INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

6 vantagens da automação de marketing

Quando se ouve falar em automação, a maioria de nós imagina esteiras industriais e braços robóticos, mas não é bem assim. Existe também um tipo de automação de marketing, que pode ajudar e muito uma empresa a se alavancar.

Neste caso, o que temos são processos e ações típicas do marketing digital, que simplesmente dispensam a ação humana, a não ser para configurá-las. Basicamente, esta já é uma realidade no mercado atual, embora nem todo mundo conheça.

Algumas delas já são até populares, como quando você entra em um site para cotar um notebook novo, e um chat se abre sozinho no canto da tela, conversando com você e tirando dúvidas básicas. Muito provavelmente, era um chatbot.

Sendo assim, um robô digital desenvolvido para lidar com questões básicas como preços, prazos, status de ordem de serviços e afins. O que favorece esse tipo de tecnologia são os algoritmos digitais, que a cada ano se tornam mais desenvolvidos.

Um exemplo são os grandes motores de busca, que já falam em machine learning (algo como “aprendizado da máquina”). Nesses casos, os robozinhos dos buscadores já são capazes de fazer análises sintáticas em frases escritas ou mesmo faladas.

Outra frente que tem evoluído muito nesse sentido são as redes sociais, que também têm tudo a ver com o marketing digital, tanto quanto os motores de busca. Justamente, por isso, elas permitem um nível de segmentação de públicos que é incrível.

Se a marca trabalha com sala de reunião pequena, a automação/inteligência artificial das redes permite que a empresa faça anúncios para aparecer somente para um perfil de usuários. No caso, pequenos empresários que estejam próximos das salas comerciais.

Afinal, que sentido faria falar sobre sala de reunião pequena com adolescentes que nem sequer trabalham ou pagar para aparecer para grandes empresários que precisam de espaços maiores ou que estão em outros locais do país, bem distantes?

Daí a importância de segmentar o perfil do usuário, localização dele, ticket médio que costuma investir e daí em diante. Além disso, sites institucionais, blogs, marketplaces, e-mails marketing e várias outras frentes também podem ser automatizadas.

Por isso, decidimos escrever este artigo, trazendo os principais conceitos da área, bem como as 6 maiores vantagens da automação de marketing. 

Se você quer desfrutar de tudo isso, basta seguir adiante na leitura.

1. Só os melhores leads

Acima falamos sobre segmentação, mas isso é o que ocorre nas redes sociais e nos motores de busca.

Agora, quem já fez algum esforço no marketing digital, sabe da dificuldade de atrair apenas as pessoas certas, e na hora certa.

Tudo bem que mesmo dentro do seu próprio site é possível já contar com um público mais assertivo, justamente por meio de anúncios feitos em mídias sociais e buscadores. Assim, quem chegar ali por essas vias vai ter o perfil do seu público-alvo.

Contudo, e se alguém vier de fora, como saber que você não vai acabar perdendo tempo por gerar leads de pessoas desinteressadas? Um modo incrível de fazer isso é criando formulários de preenchimento, como para recebimento de newsletters.

Você pode fazer isso no seu blog sobre avaliação de ativos (gestão patrimonial típica de advogados e consultores), oferecendo um e-book sobre o assunto. A automação entra quando você integra isso com um pop-up inteligente, por exemplo.

Ele pode ser programado para aparecer somente quando determinado comando for executado, ou seja, não será apenas um formulário estático no começo da página.

Talvez ele apareça somente quando a pessoa navegar até o fim, atingindo um percentual da barra de rolagem. 

Ao fazer isso e interagir apenas com quem interagiu com seu conteúdo, você captará os melhores leads, de gente realmente interessada.

2. Integração dos vários canais

Se conseguir filtrar apenas os leads realmente interessados já é um avanço e tanto, a automação de marketing pode ir além e integrar os vários canais que citamos acima.

Hoje as principais frentes são as seguintes:

  • Buscadores;
  • Redes sociais;
  • Site institucional;
  • Blogs e vlogs;
  • E-commerces.

Essa integração consiste em conseguir atingir o cliente ideal em qualquer um desses canais, especialmente quando se trata de um lead que, por exemplo, abandonou o carrinho, como no caso do remarketing.

Na verdade, mesmo antes da compra essa integração pode ter um poder enorme. Imagine que você trabalha com academia de hidroginástica, e uma vez que o cliente entrou no seu blog ou pesquisou isso nos buscadores, seu anúncio ganhou destaque na rotina dele.

Então, ele vai ver um banner seu nos demais sites que entrar (graças à rede de displays dos motores de busca), seja um blog, um portal de notícias ou um vídeo que ele queira assistir.

Com o tempo, isso vai gerar uma presença que o usuário tende a associar com autoridade, o que reforça sua marca e potencializa os resultados comerciais.

Internamente a marca pode fazer isso não apenas com e-mail marketing, mas até mesmo com SMS. Assim, o lead além de receber e-mails recebe mensagens de celular, lembrando ele de ações que podem ser feitas para benefício próprio.

3. O atendimento fica mecânico?

Um receio muito comum quando se fala em automação de marketing, é os empresários ou gestores acharem que se trata de algo robotizado demais, como deixar o cliente no telefone falando com uma atendente eletrônica.

Não é nada disso, na verdade o atendimento fica muito mais personalizado, e não mecânico ou superficial. 

O primeiro exemplo é o da própria integração referida acima, que faz com que o cliente tenha impressão de que há uma pessoa por trás das ações.

Por isso, outro benefício da automação de marketing é sua capacidade de melhorar o atendimento e com isso, tornar o engajamento muito mais assertivo. Outro exemplo é o próprio e-mail marketing.

Imagine que o lead está avançando no funil de vendas, sobre creme hidratante para o rosto. Cada novo e-mail disparado aprofunda mais o assunto, falando sobre importância do cuidado com a pele, depois sobre composição do produto, enfim as melhores marcas.

Uma pessoa jamais poderia fazer isso manualmente com centenas ou milhares de clientes. A automação faz isso, e a impressão que o lead tem é de que está sendo melhor tratado do que em qualquer outro lugar, jamais sentido que a comunicação é “mecânica”.

4. Unificação entre equipes

Se tem um problema que pode comprometer o resultado das vendas de uma empresa é a falta de harmonia entre duas equipes fundamentais: a do marketing e a do comercial.

Pela ótica do funil de vendas, o topo do funil e parte do seu meio precisa ser dominado pelo pessoal do marketing, até que o lead se torne um prospect, e do meio para o fundo do funil, possa ser trabalhado pelos vendedores.

Mas, essa transição é desafiadora. Por exemplo, uma empresa de projetos de automação industrial, há várias etapas de idealização desses projetos, então os funcionários precisam acompanhar a jornada de compra do cliente em potencial.

Além disso, geralmente, quando o lead está perto da fase de prospect, é comum que ele esteja cotando outras opções do mercado também. 

Sendo assim, se a empresa perder muito tempo, pode acabar perdendo a oportunidade para a concorrência.

A automação de marketing ajuda a evitar que isso ocorra, já que programas como o CRM (Customer Relationship Management) fazem, justamente, a Gestão de Relacionamento com o Cliente, com alertas de cada etapa do funil de vendas.

5. Como anda o seu CAC?

O famoso Custo de Aquisição por Cliente é um dos indicadores mais importantes para uma empresa manter em dia. Basta somar todos seus custos com marketing e divulgação, e dividir com os clientes conquistados.

Pronto, é o custo que você teve para trazer cada um deles. Agora imagine a diferença entre prospectar clientes na rua, de porta em porta, ou fazer isso pelo marketing digital, com todas as suas automações típicas.

Se uma papelaria vende envelope personalizado para imprimir, quantos ela pode vender pelo balcão, durante o dia? E quantos clientes ela pode impactar anunciando para o país todo, com uma loja virtual automatizada com as opções descritas acima?

6. Fidelização e sustentabilidade

Por fim, um termo muito em voga hoje é “sustentabilidade”. Pouca gente sabe, mas ele não remete apenas a questões ecológicas, mas também a questões financeiras.

Uma empresa sustentável é uma empresa que se mantém faturando e lucrando. Para isso, o que ela precisa é fidelizar seus clientes, e a automação de marketing pode ajudar e muito nisso, de maneiras bastante diversas.

Aliás, elas evoluíram bastante nos últimos anos. Se o cliente fechou com você um lote de flyer digital, há muito mais para fazer do que disparar um e-mail de boas-vindas. Hoje é possível enviar dicas customizadas, bem como artigos de blog que o ajudem.

Além disso, há pesquisas de satisfação que o ajudam a expressar em que seu negócio pode melhorar. Tudo isso só reforça como essas 6 vantagens da automação de marketing tratadas acima podem, realmente, mudar a realidade de qualquer empresa.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Auris

Por: Auris Ideias Digitais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

Comments are closed.

Últimos Artigos e Notícias

Shopping Basket