INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

E-mail marketing: como ser assertivo nessa estratégia na Black Friday?

Se partimos do ponto indiscutível de que a publicidade e a divulgação de uma marca são fundamentais para qualquer negócio, precisaremos necessariamente falar de estratégias como a do e-mail marketing, especialmente na época da Black Friday.

De fato, o que verificamos nesse assunto é o encontro entre duas tendências ou estratégias realmente importantes e disruptivas para qualquer empresa. 

A primeira é a do e-mail, que alguns pensam já ter sido superado, mas erram ao fazer isso.

Basta imaginar a situação em que alguém acabou de comprar um software de gestão para pequenas empresas

Pensando que a primeira coisa que a pessoa faz é  abrir sua caixa de entrada para verificar a mensagem de boas-vindas, com dicas dos próximos passos.

Também assim, não se trata apenas do pós-venda ou das boas-vindas, pois certamente o comprador também terá utilizado o e-mail para receber newsletters (o que está no pré-venda), bem como para tirar dúvidas e afins antes de decidir comprar.

Sendo assim, o e-mail continua sendo importante e figurando em todas as etapas da jornada de compra, também conhecida como funil de vendas.

Daí que seja um erro um empresário ou gestor pensar que essa estratégia está superada e precisa ser deixada de lado.

Lembrando que outras táticas do marketing digital também têm crescido muito. 

Se pesquisamos algo como coworking sala privativa em um motor de busca como Google, Bing e Yahoo, logo recebemos milhares de resultados de soluções nessa área.

Sem falar nas redes sociais, nos marketplaces, nos aplicativos e em todas as demais frentes que se popularizaram nos últimos anos. 

Contudo, nada disso é suficiente para dizer que o e-mail marketing esteja em crise, pois ele também vai muito bem.

Aí é que vem o segundo ponto deste artigo, que é a Black Friday, data comemorativa do universo comercial, que anuncia o período natalino com promoções arrasadoras do tipo saldão e queima de estoque, aquecendo incrivelmente as vendas.

Também aqui temos um recurso muito eficiente, que chegou ao Brasil há alguns anos e já resultou em fãs dos dois lados. 

Sendo assim, tanto do lado dos clientes que adoram aproveitar ofertas, quanto do lado das empresas que aderem à iniciativa.

Por isso decidimos escrever este artigo, trazendo aqui melhores informações e dicas práticas sobre como ter mais assertividade na estratégia de e-mail marketing aplicada à Black Friday deste ano, melhorando sua taxa de resultados e o planejamento geral.

O mais bacana é que hoje as duas frentes evoluíram tanto que elas já podem ajudar qualquer segmento de mercado, seja na área de venda no varejo ou na parte de serviços mais nichados, como renovação de fachada comercial moderna.

Sendo assim, se você quer entender de uma vez por todas como duas estratégias acessíveis que qualquer um pode começar a pôr em prática são capazes de revolucionar seu negócio, melhorando as vendas e resultados gerais, basta seguir adiante na leitura.

 

Por que o e-mail marketing?

Ao contrário do que alguns pensam, o e-mail marketing continua sendo uma estratégia muito promissora, capaz de trazer resultados indispensáveis para várias empresas.

Aliás, já nem se trata de uma opinião apenas, pois há pesquisas que comprovam isso, como uma recente que foi realizada pela famosa Ebit/Nielsen, uma autoridade no mercado digital.

O que eles verificaram é que no Brasil já são mais de 60% das empresas que obtêm no mínimo um quinto do seu faturamento por meio de táticas de e-mail. 

Sendo que dessas todas, quase 20% chega a obter até metade da receita por esse canal.

Ou seja, quando um negócio de automação empresarial passa a fazer ou consolidar estratégias bem feitas de e-mail marketing, ele pode chegar a duplicar sua receita. O que pode incluir, naturalmente, a multiplicação do seu próprio lucro.

Além disso, um dos pontos mais bacanas disso tudo é o do custo-benefício. Afinal, escrever e disparar e-mails é um dos esforços mais acessíveis e democráticos da internet, sendo algo que qualquer empresário ou gestor pode começar a fazer sozinho.

Lembrando que isso se alinha com o famoso inbound, que é o marketing de conteúdo. 

Inclusive, se a empresa já tiver o costume de disparar newsletters e boletins informativos o ano todo, certamente no mês da Black Friday ela terá ainda mais resultados.

 

O papel do planejamento

Tudo na vida começa com um bom planejamento, que é aquela fase que fica entre o simples sonho utópico ou sem planos práticos e a execução efetiva, pautada em processos.

No caso do e-mail marketing não é diferente, especialmente quando ele vai ser aplicado a uma data tão especial quanto a da Black Friday, que tende a ser muito exigente para os lojistas e as empresas em geral.

Como o foco é fazer promoções e liquidar estoques, é preciso ter muito controle sobre os processos durante essa época do ano, pois a demanda aumentará muito.

Por exemplo, se a empresa vende placas de sinalização durante o ano todo, certamente na Black Friday ela acabará vendendo muito mais, o que vai exigir um suporte maior ao cliente, bem como uma gestão do estoque e até do caixa.

Portanto, sua estratégia de e-mail marketing precisa ser bem planejada, ainda mais nesse período do ano.  

Além disso, é importante planejar a própria Black Friday, ou nada garante que ela será um sucesso de vendas.

Os passos principais para isso podem incluir os seguintes pontos:

  • Estudo de mercado;
  • Compreensão dos perfis da persona;
  • Definição clara de objetivos;
  • Definição dos planos de ação;
  • Gestão de custos e gastos;
  • Criação de conteúdos de qualidade;
  • Melhor controle do estoque;
  • Mais formas de pagamento e despacho;
  • Controle de resultados e métricas.

Enfim, esses pontos revelam um verdadeiro mapa das boas práticas que podem garantir mais assertividade durante uma Black Friday de sucesso, como aprofundado adiante.

 

Funil de vendas e automatização

Não é possível falar sobre melhor taxa de resultados com a estratégia de e-mail marketing na Black Friday sem citar o funil de vendas e os programas de CRM.

Sigla para Customer Relationship Management (Gestão de Relacionamento com o Cliente), o que esses programas fazem é a automatização do disparo de e-mails, racionalizando e customizando o banco de leads da empresa.

Ou seja, seu funil de vendas passará a ser muito mais eficiente. Como uma empresa de gestão patrimonial, que pode criar um histórico para cada lead, desde o primeiro dia de contato, passando pelas interações feitas até a primeira venda de todas.

Com essas informações em mãos, fica muito mais fácil a empresa criar campanhas assertivas que vão direto ao ponto do qual cada lead ou cliente mais gosta, gerando mais oportunidades e mais vendas em uma data como a da Black Friday.

 

Foco total nos assuntos

Outro ponto fundamental que alguns acabam negligenciando é o do foco dos e-mails, o que se expressa já no título, mas também no corpo da mensagem e das artes.

Sendo assim, alguns deixam de focar apenas na Black Friday e por isso acabam perdendo em termos de resultados. 

Afinal, se você criar outras promoções ou falar de outros assuntos durante essa época do ano, será como concorrer contra si mesmo.

Isso inclui customizar algumas estratégias que já devem existir no seu marketing digital, como um formulário de preenchimento para captação de leads, o qual agora precisará fazer alguma referência à data comemorativa.

Outro exemplo são os vídeos, áudios e até podcasts que uma agência da área de comunicação visual pode fazer com uma frequência fixa na agenda editorial, e que agora também precisa remeter a esse período específico do ano.

Só assim é possível falar em assertividade, pois seus leads e clientes em potencial passarão a identificar que sua marca está 100% voltada para a Black Friday, o que vai gerar mais engajamento e até compartilhamento.

 

Os gatilhos mentais e os visuais

Por fim, se tem algo que aumenta a eficiência dos e-mails da Black Friday é investir o máximo possível em gatilhos mentais, emocionais e até visuais.

Por exemplo, investir na escassez e no senso de urgência, algo que uma empresa da área de letreiro de loja pode fazer criando um cronômetro no site, como modo de mostrar que dali algumas horas a Black Friday vai acabar e as promoções se encerrarão.

Já no aspecto visual o layout vai na mesma direção, como ao pensar na escaneabilidade da mensagem, que nada mais é do que a disposição dos elementos na tela, desde os templates até os parágrafos, que idealmente não devem passar de três linhas.

 

Considerações finais

Em resumo, falar em e-mail marketing e em Black Friday consiste em tratar de duas das maiores estratégias comerciais que o marketing digital pode pôr em prática atualmente.

Para dominar o assunto é preciso compreender como fazer um bom planejamento, como automatizar o funil de vendas, como focar nos pontos certos e até em gatilhos mentais, emocionais ou mesmo visuais.

Com as informações e as dicas práticas que trouxemos aqui, vai ficar bem mais fácil entender melhor como aumentar a assertividade nesses esforços, com isso aumentando também as vendas e os resultados gerais.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Auris

Por: Auris Ideias Digitais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

Comments are closed.

Últimos Artigos e Notícias

Shopping Basket

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência no nosso site.