Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Google Shopping: como anunciar seu produto e ficar na primeira página

O Google Shopping surgiu em 2011 e tem como objetivo comparar e exibir produtos de diferentes lojas virtuais. Isso possibilita ao usuário encontrar aquilo que precisa por meio de uma busca tradicional no Google.

É uma ferramenta importante para as empresas, principalmente por levar em conta a mudança no comportamento de consumo das pessoas.

Comprar pela internet tornou-se um hábito e a tendência é que essa modalidade de compra cresça cada vez mais, afinal, é muito mais prático e rápido adquirir um produto online.

Isso porque as pessoas não precisam sair de casa e podem obter tudo o que precisam para seu consumo a qualquer hora e em qualquer dia. É como um shopping que funciona 24 horas por dia e ainda leva os produtos até os consumidores.

Mais do que poder comprar pela internet, as pessoas podem pesquisar e comparar preços, encontrando lojas e empresas que ofereçam as melhores condições. Portanto, o Google Shopping surgiu como um facilitador nesse momento.

É por isso que, neste artigo, vamos falar sobre o que é Google Shopping, como ele funciona, como anunciar nesta plataforma e as vantagens que ela traz para os negócios. Acompanhe!

O que é o Google Shopping?

O Google Shopping funciona como uma vitrine virtual, que exibe produtos relevantes de acordo com aquilo que o usuário pesquisou.

Ele conta com fotos do produto e ainda reviews de usuários que já o adquiriram. É como um site de vendas gigante, que une produtos e compara seus preços e avaliações, sendo integrado aos resultados de busca.

Então, se alguém procura por anel de formatura folheado a ouro, vai se deparar com resultados de diferentes lojas e opções de escolha.

Antigamente, existiam duas versões, a paga e a gratuita. No entanto, para que uma loja apareça na plataforma do Google Shopping, ela precisa pagar por esse serviço.

Também é muito fácil entender como funciona o Google Shopping, bastando digitar o que está sendo buscado. Ao fazer isso, o Google integra o Shopping ao conjunto de resultados patrocinados.

No resultado da pesquisa, são exibidas a foto do produto, o nome da loja e o preço para localizar onde está sendo feita cada oferta.

Trata-se de uma maneira muito simples para os usuários encontrarem o que precisam, pois na própria SERP (Search Engine Results Page, ou “Página de Resultados”) do buscador é possível clicar na seta do lado direito para ver o carrossel de opções. 

Ao clicar no link, o usuário é direcionado à página do assinante.

Como anunciar no Google Shopping?

Para anunciar nesta plataforma, é preciso seguir um passo a passo, que mostraremos a seguir, confira:

1 – Criar a conta

Um restaurante de comida para empresas, por exemplo, precisa, primeiro, se cadastrar no Google Merchant Center.

Nesse ambiente, será necessário preencher as informações solicitadas e seguir os passos de verificação do site, que garante a propriedade do canal.

2 – Carregar os produtos

A cada novo produto que a marca deseja anunciar na plataforma, é preciso preencher dados importantes, tais como:

  • Nome do produto;
  • Imagem;
  • Descrição;
  • Categoria.

No entanto, a ferramenta é prática e a loja não precisa cadastrar produto por produto, isso porque é possível usar uma extensão ou um aplicativo que extraia tudo o que consta no site da empresa, formatando-os automaticamente.

No Google é possível encontrar vídeos que explicam como fazer isso. Depois disso, o site faz uma espécie de diagnóstico para verificar que os itens, como bateria automotiva 65a, apresentam todas as informações.

Alguns desses elementos podem ser tamanho e estoque, e é possível acompanhar o que foi enviado na área “Produtos” na aba “Itens Ativos”.

3 – Vincular o Merchant Center ao Google Ads

Assim que todos os produtos estiverem prontos no Merchant Center, é importante vinculá-lo ao Google Ads.

Além disso, antes de iniciar uma campanha, é necessário verificar se todos os requisitos foram cumpridos no que diz respeito às campanhas do Google Shopping.

Caso esteja tudo dentro dos conformes, é o momento de gerar a campanha dentro da plataforma.

4 – Criar a campanha

Para criar a campanha, é necessário: fazer login no Google Ads; clicar em “Campanhas”; Selecionar o botão de adição (+); opção “Nova Campanha”; e, por fim, em “Tipo de Campanha” selecionar “Shopping”.

Em seguida, é preciso selecionar os objetivos da campanha, que podem ser vendas, leads, tráfego do site ou até mesmo não ter um objetivo.

5 – Definir as configurações e orçamentos da campanha

Para definir as configurações e orçamentos da sua campanha, é necessário configurar o lance máximo de CPC (custo por clique), o orçamento em si e qual é a prioridade da campanha.

Caso tenha alguma dúvida ao anunciar uma empresa de desinfetante ou qualquer outro tipo de negócio, recomenda-se ler o Google Ads para iniciantes, uma espécie de glossário que contém os erros mais comuns.

6 – Criar um grupo de anúncios

Após salvar as alterações, é hora de criar um grupo de anúncios. Para isso, vá até a seção “Tipo de grupo de anúncios”, para decidir de que maneira organizar a campanha.

É possível promover os produtos individualmente ou usar o Showcase Shopping para promovê-los de maneira coletiva. Na prática, todo esse passo a passo é mais simples do que parece.

Também existem algumas estratégias que podem ser colocadas em prática e que tornam os resultados ainda melhores. Isso envolve rankeamento, taxas de conversão e retorno sobre os investimentos (ou ROI).

Para isso, é interessante otimizar o título dos anúncios no Google Shopping que tenham menos de 70 caracteres.

Também é recomendável otimizar as descrições dos anúncios do Google Shopping para até 500 caracteres, sendo rico em palavras-chave e bem ilustrativo. Também evite usar linguagens promocionais em excesso.

Vantagens do Google Shopping para os negócios

Seja uma loja que venda peças para oficina mecânica para caminhões ou uma fabricante de roupas infantis, anunciar no Google Shopping traz diversas vantagens.

Uma delas é o aumento do tráfego para o site da empresa, o que melhora seu rankeamento nas buscas. Isso também atrai leads mais qualificados, pois eles já têm interesse no produto, precisando apenas serem nutridos com algumas informações.

Isso aumenta o número de conversões, o que acaba por gerar maior lucratividade. Além disso, o site da empresa tem uma presença maior nos sites de busca, pois ela estará tanto no Google Shopping, quanto em anúncios.

A exposição da marca também melhora consideravelmente, pois ao anunciar, por exemplo, urna acrilica grande no Google Shopping, a empresa conquista uma visibilidade muito maior.

Isso acontece porque o negócio sempre vai aparecer quando um usuário pesquisar o que ele anunciou, tornando a loja mais evidente para pessoas que ainda não o conhecem.

Anunciar nesta plataforma permite maior controle financeiro, pois é o negócio que determina o quanto quer investir, funcionando como qualquer ferramenta de link patrocinado.

Quando o usuário clica no anúncio, o valor X é debitado da conta do anunciante, o que garante total controle do orçamento destinado a ela.

Ela também traz mais oportunidades de negócio. Para comprovar isso, basta pesquisar os principais concorrentes, como de uma fabricante de banner colorido, e ver a média de preço praticado.

Caso seja possível, recomenda-se oferecer valores mais baixos, para ficar entre os primeiros resultados exibidos. Isso aumenta as chances de cliques e de direcionamento para o site do anunciante.

Além disso, em seu comparador de preços, o Google adicionou vários filtros para quem deseja fazer uma compra.

Com isso, é possível escolher por precificação e faixa de preço. Para o anunciante isso é muito vantajoso, afinal, assim tem mais chances de aparecer nos resultados de pesquisa.

Diferenças entre Google Shopping e Google Ads

O Google Ads aparece quando o usuário busca um produto, por exemplo, chave com chip no Google ou em outros sites.

No entanto, no Google Shopping você anuncia seu produto e o Google define quais palavras-chave são mais relevantes, ao contrário do Google Ads, em que o anunciante escolhe as palavras-chave para se posicionar.

É importante entender essa diferença, para que seja mais fácil trabalhar com essa plataforma e anunciar de maneira que traga bons resultados para seu negócio.

Conclusão

Vender pela internet tornou-se uma prática muito comum para qualquer tipo de empresa, pois é isso que os consumidores têm buscado cada vez mais.

Por ser um modelo de compra mais prático, a concorrência na web é maior e mais acirrada, por isso, os negócios precisam investir em meios que ajudem a destacá-las.

O Google Shopping é uma dessas ferramentas, fundamental para que uma marca possa expor aquilo que vende, atraindo um maior número de interessados e gerando mais oportunidades de negócio.

Apesar de paga, essa plataforma é fundamental para quem quer conquistar um espaço maior e vender com muito mais facilidade. Portanto, uma estratégia importante que não deve ser deixada de lado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Auris

Por: Auris Ideias Digitais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Últimos Artigos e Notícias

Shopping Basket