INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

Conheça os fatores que influenciam no valor do frete

Muitos fatores podem influenciar o valor do frete cobrado pelas empresas aos clientes quando estes compram com a companhia, e não referem-se apenas à distância ou à localização do destinatário.

Cada empresa transportadora faz o seu próprio cálculo, de acordo com a sua tabela de frete, e para isso considera diversas variáveis. Uma delas é a característica do serviço prestado, que chega a um consenso do quanto será cobrado.

Existe um desafio maior quando diferentes transportadoras prestam serviço para uma mesma empresa. Esta passa a ter que controlar várias tabelas que contemplam cálculos diversos.

Tudo isso dificulta a conferência manual dos valores, no entanto, ainda assim, é essencial mensurar um valor correspondente.

Se não for calculado adequadamente, a empresa pode sofrer prejuízos financeiros, que vão desde a perda de uma venda até a necessidade de arcar com custos que não estavam no orçamento.

Levando tudo isso em conta, conclui-se que é necessário entender por que o frete varia, os fatores que o tornam diferente e como as empresas podem reduzir esses custos, e é exatamente sobre esse assunto que este artigo se trata.

Se você quer entender melhor para buscar outras alternativas e oferecer condições adequadas de frete aos seus clientes, acompanhe a leitura!

Mas, afinal, por que o valor do frete varia?

O valor do frete, às vezes, pode parecer impossível de prever. Para se ter uma ideia, um mesmo destino e carga podem variar até 300% do preço de uma transportadora para outra.

Quando o consumidor se vê diante dessas alterações, muitas vezes acredita que não existe uma regra para esse cálculo, e que tudo não passa de “chutes” das empresas.

A verdade é existem razões plausíveis que fazem com que os serviços de motoboy entrega ou por meio de outros transportes variem bastante, e dentre elas temos:

  • Tipo de veículo utilizado;
  • Taxas e extras;
  • Área de atuação;
  • Insumos;
  • Mão de obra;
  • Lucro.

No tópico a seguir, vamos esmiuçar alguns fatores que podem diferenciar o valor do frete de uma empresa para outra, para você entender melhor.

Fatores que mudam o valor do frete

O consumidor moderno tem optado cada vez mais por comprar tudo o que precisa pela internet. Só que mesmo em vista de sua praticidade, muitas pessoas desistem de um produto por causa da alta taxa de entrega.

Outras pesquisam em várias lojas para ver em qual delas o frete demora menos ou está mais barato, isto é, analisam se o custo-benefício e o valor da entrega é tão relevante quanto o próprio produto.

Só que os valores cobrados para os fretes dependem de muitos fatores, embasados na tabela usada pela empresa de locação de ônibus que faz o serviço. Nesta tabela, são levados em conta fatores como:

1 – Distância entre saída e destino

Quanto mais longe um do outro, mais é preciso arcar com combustível e manutenção. Como resultado, o frete fica mais alto.

Portanto, uma das bases para se ter uma ideia do quanto vai custar essa entrega é ter noção do quanto o endereço de saída está longe do endereço de entrega.

2 – Características do destinatário

Os fretes também costumam ser mais caros em lugares de difícil acesso ou que apresentam algum risco. Obviamente, as transportadoras não querem ter prejuízos, então cobram mais caro de acordo com a periculosidade e as dificuldades.

Algumas vezes, existe a cobrança de uma taxa extra para movimentar cargas, relacionada à gestão de riscos e logística.

3 – Proteção da carga

As empresas de serviço motoboy ou qualquer outra que realiza entregas circulam com cargas que, muitas vezes, são de valor e, por esse motivo, estão sujeitas a riscos como acidentes, roubos e furtos.

Muitas empresas que realizam esse serviço contam com seguro ou realizam viagens com comboio. Portanto, tudo isso influencia no valor cobrado, para que seja possível garantir a proteção das cargas.

4 – Preço da carga

O preço do produto apresentado na nota fiscal também influencia o valor do frete. Isso está diretamente relacionado ao item anterior, uma vez que saber o valor da carga determina o tipo de proteção que ela precisa.

Outros impostos e taxas também levam em conta o preço do produto. Em outras palavras, quanto mais cara for uma mercadoria, mais caro é o seu frete.

5 – Qualidade do trajeto

Se você comprar um espumante importado que custa caro, é responsabilidade da entregadora fazer com que ele chegue até você intacto.

A proteção da embalagem conta, mas existem outros aspectos que garantem a integridade dos produtos e dos transportes usados que pesam no valor do frete e no estado que a mercadoria chega até os clientes.

As condições das vias, como estradas e ruas, da mesma forma compõem o valor da entrega. Se o caminhão precisa atravessar uma estrada em péssimas condições, ele pode ter vários prejuízos, como danos à sua parte mecânica e às mercadorias.

6 – Impostos e tarifas

Existem vários custos que são cobrados das transportadoras para que elas possam circular com mercadorias, como aparelho academia. Alguns exemplos são pedágios e taxas, além de:

  • Taxa de gerenciamento de risco;
  • Taxa de coleta e entrega;
  • Imposto sobre serviço de qualquer natureza;
  • Tarifa mínima;
  • Taxa de restrição ao trânsito.

Além disso, há também o imposto sobre circulação de mercadorias e serviços (ICMS), que é um tributo bastante variável.

7 – Prazo de entrega

O prazo do frete é definido pela empresa e depende de seu fluxo de produção. Mas o cliente pode optar por um prazo menor do que o estipulado, no entanto, vai pagar mais caro.

Ademais, existem dois tipos de entrega: a econômica e a expressa.

8 – Logística reversa e reenvio

Alguns imprevistos podem prejudicar a remessa, o que acaba por aumentar o valor do frete. Exemplos disso são as dificuldades de entrega para o consumidor final, por conta de restrições de horário, se a carga ficar parada, etc.

Outro exemplo é o reenvio porque o produto não pôde ser entregue na primeira tentativa. 

Aqui também entram os custos com logística reversa, que é quando a transportadora precisa recolher um produto, como creme para cabelo cacheado para trocas ou devoluções.

9 – Peso e cubagem

Cubagem é o espaço que a mercadoria vai ocupar dentro do veículo; o peso, por sua vez, influencia no desgaste dos pneus e o quanto de combustível será necessário.

Levando essas informações em conta, muitas transportadoras consideram a cobrança do frete por quilo movimentado. O valor também pode considerar a comparação entre peso bruto e cubado.

Para isso, é feita a multiplicação das dimensões da embalagem por um fator determinado, usando a maior para fazer o cálculo.

A intenção é tornar a cobrança mais justa, principalmente quando a mercadoria é leve e volumosa, ocupando o lugar de outras cargas, como os materiais usados por um chaveiro mais próximo.

Como reduzir os custos do frete?

O valor do frete pode influenciar na decisão de compra do cliente, o que significa que ele pode desistir. Para evitar situações como essa, as empresas podem recorrer a algumas estratégias que reduzem o valor do frete.

Uma delas é o frete grátis, uma das melhores ações para atrair e fidelizar clientes, e que também aumenta muito as vendas.

Só que para optar por essa ação é preciso elevar um pouco o custo dos produtos para cobrir o valor total da entrega ou parte dela.

Da mesma forma, se uma revenda de botijão de gás 13kg quiser, pode manter o preço original dos produtos e arcar com as despesas do frete. Só que isso precisa ser feito de modo organizado e sem prejudicar a receita da empresa.

Outra opção é o frete subsidiado, em que o valor é dividido entre a empresa e o cliente, o que traz benefícios para ambos os lados.

Além de possibilitar que o cliente pague menos pela entrega do que seus concorrentes, ele ainda pode ter acesso a um produto mais em conta.

Outra possibilidade muito aplicada é a isenção ou desconto no frete acima de um valor estipulado. Essa estratégia atrai os consumidores e os faz comprar mais para conseguir o desconto da entrega.

Mais uma opção parecida é oferecer frete grátis para clientes VIPs, ou seja, que já compraram outras vezes. Isso atrai a atenção dos consumidores, facilitando as vendas e a fidelização.

Conclusão

Receber um produto em casa é sinônimo de conforto, praticidade e segurança, no entanto, ainda assim, algumas pessoas se assustam com o preço dessa facilidade.

Mas uma coisa é fato: é preciso compreender bem o frete, pois as compras online estão cada vez mais comuns. Se o seu negócio não compreender bem como funciona essa cobrança, vai perder boas oportunidades de venda.

Cada vez mais os serviços de entrega serão parte do dia a dia das organizações, e quanto mais íntimo você estiver dele, melhor.

Além de poder trabalhar melhor com esse serviço, você saberá encontrar maneiras de abrandar seus custos e atrair mais clientes pelo valor da entrega.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Auris

Por: Auris Ideias Digitais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

Comments are closed.

Últimos Artigos e Notícias

Shopping Basket