INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

E-commerce 2022: Quais serão os principais desafios ao longo do ano?

Mesmo que muitas pessoas achem que a gestão de um e-commerce é simples e fácil, isso não é verdade. Há vários elementos que podem ser o motivo do sucesso ou do fracasso desse tipo de negócio.

Abrir uma empresa é uma atitude que merece destaque. Afinal, o empresário decidiu montar um negócio do zero e pode ter uma série de surpresas e de desafios a enfrentar nessa jornada.

Em muitos casos, quando o novo empreendimento traz uma solução inovadora para o mercado, a verdade é que a sociedade ganha com isso, uma vez que passa a ter um novo recurso para suprir uma das suas demandas.

Enquanto isso, o empresário precisa encontrar meios para fazer a sua empresa dar certo, o que inclui acertar nos mais variados elementos que compõem uma companhia. Isso significa desde a contratação de bons funcionários até uma gestão financeira eficaz.

Diante de tudo isso, manter um estabelecimento físico funcionando sempre foi o desejo da maioria dos proprietários de um novo negócio. Uma loja que vende placa de sinalização personalizada, por exemplo, precisa de um endereço para receber os seus clientes.

Isso porque assim ele pode apresentar de maneira mais efetiva os produtos do seu catálogo, de maneira que o cliente pode escolher, entre as opções disponíveis, quais delas mais atendem às necessidades dele.

Com o passar do tempo, e com o avanço da tecnologia, não há como negar que a quantidade de e-commerces cresceu consideravelmente. Afinal, o formato traz mais comodidade para os compradores e é bastante vantajoso para os empresários.

Além disso, tendo passado por um período de pandemia, o formato de trabalho de muitas companhias foi adaptado, e boa parte delas encontrou na atuação digital uma maneira de se manter em funcionamento em tempos de recessão econômica.

Dessa forma, o e-commerce ganhou uma posição de destaque, na qual muitas pessoas ainda desejam investir. Porém, em 2022, esse formato de empresa terá desafios a serem superados.

Para saber quais são eles e, em paralelo, também saber as tendências para o e-commerce neste ano, não deixe de ler este artigo até o fim, para dar início à sua loja virtual com as informações necessárias para que ele possa crescer e conquistar bons retornos. 

 

Os desafios do e-commerce para 2022

Não importa qual é o segmento do mercado, seja ele a fabricação de quadro de gestão ou a prestação de serviço de contabilidade, é preciso de muito empenho para que a empresa conquiste os resultados almejados e um bom faturamento.

Diante disso, um formato de trabalho possível é o e-commerce, no qual a presença digital é um fator bastante positivo, já que o acesso à tecnologia e a facilidade de comprar online se tornaram aspectos comuns na vida de pessoas e empresas.

Para o empresário, esse é um ponto positivo. No entanto, como não poderia deixar de ser, qualquer empresa possui desafios a enfrentar, sendo que eles podem impactar a companhia de maneira profunda.

Depois de um período considerável, no qual o mundo todo foi acometido por uma crise, muitos dos negócios que já atuavam precisaram ser reestruturados. Houve aqueles que tiveram que fechar as portas e os que modelaram a sua forma de atuação.

O e-commerce foi uma das possibilidades que mais ajudou os empresários a seguirem em frente, e que trouxe benefícios para a ampliação de negócios que já possuíam potencial de crescimento.

Mas, como em qualquer tipo de negócio, há uma série de desafios que precisam ser superados depois desse impacto, de modo que 2022 pode ser um ano interessante se houver uma preparação para lidar com esses aspectos.

Entre os principais desafios para o e-commerce em 2022, vale a pena mencionar:

  • Comportamento do consumidor diante de eventos de grande porte;
  • Atendimento no pós-venda;
  • Inserção de novas modalidades de pagamento;
  • Aplicação de inteligência artificial para compras por voz.

É interessante começar pelos grandes eventos que serão realizados em 2022. Além de ser um ano de eleições, há também a Copa do Mundo, que mudou o seu período de realização do meio do ano para novembro, em decorrência do clima em Catar, no Oriente Médio.

Com isso, novas frentes de promoções e campanhas precisam ser adaptadas para que seja possível atender aos clientes e não perder vendas. Usar estratégias temáticas, como um banner personalizado com foto, são opções para esses períodos.

Em paralelo, o atendimento prestado ao cliente é um ponto no qual sempre é possível melhorar. É verdade que o investimento em treinamentos e em técnicas de vendas sempre foi alto, mas o pós-venda hoje é bastante valorizado.

Isso porque esse é o caminho mais eficaz para a fidelização do público, o que é indispensável quando se pensa no relacionamento com os compradores no curto, no médio e no longo prazo, principalmente em tempos de crise econômica.

Vale mencionar outro desafio que pode ser facilmente superado, no que diz respeito aos tipos de pagamentos que são oferecidos ao consumidor nos e-commerces. O PIX, que foi lançado recentemente, ganhou a preferência da grande maioria das pessoas.

No caso, muitos clientes que já estão fazendo compras online aderiram a esse formato, que ainda não está presente na maior parte dos e-commerces. Por isso, essa adaptação é mais do que urgente. 

Por fim, levando em conta os padrões de compra atuais, é cada vez mais comum que buscas por voz sejam realizadas, uma vez que essa é uma função que facilita a vida de quem utiliza o smartphone para diversas atividades.

A implementação desse recurso em um e-commerce, o que permite uma pesquisa por placa PS personalizada muito mais rapidamente, também deve ser um desafio a ser superado neste ano.

 

As tendências para os e-commerces em 2022

Ao mesmo tempo em que conhecer os desafios é parte fundamental da trajetória de um bom empresário, buscar saber quais são as tendências e aplicá-las o mais rápido possível é um modo de se destacar no mercado.

Sendo assim, vale a pena estar atento e acompanhar de perto o que há de novo no setor em que se atua, de maneira que essas ferramentas promissoras possam ser utilizadas a favor do crescimento do e-commerce.

 

1. Desenvolvimento de aplicativo

Os aplicativos se tornaram ferramentas presentes na rotina das pessoas, que acessam o aplicativo de uma loja para pesquisar alguns brindes em acrílico e, ali mesmo, já finalizam a compra do que desejam. 

Percebendo essa tendência, muitas das grandes marcas já possuem os seus próprios aplicativos, o que faz com que os clientes se fidelizem à marca e que ajuda no aumento do faturamento.

Por isso, uma aposta importante para os e-commerces que desejam crescer é desenvolver o seu próprio aplicativo, gerando assim um tráfego eficiente para o seu negócio e agilizando as compras dos clientes.

 

2. Realização de Live Commerce

A pandemia fez com que vários e-commerces, sejam os especializados em brindes personalizados ou em venda de roupas infantis, tivessem que desenvolver estratégias efetivas de vendas.

Nesse sentido, uma das ferramentas de maior destaque foi a realização de live commerce, na qual a apresentação ao vivo de produtos ou serviços se mostrou uma forma eficaz de trazer vendas para a loja virtual.

Essa tendência ainda permanece vantajosa, de forma que inserir o formato entre as estratégias de venda é um modo de potencializar os resultados obtidos com a loja virtual.

 

3. Entregas expressas

Quem já precisou comprar um painel luminoso personalizado com urgência pela internet sabe que a velocidade de entrega de um e-commerce pode ser o motivo pelo qual o cliente realiza a compra naquele site.

Diante disso, grandes marcas têm investido nesse aspecto, criando assim a possibilidade de oferecer fretes rápidos e de baixo custo. Dessa forma, é possível que uma encomenda seja recebida em poucos dias ou até mesmo em poucas horas, atraindo clientes.

De fato, todas essas tendências podem fazer a diferença para que o cliente prefira o e-commerce do que a concorrência, o que é indispensável para ter sucesso nas vendas online em qualquer período do ano de 2022.

 

Considerações finais

Não importa qual é o segmento de uma empresa, seja ela uma gráfica que produz letras caixa em PVC expandido ou um loja especializada em condimentos, a atuação online se tornou uma frente de grande valor para as companhias que desejam crescer.

Depois de um período de crise mundial, é fundamental estar preparado para garantir que as vendas sejam progressivamente maiores e possam fazer com que o caixa da empresa esteja sempre positivo.

Por isso, conhecer os desafios e as tendências para 2022 é o caminho mais assertivo para se destacar no mundo virtual e, com isso, conquistar mais clientes, fidelizar os compradores e alcançar mais facilmente os objetivos do e-commerce.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Auris

Por: Auris Ideias Digitais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

Comments are closed.

Últimos Artigos e Notícias

Shopping Basket

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência no nosso site.