ao longo do tempo.

Sistemas de recomendação

Amazon, Netflix e Spotify estão sempre tentando acertar o seu gosto, não é? Nem sempre acertam, mas a verdade é que os mecanismos de recomendação online utilizados por essas plataformas são sim bons exemplos de como funciona o Machine Learning.

inteligência artificial recomendação

Esse tipo de Inteligência Artificial usa dados coletados de milhões de usuários e compradores. Dessa forma, pode prever itens que você gostará, de acordo com suas compras anteriores, hábitos de visualização e correlações mais comuns entre os usuários.

Marketing de Conteúdo

Antes de entrar neste item, vale lembrar: textos produzidos com criatividade e que buscam um diálogo verdadeiro com o leitor são essenciais para uma boa estratégia de Marketing de Conteúdo. Isso posto, é possível usar Machine Learning para analisar dados, criar novas ideias e construir uma estratégia de conteúdo personalizada.

Ou seja, profissionais de Marketing podem ter mais chances de criar conteúdos mais eficientes, personalizados e que gerem mais valor. Além disso, torna-os mais fáceis de serem encontrados pelos mecanismos de busca.

Evitar o churn

O churn também pode ser impactado positivamente. Ao invés de depender de abordagem caras e demoradas para minimizá-lo, o Machine Learning usa modelos de risco para ajudar a determinar como ações para evitar o churn geram, de fato, resultados.

Assim, profissionais de Customer Success, por exemplo, podem levar em consideração quando e como devem intervir para reduzir a probabilidade de churn, e também para calcular o lifetime value (CLV).

Fonte: resultadosdigitais

 

Sem título

Qual a importância de um Web Site para o meu Negócio?

Criar um site é essencial para que a sua empresa ganhe mais visibilidade na internet e conquiste, por consequência, um número maior de clientes. Ele funciona como uma vitrine para o seu negócio, reunindo todas as informações importantes para o seu público-alvo. Além de aumentar a visibilidade da marca, ele também facilita o atendimento ao cliente. Ele funciona como uma vitrine para o seu negócio, reunindo todas as informações importantes para o seu público-alvo.

Além de aumentar a visibilidade da marca, ele também facilita o atendimento ao cliente. Afinal, quando ele entra em contato com a empresa já está mais certo do que quer ou até mesmo esclareceu suas principais dúvidas no próprio site.

Ainda existe uma infinidade de vantagens em criar um site para a sua empresa, principalmente se contar com um trabalho conjunto de marketing digital. No post de hoje, pontuamos algumas delas, que expressam bem por que é importante investir na criação de um site e quais são os benefícios que essa estratégia pode trazer para você. Acompanhe!

Criar um site para a sua empresa gera credibilidade

A internet já é indiscutivelmente parte do cotidiano das pessoas. Além do desktop, o ambiente virtual está nas mãos dos potenciais consumidores por meio dos smartphones, cada vez mais evoluídos. Assim, essas pessoas procuram por empresas, serviços, produtos, dúvidas, experiências, ou seja, procuram por tudo na internet e estão acostumadas a resolverem seus problemas por lá

Uma empresa que ainda não tem uma presença digital perde espaço para os concorrentes que têm. As pessoas enxergam essa empresa como ultrapassada e pouco acessível (já que não oferece uma maneira de se comunicar com ela), o que pode prejudicar sua credibilidade.

Maior visibilidade da empresa

Com um site, é possível marcar presença online e desenvolver um trabalho de marketing digital que possibilita alcançar resultados bastante expressivos, atraindo potenciais clientes, construindo relacionamentos, proporcionando experiências positivas e gerando mais conversões.

Além disso, o site rompe as barreiras da localização geográfica. Dependendo do seu tipo de produto ou serviço, sua atuação não ficará mais restrita aos clientes que estão próximos à sua empresa; em vez disso, será possível lidar com clientes de qualquer lugar do país e do mundo.

Possibilidade de novos clientes

Com um site e uma boa estratégia de marketing digital, é possível atrair novos clientes. Dentro do marketing digital, há uma variedade muito grande de estratégias, técnicas e ações, e é possível contar com a ajuda de profissionais ou agências especializadas para identificar as melhores para sua empresa. Um bom plano de marketing digital, adequado aos objetivos da sua empresa e ao público que pretende alcançar, resultam em possibilidades infinitas de atração de novos clientes.

Interação com Mídias Sociais

Se o seu público é fã de mídias sociais, então você também precisa estar presente nesse universo, e um site pode te ajudar a potencializar seus resultados nesses canais (e vice-versa). O seu site pode ter links que direcionem o visitante para seus perfis nas mídias, por exemplo, e artigos do blog podem possibilitar compartilhamentos, comentários e curtidas nas redes sociais. Da mesma forma, através das redes sociais você pode gerar tráfego para conteúdos publicados no seu site.

Possibilidade de aumentar as conversões

Pelo site, a empresa consegue promover seus produtos e serviços de forma visual, dinâmica e atrativa, proporcionando uma experiência positiva aos visitantes. Além disso, pode lançar mão de ações que estimulam um relacionamento mais próximo entre empresa e visitantes (como criação de landing pages e pop-ups), levando-os à decisão final de compra ou ao fechamento de um contrato.

Ser encontrado por usuários no Google

Como já dissemos, as pessoas estão procurando por tudo na internet — e, se não encontrarem sua empresa, certamente encontrarão seu concorrente. O Google é o maior mecanismo de busca que existe na internet e é a ele que a maior parte das pessoas recorre quando tem alguma dúvida ou precisa solucionar alguma necessidade.

Por isso, a criação do site da sua empresa deve ser feita de acordo com as técnicas de SEO (Search Engine Optimization), que possibilitam que os robôs do Google o vejam como de qualidade e relevante para a experiência dos usuários. Fatores como um servidor rápido e de qualidade, conteúdo bem estruturado e aplicação correta de tags possibilitam que seu site esteja melhor posicionado nas páginas do Google.

Facilidade nas respostas rápidas

Sua empresa provavelmente tem uma lista de questionamentos que são quase “padrão” e de dúvidas comuns à maioria das pessoas. Com um site, você pode criar uma página específica e exclusiva sobre perguntas frequentes.

Essa facilidade do visitante encontrar informações gera uma sensação positiva em relação à empresa, pois ela facilita sua busca por informações, e ainda ajuda a superar possíveis obstáculos que poderiam atrapalhar a venda. Além disso ainda reduz a quantidade de contatos com a sua equipe, deixando-os mais livres para realizar outras tarefas mais importantes no atendimento aos clientes.

Conclusão

Criar um site para a sua empresa não é mais um luxo ou um capricho, mas sim um investimento necessário para se destacar. Você já usufrui de todas as vantagens que apresentamos aqui? Se ainda não possui um site, que tal começar hoje?

Fonte: Andre Cardia

tecnicas de SEO

Entenda a importância do SEO para sua empresa e seus impactos no atendimento

Profissionais e empresas que atuam com o inbound marketing reconhecem a grande importância do SEO para o sucesso de uma estratégia. Mas você sabe quais os impactos positivos que um bom uso dessa ferramenta proporciona ao atendimento?

O termo “SEO” é muito conhecido por profissionais de marketing, dada a importância da utilização dessa ferramenta e os resultados que ela proporciona. Isso porque o uso correto dessa otimização, além de ter baixo custo e trazer grandes resultados, promove o crescimento sustentável da organização. Neste post, você aprenderá mais sobre a importância do SEO, conhecendo os impactos positivos que ele proporciona à empresa e ao atendimento. Boa leitura!

O que é SEO?

SEO é a sigla de Search Engine Optimization, uma expressão em inglês que se refere à “otimização para motores de busca”.

O Google é o principal motor de busca, tendo centenas de fatores para o ranqueamento de um site. Esses fatores determinarão a importância que uma determinada página possui e, consequentemente, a sua posição nos resultados de pesquisa.

Por isso, o objetivo do SEO é fazer com que, cada vez mais, sejam criados conteúdos relevantes para o público e que sejam “recompensados” pelos motores de busca figurando nas primeiras posições nos resultados.

Qual a importância do SEO para a minha empresa?

O principal objetivo do SEO é garantir que uma página seja a mais relevante para uma determinada pesquisa do usuário. Dessa forma, uma estratégia de SEO deve buscar oferecer, sempre, a melhor resposta àquilo que foi, de certa forma, perguntado ao motor de busca.

A importância do SEO para uma empresa, portanto, varia de acordo com os resultados que forem almejados no meio digital. Para empresas que querem ser vistas, notadas e se tornar referência na sua área de atuação, investir nessa estratégia é fundamental.

Uma das áreas mais beneficiadas com a utilização correta de SEO é a de atendimento. Isso porque são vários os benefícios tanto para o público quanto para a empresa. Confira os principais deles:

Traz visitantes qualificados

Uma estratégia bem planejada e executada de SEO fará com que as pessoas atraídas até o seu site, por meio de uma pesquisa na internet, estejam realmente interessadas no seu conteúdo.

Pode parecer óbvio, mas não são raros os casos de visitantes que clicam em uma página com expectativas totalmente distintas do que ela pode oferecer.

Por isso, é fundamental ter visitantes qualificados, interessados nos produtos e serviços que a sua empresa pode disponibilizar a curto, médio e longo prazos.

Promove uma comunicação clara na web

Como o SEO tem foco na relevância e na eficácia de um conteúdo, um bom uso dessa ferramenta acaba promovendo uma forma clara, direta e precisa de comunicação no meio digital. Isso é fundamental no relacionamento com o público, pois, se você não der exatamente o que ele precisa, em pouco tempo ele simplesmente visitará outro site que cumpra esse objetivo.Resulta em conteúdos que atendem necessidades do consumidor.

Por outro lado, um visitante que notar todas as suas dúvidas e necessidades claramente resolvidas poderá ser fidelizado. Com isso, as chances de virar um cliente e até recomendar a sua empresa serão bem maiores.Por isso, em vez de apostar apenas em conteúdos genéricos para atrair o máximo de público possível, investir em conteúdos que se encaixam exatamente nas necessidades do consumidor gera resultados bem mais satisfatórios.

Facilita a aproximação com o público

Com visitantes qualificados no site, atraídos por conteúdos que suprem suas necessidades, fica mais fácil para a empresa ter um contato mais próximo com esse público. Além disso, quanto maior a aproximação com o público, mais informações são obtidas sobre ele, e isso é fundamental tanto com clientes quanto com possíveis clientes, já que garante o sucesso e o crescimento da empresa.

Como aplicar corretamente uma estratégia de SEO?

Mas toda essa importância do SEO para empresas, principalmente no atendimento, não faz sentido algum se a estratégia não for bem aplicada. Por isso, confira algumas dicas:

Faça um bom planejamento

O planejamento é a base de uma boa execução. Antes de iniciar uma estratégia de SEO, é preciso fazer um estudo completo que incluem, entre outros fatores, os objetivos a serem alcançados, o perfil do público-alvo, os locais e as maneiras que essa estratégia será aplicada e também uma observação do que a concorrência está fazendo nesse sentido.

Isso é fundamental para diminuir o risco de falhas e aumentar a eficácia da estratégia.

Tenha uma boa equipe

Profissionais qualificados são indispensáveis para o sucesso de uma estratégia de SEO. Em uma área onde as mudanças são frequentes, como o marketing, um time (ou até mesmo uma pessoa) eficiente precisa ter instrução e experiência, além de estar em constante atualização.

Monitore os resultados

A melhor forma de saber como a estratégia de marketing da sua empresa está se saindo é acompanhando métricas e resultados. Essa ação, que deve ser feita desde o início da execução, evita que falhas passem despercebidas e atrapalhem o resultado. Identificando a necessidade de ajustes e mudanças, no entanto, é possível obter sucesso sem precisar começar tudo do zero.

Não se esqueça do mobile

As pesquisas no Google, o maior motor de busca da internet, estão sendo feitas em maior quantidade por dispositivos móveis. Isso significa que o público, em sua maioria, está usando mais celulares e tablets do que computadores e notebooks.

Por isso, a sua estratégia de SEO deve ter foco nesses dispositivos para assegurar uma boa experiência do público. Dessa forma, além de reduzir a taxa de rejeição do seu site, é possível ainda fidelizar leitores e se destacar da concorrência.Além disso, no final de 2017, o Google anunciou o “mobile first index”. Uma nova forma de indexação que prioriza sites que possuem versão mobile.

Como você viu, a importância do SEO para profissionais e empresas relacionados ao inbound marketing é extrema. Para trazer inovação, causar impacto no mercado e obter bons resultados, é preciso traçar e executar uma boa estratégia. E isso tudo pode ser feito com baixo custo.

Agora que você sabe mais sobre esse assunto, que tal permitir que outras pessoas também se aprimorem?  Compartilhe este post nas suas redes sociais!

Fonte: hiplatform