Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Impulsionado pela quarentena, e-commerce brasileiro cresce 132,8% em maio

Apesar de a pandemia do novo coronavírus ter afetado as mais diversas empresas e segmentos, o setor de e-commerce é um dos poucos que se salvam em meio à crise. Segundo uma pesquisa da Compre & Confie, o número de pedidos online durante o mês de maio cresceu 132,8%, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

O levantamento mostrou que, entre 1º de maio e 24 de maio deste ano, o número de pedidos feitos pela internet no país somaram 23,8 milhões, totalizando um faturamento aproximado de R$ 9,4 bilhões – o que representa um aumento de 126,9% no total arrecadado com as vendas do e-commerce nacional em comparação com o mesmo período de 2019.

No entanto, se o volume total de compras apresentou uma grande melhora, o valor gasto em cada compra diminuiu. Em maio, o tíquete médio das compras teve uma leve retração de 2,6% em relação ao mesmo mês do ano passado. O relatório aponta que, em média, o montante gasto ficou em torno de R$ 393,40.

O estudo da Compre & Confie considera dados factuais de vendas recebidos em tempo real de cerca de 90% do varejo de bens de consumo do e-commerce brasileiro – com exceção do Mercado Livre. Lojas como Magazine Luiza, Casas Bahia, Pontofrio, Extra e outras centenas de varejistas fazem parte do balanço.

A plataforma recebe os dados detalhados de todos os pedidos e produtos comprados diretamente dos sistemas de vendas das lojas.

Gift Cards no e-commerce

No relatório, ainda há dados sobre as categorias que apresentaram o maior crescimento em pedidos. Os gift cards lideram a lista com uma alta de 1.041% nas vendas em maio.

Gift Card (cartão presente, na tradução literal) é um cartão pré-pago que pode ser utilizado para pagar produtos e serviços que aceitam esse método de pagamento.

Outro segmento de produtos que apresentou crescimento considerável durante a pandemia foi o de alimentos e bebidas. A variação positiva em pedidos para essa categoria foi de 339%.

Em um intervalo de 90 dias, do dia 24 de fevereiro até o dia 24 de maio, ainda é possível identificar um aumento considerável no volume de pedidos e no faturamento do e-commerce, ainda que o avanço seja um pouco mais tímido do que o registrado em maio.

Durante esses três meses, a pesquisa da Compre & Confie contabilizou 68,9 milhões de pedidos online – alta de 82,1% em relação ao mesmo período de 2019 – e um faturamento 71% maior, chegando aos R$ 27,3 bilhões.

No dia 24 de fevereiro, data em que começa a amostra, o Brasil ainda não tinha nenhum caso confirmado de coronavírus. A comparação permite concluir que o isolamento foi fundamental para o crescimento mais acentuado em maio.

Fonte: InfoMoney

Auris

Por: Auris Ideias Digitais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Mais notícias para você

Shopping Basket