Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Inbound Marketing para novos empreendedores: como alavancar seus negócios

O Inbound Marketing é uma concepção focada na atração de consumidores, por meio da oferta de conteúdo relevante e valioso. 

O conceito foge dos tradicionais padrões publicitários e está ganhando cada vez mais força com a internet, devido à própria mudança de comportamento dos usuários.

Afinal de contas, hoje em dia as pessoas não estão mais interessadas somente em propagandas invasivas, como ocorre nos tradicionais comerciais televisivos. 

Ao contrário, quando buscam por qualquer produto, como freio de carros, elas querem conhecer as vantagens, os diferenciais e curiosidades sobre o componente.

Ou seja, o boom de informações da internet tornou os consumidores mais sedentos por conhecimento, e como consequência, as estratégias de marketing tiveram que se adaptar à nova realidade.

Para os empreendedores, o Inbound Marketing não só acompanha as tendências do mercado, mas também é uma maneira de orientar iniciativas de divulgação, otimizando os gastos com publicidade.

O custo dessa estratégia é muito mais vantajoso em comparação com o marketing tradicional (Outbound Marketing).

No artigo de hoje, acompanhe mais sobre o Inbound Marketing para novos empreendedores e como o métodos ajudam a alavancar seus negócios.

Mas o que é o Inbound Marketing?

O Inbound Marketing consiste em um conjunto de técnicas e estratégias focadas na criação, produção e compartilhamento de conteúdo para um público-alvo específico, com a intenção de conquistar a permissão para comunicar algo de forma direta.

Em resumo, ao invés de interromper o potencial cliente, o método oferece um material valioso, que atraia o usuário até a empresa. 

Desse modo, as pessoas passam a sentir confiança no seu negócio, criando um relacionamento duradouro, que pode resultar em uma venda.

Devido a isso, o Inbound Marketing também é chamado de “Novo Marketing” ou “Marketing de Atração”, tendo adeptos em todos os segmentos de mercado – desde estúdios de música, lojas de roupas, indústrias, restaurantes, entre outros.

A ideia é fazer com que os clientes venham até a empresa, atraídos pela mensagem.

Com isso, apresentam-se soluções adequadas e personalizadas, transformando os usuários não somente em consumidores, mas promotores da marca.

Afinal, as pessoas só recomendam produtos e serviços que confiam. Não é à toa que buscamos indicações para procedimentos, como fazer uma depilação a laser no rosto, ou comprar uma mercadoria.

Sendo assim, o foco do Inbound Marketing é o conteúdo, com o compartilhamento de informações relevantes e valorativas ao cliente em potencial.

Para os novos empreendedores, a estratégia deve ser considerada como um investimento, não um centro de custo, visto que ela tem potencial para aumentar a cartela de consumidores, conquistar a fidelização do público e ampliar as vendas.

Além disso, com a capacidade de mensuração do Inbound todas as ações podem ser analisadas, permitindo que os estrategistas verifiquem o real impacto de cada campanha.

Qual a origem do Inbound Marketing?

O Inbound Marketing é praticado há muito tempo pelas empresas, mesmo de forma inconsciente. Mas foi somente em 1999, com o livro “Permission Marketing”, de Seth Godin, que a estratégia foi conceituada e teorizada.

De acordo com a obra, o Inbound surge em paralelo com o marketing digital.

Este acompanha as tendências da comunicação e publicidade online, bem como o controle sobre o consumo – na internet, o usuário pode escolher os canais, as mensagens e até as formas de absorver conhecimento.

Nesse sentido, embora o Inbound não seja uma estratégia aplicada somente em plataformas virtuais, o método ganha força com o avanço da internet e dos canais de comunicação online.

Por causa disso, muitos empreendedores focam seus esforços de divulgação em redes sociais, blogs, sites e outros meios da internet. 

Além da eficiência na aplicação desse Novo Marketing, é possível diversificar os conteúdos e gastar muito menos, já que o preço de um anúncio no Facebook, por exemplo, é muito menor do que em uma mídia tradicional.

Quais são as principais vantagens do Inbound Marketing?

O Inbound Marketing pode ser usado para todos os tipos de empreendimentos. 

Inclusive, segundo dados da pesquisa State of Inbound, realizada pela HubSpot, 75% das empresas B2B (Business to Business), B2C (Business to Consumer) e organizações sem fins lucrativos usam a estratégia.

Por isso, é possível adotar campanhas de Inbound para produtos como um sugador odontológico, serviços de usinagem, ou acessórios diversos.

Mas quais são as principais vantagens da estratégia? Abaixo, separamos algumas delas.

1 – Alcance do público-alvo específico

Embora a internet tenha o potencial de ampliar o alcance da audiência, o inbound não refere-se só a quantidade, mas sim a qualidade. 

Com a estratégia, é possível oferecer o conteúdo certo, para o cliente ideal, no melhor momento. Afinal de contas, uma pessoa interessada em um purgador de ar, por exemplo, tem um perfil bastante específico.

Com isso, as chances de conversão de leads (potenciais clientes) são muito maiores. 

De acordo com a Content Trends, o Inbound Marketing é capaz de gerar 3,2 vezes mais potenciais clientes em comparação com outras estratégias de divulgação.

2 – Melhor relacionamento com os clientes

Ao invés de simplesmente “empurrar” um produto ou serviço para a audiência, o Inbound desenvolve ações de atração, o que origina uma relação de confiança com os clientes. 

Com isso, as pessoas se tornam mais propensas a ouvir suas recomendações e dicas, o que aumenta as possibilidades de venda.

Além disso, com esse relacionamento saudável, os consumidores passam a recomendar mais o seu negócio para outras pessoas, gerando um crescimento no número de clientes. 

Ao mesmo tempo, os clientes fiéis compram de novo da empresa, o que garante o ROI (Retorno sobre Investimentos) das campanhas.

3 – Facilidade na mensuração de dados

Por trabalhar majoritariamente com plataformas digitais, é muito mais fácil mensurar as campanhas de Inbound Marketing, visto que os próprios canais online são capazes de gerar relatórios e gráficos de desempenho.

Assim, em uma publicação no Facebook sobre perfil u dobrado, é possível consultar a quantidade de interações e o engajamento do conteúdo. 

Desse modo, em iniciativas futuras, a empresa pode adequar a divulgação, para obter resultados melhores.

A mensuração de dados também orienta os gastos. Com isso, as empresas podem decidir onde irão investir o dinheiro, de modo a alcançar maior conversão de leads e vendas, com um investimento adequado.

E como aplicar o Inbound Marketing no meu negócio?

O processo de operação do Inbound Marketing envolve uma série de etapas e, em cada uma delas, há diferentes tipos de iniciativas capazes de influenciar a tomada de decisão dos potenciais clientes e aumentar as chances de vendas. São elas:

  • A atração;
  • A conversão;
  • A venda;
  • O encantamento.

Imagine, por exemplo, a venda de sacolas ecobag personalizadas. No primeiro estágio, o usuário acabou de conhecer o seu produto, ao procurar por algo relacionado (como atitudes sustentáveis ou produtos recicláveis).

Depois, ao se interessar sobre o produto, ocorre a conversão, que é quando o internauta oferece algum contato em troca de material ainda mais relevante sobre a temática. 

Posteriormente, a venda, influenciada por conteúdos que mostram os diferenciais de mercado (no caso, a sacola).

E, finalmente, o encantamento, que se dá pelo relacionamento contínuo entre a marca e o cliente, de modo a criar a fidelização dos consumidores.

Abaixo, conheça algumas das técnicas que podem ser aplicadas com o Inbound Marketing para novos empreendedores.

1 – Criação de blog posts

Os blogs são os melhores canais para a aplicação prática do Inbound Marketing. Com eles, é possível orientar o marketing de conteúdo, com a criação de textos, artigos, vídeos, entre outros materiais relevantes, para atrair a atenção dos usuários.

Atualmente, cerca de 61% das empresas brasileiras utilizam os blogs para a distribuição de conteúdo. 

Além de ser uma maneira fácil criar e compartilhar, essas plataformas também ajudam os empreendimentos a alcançar mais visitantes e a educar o público sobre um produto ou serviço.

2 – SEO (Search Engine Optimization)

O SEO, ou otimização para os mecanismos de busca, é um conjunto de técnicas para melhorar o rankeamento de uma página web dentro. Com isso, é possível otimizar a página de modo a facilitar um bom posicionamento nos buscadores, especialmente o Google. 

Assim, quando uma pessoa digita “jateamento de granalha”, por exemplo, pode se deparar com o site ou blog do seu empreendimento.

A principal estratégia do SEO é o uso de palavras-chave nos conteúdos, que são os termos mais buscados pelos internautas. 

Mas há ainda outros métodos, como permitir a boa navegabilidade em dispositivos móveis, usar hiperlinks e optar por fontes confiáveis de informação.

3 – E-mail marketing

O e-mail é um dos canais de comunicação mais usados na internet e, até hoje, é considerado o mais seguro pelos usuários. 

As ações de e-mail marketing envolvem a troca de mensagens com leads ou clientes, para que a sua empresa seja lembrada pelo público.

Desse modo, é possível enviar ofertas exclusivas, boletins informativos, curiosidades, dicas, entre outros conteúdos valiosos, melhorando o relacionamento e aproximando os seus clientes da marca.

Conclusão

O Inbound Marketing tornou-se indispensável para qualquer empreendedor que deseja investir em divulgação na internet. 

Com uma série de ações e estratégias, o método é altamente eficiente para a conversão de leads, além de ajudar com as vendas e da fidelização dos consumidores.

Não é à toa que cada vez mais empresas optam pelo Inbound, já que 95% dos clientes escolhem soluções de negócios que oferecem um conteúdo amplo, auxiliando em cada processo de compra.

Portanto, com um planejamento direcionado, o Inbound é capaz de alavancar seus negócios, aumentando as probabilidades de venda e construindo uma boa imagem da sua empresa no mercado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Referências

https://rockcontent.com/blog/o-que-e-inbound-marketing/

https://rockcontent.com/blog/estatisticas-sobre-inbound-marketing/

Auris

Por: Auris Ideias Digitais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Mais notícias para você

Shopping Basket