Sem título

Por que eu preciso ter um site?

Mesmo com esse constante avanço tecnológico atual, ainda há empresários que não veem vantagens em ter um site para o seu negócio.

Existe um ditado que diz: “ Sua empresa só existe se ela estiver na internet”. Vamos entender agora um pouco mais sobre quais as principais vantagens de ter o seu negócio divulgado na internet.

 

Motivo 1:  Facilidade para o cliente encontrar a sua empresa

Possivelmente você já teve alguma dúvida sobre algum produto ou serviço, ou até para pesquisar algum número de telefone comercial, e para sanar essa dúvida você fez uma pesquisa na internet, é nesse momento que o site da sua empresa entra em cena.

Além de credibilidade, um site é a principal forma para se estabelecer um bom relacionamento com o consumidor, pois lá é que está contido todo o DNA do seu negócio: serviços, produtos, missão, visão, valores, endereço, todas as informações que possam facilitar e reduzir o caminho entre a troca de valores, seja ele como forma de venda de um produto ou a prestação de um serviço.

Motivo 2: Menor custo na hora de encontrar possíveis clientes

Imagine que um site receba em média 5 visitas por dia em um prazo de 30 dias, no final desse período, você terá estabelecido contato com 150 clientes em um mês sem ter que gastar uma grande quantia em dinheiro para que a mesma quantidade de clientes visitassem sua loja física. Ter um site não quer dizer que a sua empresa não possa ter uma loja física, muito pelo contrário, as duas coisas se complementam. É muito comum hoje um cliente pesquisar sobre uma empresa na internet antes de estabelecer um contato mais próximo.

Motivo 3: Aumento das vendas em grande escala

Vamos pensar o seguinte, com o crescimento da internet, sua empresa não precisa e não deve se limitar a apenas o mercado local. Um exemplo são as lojas virtuais, que na maioria dos casos além de possuir lojas físicas, possuem também toda uma estrutura virtual para não se limitar a apenas o público local, podendo assim atender em todo o país. Além de um grande aumento no faturamento, há também um fortalecimento do nome da marca em uma grande escala.

 

Motivo 4: Integração com redes sociais

Você deve estar se perguntando, já tenho uma página no Facebook, preciso ter um site? Vamos entender o seguinte, redes sociais funcionam como uma vitrine. Imagine-se andando por uma rua e você acaba gostando de um determinado produto em uma vitrine, ao se interessar pelo produto você faz oque? Entra na loja para ver mais de perto, é ali onde ele entra em contato com a sua marca, seja sendo atendido por um vendedor ou vendo detalhes do produto. Na internet o processo é o mesmo, porém quem faz o papel de vitrine é a Rede Social, e quem faz o papel da loja é o site.

 

Motivo 5: Mensuração de dados e resultados

Na internet, recolher dados de possíveis comprados e pessoas que visitam o seu site é simples e muito mais barato que em uma loja física.

Vou te fazer a seguinte pergunta: Você possui o histórico detalhado dos últimos 100 clientes que visitaram ou tentaram fazer negócio com a sua empresa? Se sim, você provavelmente teve altos gastos em estrutura interna para alcançar esse mérito, não é mesmo?!

Agora, se a respostas for não, você pode estar perdendo uma grande oportunidade. Ter um histórico de seus clientes facilita fazer negócios com eles futuramente, além disso, você poderá mensurar dados como, localização, idade, interesses, definindo assim um perfil de público que irá facilitar e contribuir em possíveis campanhas de divulgação.

Fonte: Online Sites

celular com instagram aberto

Use seu celular como uma ferramenta poderosa de vendas!

A forma como as pessoas se comunicam mudou bastante ao longo dos anos, especialmente graças à navegação móvel. Mais do que nunca, os consumidores utilizam as redes sociais e as ferramentas de chat para se comunicar com outras pessoas e até com empresas. Um bom exemplo disso é o WhatsApp, aplicativo praticamente indispensável em qualquer celular hoje em dia.

Desde de setembro de 2018, o WhatsApp já assume a liderança entre os aplicativos com mais usuários ativos no mundo, superando até as grandes redes sociais, como o Facebook e o Twitter. Se você pretende manter a qualidade do seu atendimento e elevar a taxa de conversão das suas campanhas, então essa ferramenta será indispensável.

Quer entender melhor como usar o WhatsApp para vender mais? Então acompanhe!

Conheça o WhatsApp Business

Em primeiro lugar, você deve cadastrar sua empresa no WhatsApp Business para ter acesso à maior parte das ferramentas que precisa. Este é um aplicativo separado do WhatsApp padrão, então você terá que baixá-lo primeiro. Com ele em seu aparelho, basta inserir as informações básicas do seu negócio, como o número de contato, site, e-mail, endereço e uma breve descrição do seu produto ou serviço.

Isso já é suficiente para que você tenha acesso às principais funcionalidades da ferramenta. Depois que você experimentar um pouco e aprender como usá-la de forma adequada, certamente irá notar um incremento considerável no total de vendas ao longo do mês. E para alcançar esse resultado, o melhor a fazer é começar o quanto antes.

Principais benefícios oferecidos pela ferramenta

O WhatsApp Business é um dos melhores meios de comunicação entre negócios e o público geral hoje em dia. Se você estiver bem posicionado nessa plataforma, todos os seus atendimentos serão mais ágeis e rentáveis.

Para esclarecer isso, veja aqui alguns exemplos os benefícios que essa ferramenta proporciona:

Baixo custo de comunicação

Uma das maiores fontes de despesas no processo de atendimento em qualquer negócio é justamente a necessidade de um meio de comunicação que esteja ativo a maior parte do tempo. Por muitos anos, as únicas opções foram o atendimento presencial e o telefônico, que ainda são bem utilizados hoje em dia.

Porém, manter uma grande equipe de atendentes via telefone, além de toda a estrutura necessária para responder aos seus clientes adequadamente, pode ser bem caro para sua empresa. O WhatsApp, por outro lado, é uma ferramenta bem mais barata e altamente escalável. Isso significa que, a medida que sua empresa cresce, ela pode aumentar a capacidade de atendimento sem aumentar muito seus custos.

Respostas rápidas a qualquer momento

Quando um cliente entra em contato com a empresa, ele espera ter um atendimento rápido, se não imediato. E quanto antes você puder entregar ao seu público a solução que ele busca, mais cedo poderá convertê-los em clientes e melhorar a reputação do seu negócio diante do mercado. Nesse ponto, o WhatsApp também é muito útil.

Sistemas de chat podem ser assinados com muito mais facilidade do que o atendimento telefônico. Quando alguém envia uma mensagem para o WhatsApp Business, um atendente pode responder a questão rapidamente, lidando até com múltiplos contatos simultaneamente, caso esteja bem capacitado para isso. Se você incluir alguma forma de automação de atendimento, o processo será ainda mais eficiente.

Fácil acesso para o público

Uma das principais dificuldades em promover o atendimento online em larga escala até alguns anos atrás é que boa parte do público não tinha acesso a estes meios de comunicação no dia a dia. Porém, hoje em dia, a navegação móvel é cada vez mais relevante, sendo o principal meio de acesso a redes sociais, incluindo o WhatsApp.

Em muitos casos, é mais fácil para o público geral utilizar a ferramenta de chat para se comunicar do que usar o telefone. Sendo assim, ter um canal disponível através do WhatsApp Business pode facilitar consideravelmente o acesso do público à sua marca.

3 dicas para utilizar melhor o WhatsApp Business

Agora que você entende melhor por que deve usar o WhatsApp em seus negócios, é hora de ver como aplicar esse conhecimento de forma mais eficaz. Veja aqui 3 dicas para utilizar esta ferramenta e obter melhores resultados:

Segmente contatos

Uma das melhores funcionalidades do WhatsApp Business é justamente a possibilidade de registrar uma ampla agenda de contatos e dividi-los em grupos de acordo com determinadas características. Quando você recebe um contato, pode marcar qualquer lead como um prospect, definir em qual estágio de compra ele está, entre outras coisas.

Com essa funcionalidade, você pode organizar melhor suas campanhas, ter uma visão mais consistente do seu público geral e, claro, escolher o momento certo para abordar qualquer cliente. Isso tudo traz uma grande vantagem competitiva para sua empresa.

Foque no engajamento antes da venda

Muitos empreendedores cometem o erro de tentar fechar a venda logo de cara. Infelizmente, essa não é uma atitude muito efetiva para conseguir boas conversões. Pelo contrário, isso pode espantar potenciais clientes antes que estejam preparados para fechar negócio, te custando mais algumas conversões.

Antes de pular para uma proposta de negócio, tende conversar com o cliente, tire suas dúvidas e estabeleça uma relação de confiança. O WhatsApp é um bom espaço para ter uma conversa próxima e nutrir esse relacionamento. Se você souber como aproveitar essa chance, será mais fácil converter e fidelizar o público.

Integre o WhatsApp com seu CRM

Por fim, mas não menos importante, você pode usar o WhatsApp Business junto com outras ferramentas de gestão para lidar melhor com seu público. O CRM é o melhor exemplo disso, pois ele inclui várias informações sobre seus clientes. Se ambos forem integrados, fica mais fácil agendar contatos, segmentar o público, escolher a melhor abordagem, entre outras coisas. E com os aprimoramentos em ambas as ferramentas, você pode ver novas possibilidades de uso surgirem com o tempo.

Agora que você entende um pouco mais sobre o WhatsApp Business e como usá-lo para vender mais, é hora de começar a colocar esse conhecimento em prática. E se quiser mais dicas, assine nossa newsletter e receba tudo em primeira mão.

Fonte: Echosis

conteudo

Como criar um bom conteúdo para seu negócio

Em tempos de SEO e Inbound Marketing, a questão de como criar conteúdo relevante para o seu negócio, deve ser uma preocupação constante, pois um erro nesta questão, pode colocar por água abaixo toda sua estratégia de marketing de conteúdo.

Para que estratégias de atração de tráfego e captura de Leads funcionem, precisamos ir muito além da simples questão de como criar conteúdo relevante para o seu site e abordarmos também o problema de como gerar o engajamento neste conteúdo.

Uma coisa é criar conteúdo, outra coisa completamente diferente é fazer com que este conteúdo gere Leads. Conteúdo sem retorno é somente isso mesmo, conteúdo grátis.

Defina sua persona de marketing

Para quem deseja saber como criar conteúdo relevante para seu site, blog ou rede social, o primeiro conselho é definir sua persona de marketing.

A Persona de Marketing é um personagem que você desenvolve durante a etapa de planejamento da sua estratégia de marketing digital, que representa o público que você deseja atingir.

Identifique quais são as necessidades e interesses do seu público-alvo para que você possa produzir um conteúdo que seja realmente atraente para estas pessoas. Quanto mais você conhece o seu público, mais eficiente serão suas campanhas e consequentemente sua conversão.

Coloque-se no lugar da sua audiência

A primeira coisa a ser pensada na hora de produzir conteúdo relevante para o seu site ou blog é se colocar na posição da sua audiência, ou seja, entender o momento do visitante do seu site e dirigir a sua mensagem diretamente a ele.

Quanto mais intimista e pessoal for a linguagem adotada, melhor, pois isso criará um ambiente mais acolhedor e psicologicamente, deixará o leitor mais receptivo a sua mensagem.

Coloque-se no mesmo patamar de conhecimento do leitor

Um erro muito comum, principalmente aqui no Brasil, é o autor se colocar em um pedestal e acabar criando um texto onde o “Deus do Conhecimento” discursa para a plebe ignara. Se você quiser afastar os leitores, este é o caminho certo.

Quando você se coloca em um patamar igual ao do seu interlocutor, você quebra uma barreira para a assimilação da mensagem que você pretende passar.

Não coloque o SEO acima de tudo

Um erro muito comum entre as equipes de conteúdo é colocar o processo de SEO – Search Engine Optimization, acima de qualquer outro objetivo. É claro que estar bem posicionado nas páginas de respostas dos buscadores é importante, mas, como dito anteriormente, o foco deve ser o visitante do seu site.

Uma discussão constante entre os profissionais de SEO é a questão da super otimização.

É claro que a otimização de sites é importante no contexto de uma estratégia de marketing digital, mas é importante ter em mente que sua audiência é igualmente importante.

Criação de conteúdo relevante para o seu site

Ofereça opções para aprofundamento no assunto

Outra prática interessante para produzir conteúdo relevante para o seu site ou blog é oferecer sempre opções para que o leitor aprofunde seus conhecimentos. Isso irá deixar a experiência do leitor completa.

Sempre que possível, ofereça links para outros sites de referência para que, caso o visitante queira, possa conhecer mais a fundo o assunto ou assuntos relacionados. Além de oferecer uma melhor experiência você também estará dando uma ajuda no seu processo de SEO.

Contextualize seu conteúdo

Outro segredo para quem deseja saber como produzir conteúdo relevante para o seu site e realmente impactar sua audiência é contextualizar o conteúdo no momento pelo que passa o público que você pretende impactar.

Traga para o seu site ou blog a discussão sobre um assunto que esteja “quente” para sua audiência. Busque identificar em sites de destaque na área, quais são as matérias que estão gerando mais discussão. Os melhores indicadores são comentários e compartilhamentos em redes sociais.

Traga algo de novo a discussão

Frequentemente nos deparamos com artigos que ao término da leitura constatamos que trata-se apenas de um pouco mais sobre a mesma coisa.

Se você quer produzir conteúdo relevante para o seu site, é preciso acrescentar algo mais, caso contrário, irá cair na mesmice. A essência do marketing de conteúdo é justamente informar e se destacar.

Faça uma pesquisa mais aprofundada sobre o assunto e levante novas questões, dê uma abordagem diferenciada ao tema, e se for o caso, levante alguma polêmica sobre o que já foi apresentado em outros lugares. Uma das funções do Inbound Marketing é promover a discussão.

Crie relacionamentos internos de conteúdo

Outro aspecto interessante de um conteúdo relevante é a complementação da informação. Muitas vezes é inviável colocar toda a informação em um único texto, pois isso o tornaria extenso e sabemos que muitas pessoas não tem paciência para ler. Mas existem pessoas que desejam se aprofundar mais na matéria. Como resolver isso?

A solução é simples, crie linkagens internas ou até mesmo externas para outros conteúdos que complementem a informação que você deseja passar. Isso além de deixar seu conteúdo mais completo, também irpá dar uma boa força no seu trabalho de SEO do site.

Agora que você já tem uma boa ideia sobre como criar conteúdo relevante para o seu negócio, o que acha de começar a desenhar uma estratégia de marketing de conteúdo para ele? A gente pode te ajduar, entre em contato para retirar dúvidas:

 

[sc name=”call-to-action-especialista”]

 

Fonte do artigo: Academia Mkt

 

20blog-20

15 dicas de marketing pessoal

Atualmente, com a competitividade cada vez mais acirrada no mercado de trabalho e no mundo corporativo, ter um diploma e uma boa atuação profissional já não são mais garantia de conseguir (e manter) aquela vaga dos sonhos.

É preciso, antes de mais nada, mostrar ao mundo suas qualidades e potencialidades. Tudo isso sem, contudo, parecer egocêntrico, arrogante ou prepotente. Parece difícil? Pois saiba que não é tão complicado assim!

Estamos falando aqui da construção de um bom marketing pessoal. Quer aprender o que é isso e ainda ficar por dentro de ótimas dicas para transformar teoria em prática? Então acompanhe o nosso post de hoje!

O que é marketing pessoal?

Quem nunca ouviu aquele velho ditado que diz que “quem não é visto não é lembrado”? Pois é exatamente essa uma das principais bases do marketing pessoal! Afinal, de que adianta ser um excelente profissional, dotado de capacidades e qualidades extremamente valorizadas pelo mundo corporativo, se absolutamente ninguém sabe disso?

Para que seja efetivamente reconhecido perante chefes, gestores e demais colaboradores em sua área de atuação, você não pode passar despercebido. Assim, quando bem aplicadas, as estratégias de marketing pessoal podem fazer milagres por você nesse quesito.

O marketing pessoal é a melhor maneira de promover imagem, conteúdo e trabalho, de maneira a se destacar não só na empresa em que atua como no mercado de trabalho em geral. No entanto, atenção: marketing pessoal não é, de maneira nenhuma, sinônimo de culto ao ego ou simples vaidade pessoal, ok?

Na verdade, é apenas uma maneira de destacar positivamente suas habilidades, entregando valor às pessoas e fazendo com que elas tenham uma excelente impressão a seu respeito.

Está bastante enganado quem pensa que saber fazer um bom marketing pessoal é uma qualidade que já nasce com determinadas pessoas. Muito pelo contrário! Essa habilidade pode ser aprendida, desenvolvida e aprimorada. Para isso, basta querer.

E então? Quer descobrir 15 dicas de marketing pessoal extremamente úteis e fáceis de colocar em prática? Então pule para o próximo tópico!

Como colocar o marketing pessoal em prática?

1. Aja com naturalidade

A primeira e mais valiosa dica é ser você mesmo e agir naturalmente, independentemente da situação. Tente não criar um personagem profissional que nada tenha a ver com você. Assim, se você é uma pessoa alegre e extrovertida, está tudo bem ser assim também no escritório.

No entanto, aqui vale fazer uma ressalva: isso não significa adotar gírias ao travar conversas formais, tampouco gargalhar aos brados dentro do ambiente de trabalho por ser essa a maneira como você interage com sua família e seus amigos, por exemplo.

Por mais que tudo flua melhor agindo naturalmente, lembre-se de que tudo tem um limite e que cada ambiente exige uma determinada postura.

2. Seja pontual

Se você quer fazer um bom marketing pessoal, nada de seguir o (mau) exemplo de profissionais que estão quase sempre atrasados ou em cima da hora para compromissos e prazos de entrega.

Você sabia, aliás, que há empresas que desclassificam candidatos antes mesmo de entrevistá-los, justamente porque eles chegaram atrasados ao local da entrevista?

Então aprenda desde já a gerenciar melhor o seu tempo e, de preferência, acostume-se a chegar sempre com 15 minutos de antecedência a todo e qualquer compromisso. Esse cuidado automaticamente passa uma imagem de pessoa comprometida e interessada.

3. Tenha um aperto de mão firme

Esse é um detalhe que faz toda a diferença. Nós, brasileiros, já estamos acostumados a nos aproximar com abraços e beijos no rosto. Mesmo assim, em uma situação profissional, esse cumprimento não é muito indicado.

Em vez disso, prefira apertar a mão das pessoas com firmeza. Essa atitude demonstra, ao mesmo tempo, seriedade e autoconfiança.

4. Olhe nos olhos das pessoas

Olhar nos olhos é uma forma de demonstrar, de maneira não-verbal, transparência e sinceridade. Por isso, é importante que você mantenha contato visual mesmo quando estiver falando de um assunto difícil.

Além disso, também é uma comprovação física de que você está interessado no que a outra pessoa tem a dizer. Então, quando estiver conversando, evite olhar para as mãos, para o chão ou para o que está ao redor.

5. Fique atento à sua postura corporal

Isso não é mito: a postura corporal transmite mensagens sobre você a todos que o rodeiam. Uma pessoa que se senta de maneira torta na cadeira, por exemplo, não impõe muito respeito. Alguém que está sempre curvado ou de braços cruzados parece isolado, sem vontade de se enturmar. Mãos nos bolsos são um sinal de falta de interesse ou tédio.

Em vez disso, procure manter a coluna ereta, olhar sempre para a frente e deixar os braços soltos ao lado do corpo. Essencialmente, sua postura deve transmitir uma imagem de atenção, interesse, autocontrole e abertura.

Existe uma forma simples de saber se está funcionando: observe se as pessoas tentam se aproximar espontaneamente de você, pois uma boa postura corporal atrai as pessoas à sua volta.

6. Adapte a vestimenta

Não há como negar: uma pessoa adequadamente vestida passa muita confiança e uma ótima imagem pessoal. Então, leve isso em consideração sempre que for escolher o vestuário para ocasiões profissionais.

A dica aqui é vestir-se de acordo com o cargo que almeja alcançar. Se quer ser gerente um dia, por exemplo, observe como quem ocupa esse cargo na sua empresa se veste e tente se aproximar do estilo, mas sem abrir mão do seu toque próprio — afinal, são as particularidades que o distinguem dos demais.

Além das roupas, essa dica também é válida para o corte de cabelo, para os acessórios e para a maquiagem das mulheres. Todo o seu visual é um cartão de visitas.

7. Tenha iniciativa

Investir em marketing pessoal significa, dentre outras coisas, destacar-se na multidão. Nada melhor nesse quesito do que demonstrar iniciativa. Assim, não espere que os outros digam o que deve ser feito. Tome a frente e vá atrás, preferencialmente buscando soluções para problemas que sequer ocorreram.

Proponha alternativas que facilitem o trabalho e exponha suas ideias para se mostrar uma pessoa indispensável. Demonstre que você tem um lado inovador. Se a sua ideia não for bem recebida logo no começo, tudo bem.

Entenda que, pelo simples fato de participar, você já está deixando uma marca e colaborando com o grupo. É uma situação bem melhor do que ser aquela pessoa que fica no canto, sem participar ou se manifestar. Aos poucos você construirá mais aceitação e conquistará o seu espaço!

8. Procure conhecer-se

Para que você possa entender melhor os outros, é necessário, antes de mais nada, que conheça a si mesmo. Então, pare por um minuto e pense tanto nos seus pontos fortes como nos fracos. Faça uma análise SWOT pessoal.

Saiba exatamente o que você tem de bom a oferecer e efetivamente ofereça. Ao mesmo tempo, aprenda sobre os aspectos que devem ser aprimorados e como administrá-los. No entanto, não entenda esse conselho como uma recomendação para acomodar-se em relação aos seus pontos fracos.

É importante reconhecer suas limitações exatamente para que seja possível tentar superá-las. Em outras palavras, em vez de alimentar pensamentos como “eu não entendo desse assunto, então vou ficar de fora”, busque um estado mental de “se eu não entendo desse assunto, então, vou aprender tudo o que puder”.

9. Saiba ouvir

Um dos maiores problemas do mundo corporativo atual e da sociedade como um todo está na nossa extrema dificuldade em saber escutar o que os outros têm a dizer. Já reparou como, normalmente, só estamos interessados em falar sobre nós mesmos, expondo nossas opiniões e ideias? Essa postura acaba já.

Reverta de vez esse quadro, aprendendo a ouvir! Colegas de trabalho, chefes e estagiários: todos têm algo a ensinar. Além do mais, mostrar-se um bom ouvinte faz com que as pessoas tenham apreço e admiração por você. Então aproveite a chance de aprender enquanto promove seu marketing pessoal!

10. Atualize seus conhecimentos

Na era do conhecimento, toneladas de novas informações, técnicas, teorias e metodologias sobre absolutamente todas as áreas do conhecimento são lançadas no mercado diariamente. Por isso, acomodar-se não é uma solução.

Esteja sempre na vanguarda do conhecimento em sua área de atuação, frequentando congressos, palestras e workshops, lendo publicações recentes ou matriculando-se em um curso de pós-graduação, MBA ou especialização.

Além de aumentar o seu conhecimento, fazendo de você um colaborador essencial à empresa, essas atitudes ampliam significativamente seu networking profissional, fazendo com que seu marketing pessoal ultrapasse as fronteiras do ambiente de trabalho.

11. Acompanhe as notícias

A nossa última dica nem vai exigir muito de você. De fato, acompanhar as notícias é algo que já faz parte da rotina das pessoas. Porém, é ainda mais importante se você deseja melhorar o seu marketing pessoal e causar uma boa impressão.

Afinal, você não vai querer ficar sem resposta quando, em um evento ou uma entrevista, alguém perguntar sua opinião sobre um evento da política, da economia ou do meio ambiente, certo?

Portanto, procure acompanhar as principais notícias diariamente. Você pode ler ou assistir jornais. Caso isso pareça inviável na sua agenda de compromissos, não tem problema. Muitos dos melhores meios de comunicação do mundo também divulgam seus conteúdos online. Ou seja, basta um toque no smartphone para manter-se atualizado com tudo o que acontece por aí.

O que não fazer?

Para encerrar, que tal descobrir algumas atitudes que você deve evitar, em favor de um bom marketing pessoal? Nós preparamos uma pequena lista. Confira!

12. Evite demonstrar arrogância

Existem muitas atitudes que demonstram arrogância. Uma das principais é o foco em si mesmo. Se tudo que você fala começa com “eu” — “eu acho”, “eu faço”, “eu prefiro” —, cuidado.

Você provavelmente está transmitindo uma imagem excessivamente autocentrada, o que não vai ajudá-lo a conquistar nenhuma simpatia (e nenhuma oportunidade profissional). Uma solução simples é transformar essas falas em um interesse genuíno pelo outro. Já falamos sobre a importância de ouvir, certo?

Além disso, você pode também perguntar: “o que você acha daquilo?”, “como você faz isso?”, “você prefere assim ou assado?”. Ao colocar o foco no outro, você melhora a sua imagem e, por tabela, ainda aprende muito.

13. Evite fazer piadas de tudo

Muitas pessoas com dificuldade para interagir socialmente recorrem ao humor para quebrar o gelo. Você ficaria surpreso em saber quantas pessoas “engraçadas” são, na verdade, extremamente tímidas.

O problema é que você corre o risco de fazer piada com algo que não deveria ser alvo de humor e pode até ofender alguém. Mesmo que a intenção não seja essa, impressões ruins são difíceis de reverter. Então, para preservar o seu marketing pessoal, uma boa regra é tentar não usar o seu lado comediante com pessoas que ainda não conhece muito bem.

14. Evite opiniões fortes

Quando você está expondo sua imagem profissional, não é interessante associá-la a opiniões fortes. Você pode perder excelentes oportunidades simplesmente porque se posicionou de uma maneira que vai contra o que a outra pessoa acredita.

Quer saber quais temas devem sair do seu vocabulário? Todos aqueles que possam gerar uma tensão mais forte. Opiniões divergentes são algo natural — entretanto, quando crenças e valores estão envolvidos, qualquer discordância se transforma em uma discussão.

Use o seu bom senso e desvie dessas situações, deixando suas opiniões fortes fora da conversa. Existem momentos e pessoas mais adequados para compartilhá-las.

15. Evite tentar demonstrar toda a sua elegância

Nas dicas positivas, já explicamos sobre a questão da vestimenta e do estilo. Esperamos que você já tenha entendido a importância de se vestir bem. Ao contrário do que os contos de fadas ensinam, o exterior também conta no mundo profissional.

No entanto, cuidado. A linha é muito fina entre o adequado e o exagerado. Por um lado, não é legal ir de bermudas e chinelos a uma entrevista. Por outro, aquele relógio rolex de ouro ou seu sapato de salto fino de 12cm pode também não ser ideal.

A dica é simples: lembre-se de que você está em uma situação de trabalho e não em um desfile — e, muito menos, uma competição — de moda. É claro que não existe uma regra única. Se você está em uma multinacional multimilionária, pode ser que essa vestimenta faça sentido.

O segredo é estar atento para não ultrapassar os limites, nem para mais, nem para menos.

Viu só como não é assim tão complicado? Coloque nossas dicas de marketing pessoal em prática o quanto antes para observar logo uma guinada no seu sucesso profissional! Se quiser outras ideias e recomendações para alavancar sua carreira, assine a nossa newsletter e acompanhe todos os conteúdos da Fundação Dom Cabral!

Fonte: Fund. Dom Cabral

storiesinfinitos

20 segredos no Instagram Stories que você não sabia

Instagram Stories é um sucesso. A função “copiada” do Snapchat e incorporada ao Instagram que permite publicar posts que duram 24h ganha cada dia mais complementos. Já é possível adicionar filtros de localização, de temperatura, hashtags pesquisáveis, textos coloridos e, até mesmo, máscaras para deixar seu rosto com formas divertidas.

Provavelmente você sabe usar a maioria das ferramentas, porém alguns recursos ainda são meio ‘secretos’. Veja nossa lista que desvenda algumas coisinhas que não são tão fáceis de descobrir no Stories.

1 – Aumentar o tamanho da caneta

Ao tirar uma foto você pode escrever sobre ela usando uma das três canetas que aparecem na parte superior da tela. A primeira tem um traço estilo lápis, a segunda tem um efeito marca texto e a terceira é brilhosa. O que algumas pessoas não sabem é que é possível mudar o tamanho do traçado deslizando uma bolinha que aparece no lado inferior esquerdo da tela, logo ao lado das cores.

via GIPHY

2 – Acessar a paleta de cores completa

Além das cores disponíveis nos pequenos círculos na parte de baixo da tela, há uma infinidade de outros tons disponíveis. Ao selecionar o ícone da caneta mantenha o dedo pressionando os círculos de cores, aparecerá um quadro com um paleta com várias tonalidades, arraste o dedo e escolha o desejado.

via GIPHY

3 – Zoom com um toque

Provavelmente você sabe que fazendo o movimento de pinça pode aumentar e reduzir a aproximação em um vídeo do stories. Mas sabia que também é possível dar zoom com um único dedo? Mantenha pressionado o dedo com o qual iniciou a gravação e deslize-o para cima, para aumentar, e para baixo para diminuir a aproximação.

via GIPHY

4 – Colorir fundo rápido

Nada de pintar todo o fundo com a canetinha, dá pra pintar tudo de uma única vez. Tire uma foto, toque no ícone de caneta no canto superior direito e selecione a cor. Toque na tela e mantenha o dedo pressionado. Toda o fundo vai ganhar a cor que você optou. Para apagar tudo que fez, faça o mesmo procedimento, mas selecionando a borracha ao invés de alguma cor.

via GIPHY

5 – Pintar só uma palavra

Para dar destaque apenas para uma palavra ou letra do texto, você deve primeiro escrever e depois escolher a palavra ou letra que quer arrastando a barra de texto. Feito isso, pinte trecho de uma cor diferente do resto.

via GIPHY

6 – Colorir o fundo das palavras

Ao escrever aparecerá na parte superior central um símbolo de A, clique nele e a cor escolhida para a letra passará a ser o fundo, se clicar outra vez a cor ficará mais suave, com transparência.

via GIPHY

7 – Borracha

Você deve conhecer a borracha, que fica na parte superior ao lado dos ícones de caneta. Mas já pensou em usá-la para criar efeitos? Tire uma foto, pinte por cima (dica 4) e depois use a borracha. Cria um efeito interessante.

via GIPHY

8 – Fixar emojis e palavras em um vídeo

É possível fixar emojis e palavras em determinados lugares de um vídeo. Sempre que a câmera passar por esse ponto o objeto aparecerá, mas se outro lugar for filmado ele desaparece. Para isso, depois de finalizar a gravação, escolha uma figurinha e arraste-a para o local que deseja. Pressione a tela e uma linha do tempo do vídeo aparecerá.

via GIPHY

9 – Publicar fotos da galeria

Sim, dá para publicar fotos que estão na sua galeria no Stories. Arraste para cima quando estiver no modo tirar foto do Stories, aparecerão as fotos e vídeos curtos que você tirou nas últimas 24h.

via GIPHY

10 – Transformar um Stories em post normal

Sua história pode ser publicada na sua página de perfil, ficando disponível além das 24h. Para isso, na foto ou vídeo que deseja, toque o menu de três pontos no canto inferior esquerdo e, depois, em clique em  “Compartilhar como publicação”.

via GIPHY

11 – Ver Stories por mais que 10 segundos

Convenhamos, dez segundos é muito pouco para certos posts,, especialmente quando escrevem alguma coisa na tela ou tem uma foto cheia de detalhes. Para visualizar um Stories por mais tempo, toque no meio da imagem e mantenha o dedo pressionado, assim você irá pausar o Stories e poderá ver tudo numa boa.

via GIPHY

12 –  Impedir que determinadas pessoas vejam seu Stories

Aquela tia chata, o pai, o irmão mais novo ou a chefe podem ser pessoas para quem você não quer mostrar os seus Stories. Mas ao mesmo tempo, você não vê problema que eles visualizem suas fotos do Instagram. Como resolver isso? Bem, primeiro toque no ícone de engrenagem. Depois em “Configuração de histórias” r ”ocultar história de” e selecione quem não poderá ver os seus Stories — pessoa por pessoa. Use a caixa de pesquisa para facilitar a busca.

via GIPHY

13 – Postar fotos tiradas a mais de 24h

Você já sabe postar fotos da galeria (dica 9), mas se quiser publicar alguma imagem fotograda a mais de 24 horas há um macete: faça uma captura de tela. A foto será entendida pelo sistema como nova e você poderá publicá-la

via GIPHY

14 – Avançar ou retornar Stories

Às vezes você quer ver um Stories inteiro de novo, para isso basta clicar no canto esquerdo para voltar e no canto direito para avançar.

via GIPHY

15 – Pular vídeo de determinado perfil

A história da amiga tá chatra hoje? Pule pra próxima sem ter de terminar a atual, basta fazer o movimento de deslizar da direita para a esquerda.

via GIPHY

16 – Ver Stories que usam uma mesma hashtag

Sim, as hashtags do Stories também são pesquisáveis. Para ver outras histórias usando a mesma tag toque na hashtag exibida na história. Você será direcionado para a tela que mostra os principais e mais recentes posts com aquela hashtag.

via GIPHY

17 – Modo Mãos Livres

É simples de acessar mas nem todo mundo sabe. Esse modo permite que grave sua Stories sem precisar segurar o botão de video do celular. No stories deslize entre as opções inferiores até a que estiver mais à direita ‘Mãos Livres’ ou ‘Hands-Free’.

via GIPHY

18 – Foto dentro da foto

Um dos stickers do Instagram Stories permite que você tire fotos para posicioná-la em algum canto de sua história. Basta acessar o ícone de stickers (a carinha quadrada) e clicar no ícone de câmera para que tire a foto que será inserida na história. É possível tirar várias fotos e inseri-las e arrastá-las pela tela.

via GIPHY

19 – Salvar Stories

Sim, você pode salvar sua historinha inteira ou apenas algumas fotos. Visualize seu stories clicando na bolinha com sua foto, daí no canto inferior direito clique no ícone de três pontinhos, haverá a opção Salvar, ao clicar nela aparecerão as opções Salvar Foto ou Salvar Story.

via GIPHY

20 – Instagram for Business

Os perfis comerciais são um recurso gratuito para contas que querem ser reconhecidas como negócios no Instagram. Os perfis comerciais têm acesso a métricas e à capacidade de promover. Para mudar sua conta para ‘business’:

  1. Vá à tela inicial do Instagram e toque na guia ‘Perfil’.
  2. Clique na engrenagem e em seguida toque em ‘Mudar para o perfil comercial’.
  3. Clique no botão “Entrar com o Facebook” e confirme as opções do Facebook tocando no botão “OK”.
  4. Na tela “Conecte sua Página do Facebook” você verá todas as páginas do Facebook das quais você é administrador no momento.
  5. Selecione a página que você gostaria de associar ao seu perfil comercial do Instagram.
  6. Em “Configure seu Perfil Comercial” informe ou remova as informações que devem ser exibidas.

Fonte: Catraca Livre

5 maneiras de otimizar seus links do Facebook em 2018.

Como os profissionais de marketing podem alavancar as últimas mudanças no algoritmo do Facebook para fazer com que seus posts de links sejam vistos.

Se você postar conteúdo no Facebook, as chances são de que você compartilhe alguns links com seus seguidores. Você não está sozinho. Os usuários do Facebook compartilham 26 bilhões de links por ano na plataforma, com 54.000 mais compartilhados por minuto.


Clique neste gráfico para ver exatamente quantos links estão sendo compartilhados no Facebook agora. Fonte:  Coupofy

Com um vasto oceano de links do Facebook competindo pela atenção de cada usuário, como você pode ter certeza de que o seu irá flutuar para a superfície em 2018? É aí que entra a otimização do link do Facebook.

O algoritmo Feed de notícias do Facebook decide se as suas postagens orgânicas serão visualizadas ou não. Então, você precisa trabalhar com o algoritmo para garantir que suas postagens de links do Facebook sejam colocadas no topo dos feeds de seus seguidores.

Você também precisa acompanhar todas as alterações mais recentes no algoritmo do Facebook e como elas afetam sua estratégia de mídia social para otimizar as postagens de links em 2018.

Hoje, compartilharemos 5 dicas sobre como otimizar suas postagens de links do Facebook para alcance e engajamento máximos. Por isso, continue rolando e aproveite!

Para mais informações sobre a última alteração no algoritmo do Facebook e como isso pode afetar seu alcance orgânico, leia este artigo .

1. Mantenha seus tempos de carga baixos (especialmente no celular)

primeiro marketing móvel
O usuário médio da Internet fica frustrado e desiste de um site depois de apenas três segundos de atraso, portanto, verifique se o site está em alta velocidade.

A partir de agosto de 2017, o algoritmo do Feed de notícias do Facebook prioriza links para páginas da web de carregamento rápido.

Este movimento tinha como objetivo melhorar a experiência do usuário na plataforma. Afinal, você não quer que as pessoas permaneçam por 30 segundos esperando que um artigo seja carregado, e depois ficando frustradas e saindo do Facebook.

Na verdade, a pesquisa do Facebook descobriu que até 40% dos usuários da Internet desistem de um site após apenas três segundos de atraso.

Para sua informação, a atualização do algoritmo do Facebook para tempos de carregamento de páginas da Web se aplica principalmente a páginas da Web para dispositivos móveis, pois rastreia apenas os tempos de carregamento do aplicativo móvel do Facebook.

Assim, as postagens de link com tempos de carregamento de dispositivos móveis lentos são derrubadas nos Feeds de notícias dos usuários do Facebook, e as postagens de link com carregamento mais rápido aumentam um pouco.

Se você deseja maximizar seu alcance orgânico no Facebook, é necessário garantir que sua página da Web tenha tempos de carregamento rápidos (especialmente considerando como o alcance orgânico vem caindo ultimamente).

Além disso, você precisa verificar se a sua página da web está otimizada para dispositivos móveis, já que o Facebook decide com que velocidade ou lentidão sua página da web é baseada nos tempos de carregamento de dispositivos móveis. Dessa forma, você verá suas postagens de links do Facebook enviadas para o topo dos feeds dos usuários.

2. Use imagens corretamente em seus posts de link

facebook links
Certifique-se de usar imagens de alta resolução e tamanho correto em suas postagens de links do Facebook para maximizar o engajamento. Fonte: The Atlantic via Marketing Land .

As imagens são extremamente importantes para maximizar o engajamento com suas postagens de links do Facebook. É muito mais provável que os usuários cliquem em um link se ele incluir uma imagem grande e atraente.

De fato, de acordo com um estudo do Buzzsumo, posts no Facebook contendo imagens geram 2,3 vezes mais engajamento do que aqueles sem.

Enquanto isso, alguns argumentam que as postagens de links são mais bem-sucedidas do que as postagens de imagens que direcionam o tráfego da Web para seu domínio, pois direcionam os usuários diretamente para o seu website.

A coisa sobre postagens de links com visualizações de imagens é que você obtém o melhor dos dois mundos.

Para ser claro, o Facebook prefere postagens de link com imagens de visualização em posts de fotos com links nas legendas. De acordo com a pesquisa , os links no formato de post de link recebem mais do que o dobro de cliques de link, em média, do que links inseridos em legendas de fotos.

É por isso que atualizaram o algoritmo do Feed de notícias em 2014 para aumentar as postagens de links e eliminar postagens de imagens com links nas legendas.

Além disso, os usuários são levados diretamente para sua página da Web quando clicam na visualização da imagem em um post de link, enquanto clicar na imagem em uma postagem de imagem simplesmente a amplia.

Assim, se você quiser maximizar os cliques no link do Facebook, escreva sua postagem no formato do link e junte-a a uma imagem relevante e interessante. Apenas certifique-se de que é do tamanho certo.

3. Evite manchetes clickbait a todo custo

facebook links
Desesperado demais? Se você usa títulos como esses, o Facebook provavelmente está punindo seus posts de links. Fonte: Upworthy via  Corey Padeveen .

Até agora, você provavelmente já ouviu falar de clickbait – as detestáveis ​​manchetes e anúncios que você vê na internet que exageram ou retêm informações de você, incentivando você a clicar neles para ver mais.

Por exemplo: “O homem tenta abraçar um leão selvagem, você não vai acreditar no que acontece depois !!!” ou “6 bebês que parecem exatamente como celebridades … Número 3 vai explodir sua mente!”

facebook links
Bem, provavelmente podemos adivinhar… Fonte: Earth Porm via Zerone Magazine .

Provavelmente, é preciso dizer que o Facebook não gosta disso. Os artigos do Clickbait tendem a fazer promessas que não podem cumprir, decepcionando os usuários que clicam neles e fazendo com que a plataforma em que eles estão compartilhados pareçam com spam.

Para melhorar a experiência do usuário, o Facebook atualizou seu algoritmo do News Feed várias vezes para rebaixar as postagens de links do Facebook que se parecem com clickbait.

Em uma atualização de agosto de 2016 , o Facebook refinou seu filtro de clique para funcionar mais como um filtro de spam.

Essencialmente, os engenheiros do Facebook identificaram frases comumente encontradas no clickbait e criaram um sistema que compara todos os títulos que você compartilha no Facebook com um banco de dados de títulos existentes rotulados como “clickbait”.

Se as manchetes nos posts de seu link se assemelham consistentemente ao clickbait, o algoritmo Feed de notícias do Facebook reduzirá o alcance orgânico de sua página. Também reduzirá o alcance orgânico de todas as postagens vinculadas ao seu website.

Indo ainda mais longe, o Facebook aprimorou seu filtro de clickbait pela terceira vez em maio de 2017 , rebaixando posts de links individuais com manchetes clickbait-y no Feed de notícias.

Soa muito duro, certo? Mas, novamente … você não vê muito clickbait no Facebook hoje em dia, não é?

(Além disso, se sua página deixar de postar clickbait, o Facebook restaurará seu alcance orgânico .)

4. Não bombardeie os visitantes do seu site com anúncios

facebook links
Por favor não faça isso. Fonte: GIPHY .

No ano passado, o Facebook ajustou seu algoritmo novamente para reduzir o número de links para “experiências de páginas da web de baixa qualidade” na plataforma.

Mas o que exatamente conta como uma “experiência de página da web de baixa qualidade”?

De acordo com o Facebook, páginas da Web de baixa qualidade “contêm pouco conteúdo substantivo e têm um grande número de anúncios disruptivos, chocantes ou maliciosos”.

Para uma descrição mais detalhada do que o Facebook considera uma experiência de página da web externa ruim, nos voltamos para suas políticas de publicidade.

Aqui está o que eles não querem ver na sua página web:

  • Texto que bloqueia o texto da página da web original 
  • Conteúdo sexualmente sugestivo ou chocante
  • Anúncios enganosos
  • Uma alta proporção de anúncios para conteúdo
  • Anúncios pop-up, anúncios intersticiais ou outros formatos de anúncios altamente perturbadores

Portanto, fique longe de pop-ups e verifique se você tem uma proporção saudável de anúncios para conteúdo.

Se você incluir anúncios disruptivos em seu website, poderá esperar que o Facebook reduza o alcance orgânico de todas as postagens com links para seu domínio. Como resultado, você verá menos tráfego fluindo para o seu site a partir do Facebook, por isso é legal com os anúncios.

5. Crie conteúdo envolvente e de alta qualidade

facebook links
Embora esta dica soe como deveria ser óbvio, uma das melhores maneiras de otimizar seus cliques no link do Facebook em 2018 é criar conteúdo de que as pessoas realmente gostem.

No entanto, o que muitos profissionais de marketing e gerentes de mídias sociais não percebem é que o Facebook tem uma maneira concreta de medir a qualidade de seus links.

Como mencionamos nos dois últimos pontos, o algoritmo do Feed de notícias do Facebook tem uma maneira de identificar e rebaixar postagens de links de “baixa qualidade”. Mas como ele decide quais links são de alta qualidade?

O Facebook mencionou o primeiro fator decisivo durante o impulso inicial para limitar a propagação do clickbait em 2014 – tempo gasto fora do Facebook.

Se os usuários gastarem muito tempo lendo um artigo clicado em um post de link do Facebook, o Facebook considerará o link “alta qualidade” e o priorizará nos Feeds de notícias de outros usuários.

Enquanto isso, se os usuários retornarem ao Facebook alguns segundos depois de clicar no link, é uma boa indicação de que a página da web é de baixa qualidade. Esse link é então descartado nos feeds dos usuários de acordo.

Outro fator que o Facebook usa para determinar a qualidade de um post de link é a proporção de cliques no link para vincular o engajamento do post.

Basicamente, o número de cliques de link é dividido pelo número de reações, comentários e compartilhamentos na postagem para determinar se as pessoas que clicaram no link encontraram algo de valor lá.

Finalmente, com a mais recente mudança no algoritmo do Facebook , Zuckerberg e co. decidiram priorizar as postagens que solicitam “interações significativas” entre os usuários. Isso significa que as postagens de links que levam os usuários comentando e interagindo com os comentários uns dos outros terão um alcance mais orgânico em 2018.

Não é suficiente hoje em dia apenas obter ações ou reações – você precisa fazer as pessoas falarem.

Fonte: Falcon