Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Por que é importante orientar seu site para dispositivos móveis?

Os dispositivos móveis, tablets e principalmente smartphones, revolucionaram o acesso à internet. 

Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 98,7% dos domicílios brasileiros em que há acesso à internet, os moradores utilizam celulares para este fim.

Os sites responsivos são aqueles que se adaptam sem problemas às telas de diferentes configurações, sem prejudicar a leitura dos conteúdos e proporcionando uma experiência de qualidade para os visitantes.

Basicamente, trata-se de uma solução para a criação de páginas flexíveis, com imagens e textos cujo layout depende da resolução de tela e do dispositivo utilizado.

Para entender a importância do site responsivo, basta imaginar uma pessoa com celular cuja tela tem cinco polegadas tentando acessar e visualizar um site, assim com faria em um computador. 

A necessidade de operar zoom e rolagem de tela muitas vezes pode ser complicada para os usuários, que tendem a desanimar e procurar outros sites.

No entanto, não param por aí os motivos para ter um site responsivo. Aos empreendedores, é fundamental a compreensão do que é e como ter um site responsivo, que proporcione experiências agradáveis para os usuários.

Por que investir em um site responsivo?

Hoje em dia os acessos à internet por dispositivos móveis são mais numerosos do que aqueles realizados por computadores desktops. 

O mesmo censo, do IBGE, apontou para o fato de que 52,3% das pessoas acessam a web por microcomputadores, um número que caiu aproximadamente 6 pontos percentuais de um ano para o outro.

Ao mesmo tempo, a quantidade de pessoas com mais de 10 anos que possuem um celular com acesso à rede móvel para uso pessoal é crescente, alcançando 78,2%.

Para os empreendedores ou produtores de conteúdos, isso significa que o design responsivo já se tornou uma obrigação, fundamental para o atendimento destas pessoas.

De acordo com pesquisas realizadas, ao acessar uma página que não é otimizada para abertura via mobile há 61% de chances de que os usuários simplesmente abandonem o site, devido à má experiência. 

Isso pode contribuir para uma imagem negativa da empresa, além de prejudicar a quantidade de conversões de prospects em leads e de leads em clientes.

Em outras palavras, a falta de responsividade de um site pode sim prejudicar, não só as estratégias de marketing digital, mas também a reputação da empresa.

Por outro lado, é preciso considerar que:

A experiência do usuário é essencial

A usabilidade de um site é uma das prioridades da experiência do usuário. É preciso ter em mente que de nada adianta investir em um belíssimo site, se ele oferece uma péssima experiência de navegação.

É importante se colocar no lugar dos visitantes para a criação de um site para as empresas, independentemente do segmento de atuação. Isso pode beneficiar a venda de todos os tipos de serviços e produtos, como whey protein para emagrecer, por exemplo.

O Google favorece sites responsivos

Uma das grandes vantagens de investir na criação de um site é a possibilidade de ser encontrado facilmente pelos buscadores, como o Google. 

Por isso, no marketing digital, os profissionais se dedicam incansavelmente para que os endereços das empresas alcancem os primeiros resultados nos mecanismos de buscas.

Para se ter uma ideia, essa posição tem potencial para impulsionar o tráfego orgânico de um e-commerce de copo descartável 300ml, mas apenas pode ser alcançada com sites responsivos.

O Google favorece as páginas que se adaptam facilmente aos dispositivos móveis, porque considera o tempo de carregamento, a qualidade da experiência do usuário, entre outros fatores.

Vale a pena lembrar que grande parte das pesquisas, feitas sempre no momento de dúvida ou necessidade, também é realizada pelos smartphones. Até porque os aparelhos estão sempre à mão. 

Portanto, basta imaginar um potencial cliente que tem uma dúvida sobre implante capilar masculino, para exemplificar. São grandes as chances de ele utilizar um dispositivo móvel para pesquisar sobre o assunto.

A velocidade no carregamento de páginas é fundamental

Os sites responsivos são criados para atender aos usuários independentemente do aparelho utilizado para o acesso web.

Sabe-se que os aparelhos e a conexão móvel nem sempre conta com muita velocidade, então as páginas precisam ser leves, proporcionando um carregamento mais rápido.

A velocidade de carregamento é muito importante, porque está diretamente ligada à experiência do usuário e aumento das taxas de conversão. 

Quando uma página sobre o serviço motoboy, por exemplo, demora demais para carregar, a tendência é que o visitante procure outra solução. Ele acaba escolhendo o site de concorrentes, na maioria das vezes.

O design responsivo favorece o compartilhamento nas redes sociais

Conforme cresce o acesso à internet pelos celulares, cresce também a popularidade e funcionalidade das mídias sociais. 

Por isso, as empresas também precisam estar presentes nas redes, com o objetivo de fortalecer o branding, melhorar o relacionamento com o público e impulsionar as vendas.

Quando a empresa que instala rede de proteção para gatos, por exemplo, tem um site responsivo, as funcionalidades entre o endereço e as redes sociais são potencializadas e diversificadas.

Assim, quando um visitante gostar muito de um conteúdo, ele se sente à vontade para compartilhá-lo em seu próprio perfil. 

Isso é muito positivo para as empresas, porque a divulgação e recomendação dos próprios clientes tem um grande peso para a autoridade de uma marca.

O design responsivo diminui a taxa de rejeição

O design responsivo melhora a experiência do usuário, o que contribui para diminuir a taxa de rejeição e melhorar o posicionamento no Google.

A taxa de rejeição, quando muito alta, indica ao mecanismo de buscas que o conteúdo apresentado não é relevante. 

Isso ocorre porque a má experiência faz o visitante fechar o site rapidamente, rejeitando o endereço e procurando por outro, mais satisfatório e responsivo.

Para se ter uma ideia, ao investir em um site responsivo, uma clínica de estética garante que o visitante de uma postagem sobre preenchimento nariz estará mais satisfeito com a experiência. 

Dependendo do nível de satisfação, ele pode passar um bom tempo no endereço, de artigo em artigo, o que é ótimo para a autoridade do site na internet.

O design responsivo é uma preparação para o futuro

Ao criar um site responsivo, o layout é feito para se adaptar a qualquer formato de tela e acesso à internet. 

Isso significa que o investimento de uma fabricante de lampada led tubular 40w, ou outros tipos de empresas,  prepara os sites, até mesmo, para os aparelhos que ainda não foram lançados. 

Portanto, o empreendimento que investe em design responsivo também está se preparando para o futuro no marketing digital. 

Os sites poderão ser acessados normalmente pelos novos dispositivos, mesmo se tiverem anos de existência.

Site responsivo ou versão mobile?

Muitos empreendedores confundem os conceitos de site responsivo e versão mobile. Apesar de semelhantes, tratam-se de soluções diferentes para a mesma questão que é o acesso à internet pelos dispositivos móveis.

O site responsivo é projetado para a adaptação em qualquer tipo de tela e conta com uma única estrutura de códigos para diferentes resoluções.

Já o template mobile tem um funcionamento diferente. Ele é como um site separado, programado exclusivamente para a abertura em determinados tipos de dispositivos.

O ideal é que o site das empresas seja responsivo, pois a opção apresenta mais possibilidades do que a versão mobile. 

Assim, o site de um design que elabora cartão de visita fisioterapia, para exemplificar, fica mais preparado para receber os seus visitantes.

Entretanto, o investimento em um site responsivo pode ser maior e a programação também tende a ser mais trabalhosa. Por isso, uma dica é utilizar a versão mobile enquanto não é possível ter um site responsivo.

Muitas empresas disponibilizam a versão mobile enquanto o design responsivo não fica pronto, para  que os visitantes não sejam prejudicados nesse período de adaptação. 

Isso pode ser feito com o uso de pluggins, que fazem a adaptação automática do site quando ele é aberto via dispositivo móvel. Trata-se de uma medida provisória, mas que também é bastante eficiente.

Atualmente é impossível negar a relevância dos dispositivos móveis para a nossa sociedade, já que eles estão presentes em diversos momentos no dia a dia. 

As empresas precisam se adaptar à essa nova realidade, assim como se adaptaram ao próprio marketing digital, tempos atrás.

A maioria dos layouts de sites já é criado com atenção à essa questão e as empresas que não investem no design responsivo acabam ficando para trás.

Por outro lado, as que valorizam a responsividade podem se destacar cada vez mais em seus mercados de atuação, proporcionando ótimas experiências aos usuários.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Auris

Por: Auris Ideias Digitais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Mais notícias para você

Shopping Basket