INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

Entenda como a sua loja pode aproveitar a tendência do Social commerce e se destacar no mercado

Se pensa que o e-commerce ainda é uma tendência, saiba que ele é uma realidade inerente aos nossos hábitos cotidianos, nem que seja apenas para pedir comida. Mas, na verdade, há outro conceito embutido que está em ascensão: o social commerce.

Se nunca ouviu falar sobre ele, então você precisa entender o que é essa nova tendência de mercado para destacar sua loja e aproveitar tudo o que há de melhor das estratégias que fazem parte disso.

O que é social commerce?

Social Commerce é uma vertente do e-commerce que acontece de forma exclusiva, nas plataformas de redes sociais.

Visto que há investimentos por para de seus criadores para torná-las ambientes propícios para esses tipos de transações.

Em outras palavras, as redes estão se tornando verdadeiros shoppings por meio de um bom conteúdo.

Por exemplo, você pode navegar e comprar produtos no Facebook, como camisa gola polo personalizada, ou seja, fazer a compra na própria rede social, sem sair dela ou ter que acessar outro site. 

Essa é a grande sacada do social commerce, que aproveita o uso massivo dessas redes por grande parte da população para se tornar um local virtual de compras, enquanto há diversão, entretenimento e absorção de conhecimento. 

É uma maneira simples de trazer a funcionalidade básica do e-commerce diretamente para a lógica das plataformas de redes sociais. 

Quais são as vantagens?

Hoje em dia, a boa experiência do cliente é “quanto menos passos tiver melhor”. 

E por que não aproveitar o tempo na rede social para fazer uma compra rápida após clicar em banner impressao de algo que você viu e gostou? 

Comprou? Então já é possível em poucos segundos voltar à navegação de novo e até postar o item que você comprou, sem ter que sair da rede social para entrar em um site. 

Além disso, quando os clientes estão satisfeitos com a marca de grafica online atual card e se a experiência de compra foi fluida.

Eles fazem recomendações para os amigos ou familiares fica ainda mais fácil por conta disso por causa do rápido compartilhamento em um simples clique de botão.

Para empresas e suas marcas, o social commerce oferece grandes vantagens, desde uma maior visitação às páginas de redes sociais ao aumento do envolvimento do cliente com a companhia, facilitando o famoso marketing boca a boca. 

Quais estratégias seguir para ter sucesso?

Compartilhe conteúdo regularmente para aparecer mais no feed do seus seguidores. 

Isso ajuda muito a construir oportunidades e tornar as marcas de grafica de impressao digital mais poderosas em seu impacto nas redes sociais. 

Ao fazer isso, seus seguidores aumentarão porque sua marca tende a ser mais recomendada para outras pessoas. 

O social commerce, ao se desenvolver cada vez mais, vai tornando a necessidade de as empresas levarem um bom atendimento a esses canais, e quem prestar atenção nisso e tiver uma boa estratégia nesse sentido sairá na frente.

O aumento do público é nítido quando se foca no social commerce, ou seja, na recorrência e na qualidade dos seus conteúdos, sejam eles para fins educativos ou apenas comerciais. 

O que interessa é que ambos se retroalimentam, pois, bilhões de pessoas já estão ativas nas redes sociais. 

Sendo essa é uma oportunidade de aumentar o tráfego, e consequentemente, as vendas.

Cada empresa pode procurar maneiras diferentes de expandir seus negócios e vender seus produtos para seu público-alvo.

O social commerce, por envolver a necessidade de consumo por parte das pessoas, ajudou muito no desenvolvimento de várias empresas.

Por exemplo, as marcas de camisa de empresa bordada, que aproveitaram essa tendência para melhorar suas presenças nas redes sociais, elevando a experiência ao cliente.

Além desse caráter de marca que o social commerce impulsiona, essa vertente do e-commerce se destaca pela facilidade que deu para os consumidores.

Além disso, ainda incentiva um maior tíquete médio para as empresas. 

Por exemplo, uma assistencia tecnica de informatica computador pode estabelecer em suas redes sociais instalação do serviço com um simples botão a partir de um cadastro mínimo feito pelo cliente.

Isso é de extremo valor para a pessoa que precisa do serviço. Por isso, provavelmente, ela sempre voltará lá por causa da facilidade ou ela indicará quem precisar. 

Portanto, fica claro que as redes sociais têm um papel de convencimento das pessoas a gastar mais pela experiência de compra mais assertiva e objetiva. 

Não importa onde estiverem: com poucos toques no smartphone já é possível adquirir algo. 

Por dentro das redes sociais

As principais plataformas de redes sociais têm em sua experiência de navegação o social commerce, sensação dos chamados online shoppers. 

Isto posto, estamos falando das seguintes redes sociais:

  • Facebook;
  • Instagram;
  • WhatsApp;
  • Pinterest;
  • LinkedIn;
  • TikTok.

No Facebook, as empresas conseguem emitir um catálogo próprio de produtos, permitindo a integração do que você quer vender a um e-commerce na própria rede social. 

Esse catálogo pode ser integrado ao Instagram e ao WhatsApp, que fazem parte do mesmo conglomerado possuído por Mark Zuckerberg.

A partir disso, é possível, por exemplo, fazer transmissões ao vivo, que estão em alta, de forma sincronizada com o seu catálogo nas redes sociais. 

Sendo assim, as pessoas podem assistir a live e comprar sem sair da tela, com o link ali mesmo disponível.

No caso do Instagram, a integração do catálogo é feita pela navegação da ferramenta Instagram Shopping. 

Dessa forma, sua empresa pode criar posts com tags de preços em cima dos produtos na própria postagem. 

É possível já ver o preço ali mesmo, e ao clicar, o cliente já será direcionado para a página do produto para visualizar as especificações do produto e efetuar a compra.

Além da ferramenta do Instagram, o WhatsApp, com seu serviço de pagamento disponível nas próprias mensagens.

O que facilita e muito por meio do social commerce porque você pode estar conversando com um atendente, e em questão de minutos, já fazer o pagamento ali mesmo, também sem sair da rede social. 

Os pequenos negócios, panfleto para hamburgueria, se beneficiam e muito dessas ferramentas de social commerce das principais plataformas de redes sociais.

O Pinterest, que é uma rede social muito voltada a referências de produtos e de imagens exuberantes, também adotou o social commerce e ativou a funcionalidade de compra por meio de uma simples foto. 

Sempre que sua loja coloca algo no catálogo, um post já replica isso para o Pinterest e cria automaticamente um card de compra. 

E se muda o preço? Isso também é atualizado conforme vão sendo definidas as promoções e novas precificações.

O TikTok, a rede social do momento, também vem testando a modalidade de social commerce muito parecida com a do Instagram, formando parcerias com grandes redes de e-commerce para se estabelecer neste mercado.

Vale mencionar aqui que a ByteDance, empresa controladora do TikTok, já havia lançado o aplicativo Douyin, que segundo a Bloomberg, acumulou ganhos por meio do social commerce de 26 bilhões de dólares em apenas um ano de lançamento. 

Isso mostra a tendência que veio realmente para ficar, de acordo com o comportamento dos consumidores. 

O papel dos influenciadores

O surgimento do marketing de influência com uso de flyer digital foi concomitante ao social commerce. 

As pessoas se baseiam e se referenciam muito nas redes sociais em seus ídolos e grandes influenciadores nas redes sociais.

O papel deles é essencial para o crescimento do social commerce no mundo. Em canais seguidos por milhões de pessoas e às vezes até em participações no canal principal das empresas, os influenciadores

Eles são capazes de mover multidões para os perfis das empresas, basta seguir as recomendações deles. 

Os seguidores, geralmente, seguem à risca, portanto, de forma direta ou indireta, a participação deles é enorme no social commerce. 

O influenciador, então, tem um potencial altamente explorável pelas marcas. As suas formas de comunicação chamam atenção de forma que uma empresa talvez não poderia, adequando-se a novos públicos. 

Considerações finais

Portanto, nesse sentido, uma das tendências que as companhias devem seguir, pegando a onda dos influenciadores, é a transformação do cliente em um real promotor da marca. 

É assim que as grandes empresas chegam onde elas chegaram. 

A marca é boa, a qualidade também, mas sem uma boa estratégia de comunicação, dificilmente se ganha projeção em um mercado altamente competitivo como o da internet, abrangendo diversos tipos de negócio e de serviços. 

É altamente desafiador ter que se sobressair neste cenário, mas as alternativas são várias e esta que vimos neste conteúdo é uma das grandes apostas de quem realmente acredita no e-commerce. 

Por isso, o social commerce é altamente recomendável para estes casos e para qualquer empresa que precise alavancar seu negócio de forma exponencial, explorando tudo o que as redes sociais podem oferecer.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Auris

Por: Auris Ideias Digitais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

Comments are closed.

Últimos Artigos e Notícias

Shopping Basket

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência no nosso site.