Nossa equipe de especialistas está aqui para responder às suas dúvidas. Pergunte-nos qualquer coisa!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Como desenvolver um funil de vendas para Black Friday

Para todos os setores do mercado, a black friday é um grande acontecimento, uma vez que se trata de uma data de grandes oportunidades para atrair clientes, potencializar as vendas e, até mesmo, fidelizar consumidores.

Nesse cenário, também é importante considerar que, embora esteja associada com um dia em diversos países, como no Brasil em que ocorre no final de novembro, de acordo com a aproximação da data, as lojas online e físicas já apresentam grandes descontos.

Essa prática acompanha o nome de “esquenta Black Friday”. Até porque, pela importância da data, é importante que os comércios se preparem e coloquem as ações em andamento.

Naturalmente, em meio às práticas que podem ser adotadas, há grande diversidade, sendo que o funil de vendas é um dos conceitos trabalhados.

Sua visibilidade está associada, essencialmente, com o fato de que representar a jornada de compra do consumidor, por exemplo, desde o primeiro contato com uma marca que realiza impressão adesivo vinil até a solicitação do serviço.

Sendo assim, tem um papel importante para que as táticas mais adequadas sejam inseridas com a proposta de estimular cada pessoa para os próximos passos da jornada.

 No entanto, para compreender a ligação de um funil de vendas com a black friday, é de grande importância ter conhecimento sobre os principais aspectos deste conceito. Confira a seguir.

O funcionamento de um funil de vendas

Naturalmente, para ter a elaboração de uma técnica de forma mais precisa, é crucial entender seu funcionamento e como pode se enquadrar nos objetivos da empresa.

Conforme apresentado, o funil de vendas corresponde a jornada do cliente até o momento da compra, ou seja, indica o nível de maturidade, de acordo com os estágios em que é dividido:

Topo

Esse é o primeiro momento enfrentado pelo indivíduo no processo de compra, em que começa a ter consciência de uma solução, além de um conhecimento mais profundo da necessidade.

Por exemplo, um cliente em potencial de uma empresa que trabalha com revelação de fotos 15×21, que está no topo, naturalmente não está tão preparado para fechar a compra quanto alguém do fundo do funil.

Por essa razão, é muito comum que o topo do funil conte com estratégias que buscam promover informações enriquecedoras para a audiência, viabilizando assim o entendimento mais assertivo da necessidade.

A ideia central é transformar as pessoas do topo em leads, ou seja, em consumidores que, em algum momento, expressaram interesse pelo seu negócio.

Esse interesse, comumente, está associado com a transmissão de dados em troca de algo de valor, como no caso de uma empresa de materiais escolares.

Nessa situação, é possível oferecer itens como um e-book sobre dicas para ter uma mochila escolar personalizada, ou um cadastro na lista de e-mails para receber novidades sobre a empresa.

Meio

Por causa das informações apresentadas, é possível ter consciência de que nesse ponto o lead já tem mais dados e informações.

Então, no meio do funil, é muito comum que existam dúvidas sobre o tipo de solução mais adequada.

O que uma empresa pode fazer neste ponto? Mostrar-se como uma boa solução. É algo que pode ocorrer, principalmente, por meio da continuação do suporte com conteúdos úteis, para que seja cada vez mais qualificado. 

É válido citar que com os materiais certos, pouco a pouco a instituição se torna mais confiável para o consumidor e, consequentemente, constrói uma percepção positiva.

Imagine o investimento em um funil de vendas de uma empresa que atua com comunicação visual.

Ao surgir a obrigatoriedade de fazer impressão de etiquetas adesivas para sua empresa, um consumidor em potencial que está passando pelo funil tem chance de contratá-la.

Fundo

Seguindo o conceito apresentado, no fundo do funil, clientes mais preparados para a concretização de um negócio são encontrados.

É muito comum que os números sejam menores em relação ao topo do funil, justamente pela obtenção de conhecimento sobre a solução necessária para o seu problema.

Após enfrentar os processos apresentados, o lead pode adquirir ofertas ainda mais atrativas, além do contato da equipe de vendas, por exemplo, de uma instituição que comercializa tela de proteção contra insetos.

É nesse ponto em que a empresa deixa ainda mais claro de que pode oferecer a solução ideal.

O que exige atenção para black friday?

O funil de vendas está ligado com o jeito de atrair e vender, mas antes de apresentar sua elaboração para a black friday, outros fatores exigem atenção.

Em primeiro lugar, é fundamental ter consciência de que o que será ofertado deve ser analisado com cautela, principalmente, para atender um maior demanda, o que pode envolver necessidades distintas, de acordo com cada setor.

Por exemplo, entre as questões averiguadas por uma empresa que comercializa itens para eletrônicos, como o álcool isopropílico 1 litro que é usado para higienizar uma série de componentes, estão:

  • Preço;
  • Estoque;
  • Logística;
  • Média da demanda.

Quando todos os detalhes são vistos, fica mais fácil saber qual produto divulgar na epóca em que começarem as promoções.

Naturalmente, esse cenário pode variar muito, em especial, no caso de empresas que oferecem serviços e produtos, como revestimentos e reforma de piso de madeira.

Caso a atividade também seja alvo de desconto, outros aspectos serão considerados, como a viabilidade técnica.

Como o funil é desenvolvido para black friday?

Para que exista um compreendimento claro, é preciso lembrar que todo tipo de estratégia exige planejamento.

No caso do funil de vendas, o conceito está relacionado, essencialmente, com o preparo prévio para alcançar os resultados esperados.

Afinal, é necessário certo tempo para que o cliente em potencial avance pelo funil. No caso da black friday, embora o ciclo de vendas seja distinto do comum, a antecipação é decisiva.

Uma vez que os elementos que receberão desconto foram analisados, é o momento de entender o impacto do funil nesse cenário.

Como as pessoas estão em momentos de compra distintos no funil de vendas, os materiais que envolvem a área de atuação da empresa e o que será ofertado por ela na black friday, devem ser trabalhados de formas divergentes.

Veja algumas das opções que podem ser adotadas por uma empresa que oferece soluções para vidros, mas vale lembrar que são práticas interessantes para diversos setores, tais como:

Primeiro estágio 

No começo do funil é fundamental apostar em materiais que atraiam os clientes em potencial, o que pode ser realizado com posts enriquecedores e otimizados com as técnicas SEO (Search Engine Optimization), para obter uma maior visibilidade.

Por exemplo, uma pessoa que se incomoda com a luminosidade pode ter consciência da importância da película para vidro de janela por meio de um conteúdo para o topo do funil.

As plataformas podem apresentar estímulos mais sutis das ofertas da empresa, uma vez que o cliente ainda está em fase de descoberta.

Segundo estágio

Uma vez que o meio corresponde a quando a solução já é mais conhecida, mas ainda existe dúvida predominantemente em relação a qual empresa recorrer, é possível oferecer materiais com soluções mais personalizadas, a partir de dados obtidos na captação de leads.

Isso se deve ao fato de que, nesse caso, pode surgir ainda mais interesse sobre conteúdos da área e sobre quais empresas irão oferecer soluções com preços vantajosos na black friday.

Ademais, o e-mail marketing é um dos recursos que, juntamente com o blog e redes sociais, apresenta grande poder de envolvimento, podendo contribuir, até mesmo, com o compartilhamento das ofertas.

Inclusive, materiais sobre o início da black friday e sobre os produtos imperdíveis para a data, podem ser utilizados para a continuação do processo. 

Terceiro estágio

Já no fundo, por ser o momento em que pesquisas são realizadas sobre com qual empresa fechar negócio, o preço é um fator muito relevante, por isso ofertas podem ser apresentadas. 

Entre os exemplos, pode-se citar anúncios, banners e conteúdos com frete grátis na aquisição de um produto para limpeza de vidro, ou desconto progressivo.

Para alcançar as pessoas no momento certo e com o conteúdo que seja capaz de resultar em uma venda, é fundamental não apenas projetar a lista de itens que serão oferecidos no funil, como também conhecer as pessoas que possuem um maior potencial para a aquisição.

Sendo assim, pode-se perceber que a estratégia de marketing pautada no funil de vendas só será coerente para a black friday, caso exista conhecimento de mercado e do público.

Afinal, o perfil do funil segue a mesma estrutura de desenvolvimento, mas os materiais e as pessoas que recebem podem ser distintos, pois nesse caso reativar alguns contatos também pode ser interessante.

Por essa razão, além priorizar materiais que superem as expectativas para esse período, é crucial preocupar-se com um preparo adequado.

É importante considerar que a marca poderá ser mais conhecida e, até mesmo, poderá realizar a fidelização de parte dos consumidores em potencial.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Auris

Por: Auris Ideias Digitais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Mais notícias para você

Shopping Basket