INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

Por que um site próprio é tão importante para um e-commerce? 

O site da sua empresa é extremamente importante para o andamento dos negócios, ainda mais se o seu foco são vendas por e-commerce. Embora seja interessante trabalhar com marketplaces, o ideal é que você comece a construir seu próprio ambiente virtual.

Inclusive, um marketplace nada mais é do que um espaço similar a um shopping online, onde diversas marcas são vendidas dentro de um mesmo domínio, como uma multimarcas.

Apesar dessa estratégia trazer reconhecimento e até mesmo maiores vendas para seus produtos e serviços, é essencial que seu negócio, como o caso de uma loja de caixa de papelão personalizada com logo possa trabalhar seu próprio ambiente de vendas virtuais.

Mas, para além de criar esse espaço, é preciso atender a alguns meios de viabilização do trabalho em e-commerce, que podem ter impactos positivos em seus resultados.

Pensando nisso, no texto de hoje, vamos entender mais um pouco sobre a importância de se ter um e-commerce atualmente, além das motivações para ter uma loja de convites personalizados em um site próprio e algumas dicas para colocar isso em prática.

 

A importância dos e-commerces nos dias atuais

Com o boom da vivência virtual, bem como das mudanças de comportamentos, em especial aqueles voltados ao consumo, se faz essencial que um negócio, independente do nicho de atuação, considere a relevância de ter um e-commerce em pleno funcionamento.

O e-commerce nada mais é do que um espaço de compras virtual, que assim como um lugar presencial, consegue entregar tudo o que o negócio oferece.

Porém, a principal diferenciação, além de se tratar de um espaço virtual, é a facilidade e praticidade proposta aos clientes e aos funcionários da empresa em relação às formas de pagamento, de visualização de produtos e serviços, dentre outras questões.

Hoje em dia, grande parte das pessoas prefere fazer compras por meio de e-commerces, tanto pela vantagem de estar em casa ou até mesmo na rua e acessar produtos e serviços desejados, como pelo fato de conseguir adequar o ato da compra dentro de uma rotina.

Em meio a uma situação de preferência e necessidade por estar dentro de casa, principalmente após a grande disseminação do home office em todo o mundo, o e-commerce se tornou essencial.

Esses motivos, apesar de trazerem pontos essenciais e que fazem com que gráficas de banner para eventos e outros ramos repensem suas atuações dentro e fora da web, também acabam sendo essenciais para o entendimento de práticas mais modernas.

Isso porque estar na internet não é apenas um auxílio ao cliente que não pode ir à loja, ou para empresários que trabalham de casa, mas também uma forma de se adequar à realidade.

O trabalho e a forma de venda online em si, atualmente, é considerada obrigatória para qualquer tipo de negócio, e dentro disso, nada melhor do que viabilizar a construção de uma página.

 

Mas, por que construir um e-commerce próprio?

Até aqui foi possível entender os principais motivos de se ter um e-commerce, trabalhando para entregar aos seus clientes uma possibilidade de compras e escolha de produtos e serviços em qualquer espaço, horário e disponibilidade desejada.

Porém, é válido trazermos à tona a conversa sobre ter um e-commerce próprio, ou trabalhar dentro de outros sites, como em um marketplace com folder de apresentação.

Como explicamos no início do artigo, o marketplace nada é um espaço onde estão incluídas marcas diferentes, de empresas diversas, dispostas dentro de uma única proposta de compra do cliente.

Geralmente, esses espaços são feitos por lojas que são revendedoras ou distribuidoras de marcas, como o caso de supermercados e lojas de departamento, que são capazes de propor uma grande leva de produtos a serem oferecidos ao público para compra.

Ter uma empresa dentro dessa realidade de vendas é essencial, pois acaba levando a marca a um reconhecimento muito além de seu público-alvo, havendo ainda a possibilidade de dobrar o número de vendas, além de entrar para um nicho de população importante.

Porém, é preciso considerar o fato de que uma empresa estar dentro de um marketplace ou em qualquer outro espaço de parceria deve ser um complemento, e não uma regra.

Isso porque uma companhia deve dar as cartas de seus jogos, entregando as informações e condições de compras de um ambiente digital, a partir de instalação de internet, onde o foco seja a sua estratégia, dentro de sua identidade visual.

Ou seja, é essencial que o e-commerce de um negócio esteja dentro de um site próprio, revertido dentro de um conceito único e não em meio a sites de terceiros.

Em primeiro lugar, isso acaba trazendo muito mais centralização de informações, como o caso do tráfego, das vendas e até mesmo das informações de clientes, o que consequentemente ajuda o negócio a melhorar suas estratégias ao longo do tempo.

O segundo ponto é a forma como uma pessoa que acaba de conhecer sua empresa, seja por meio de pesquisas ou a partir de um modo presencial, consegue ter acesso a informações e até mesmo outros produtos com maior facilidade.

Quando é uma realidade o encontro de seu produto a partir de um outro site, a continuidade de relação de conhecimento com o público acaba sendo afetada, entregando problemas.

No mais, podemos dizer que não é errado trabalhar com outras empresas e marcas que fazem uma promoção de seus produtos. Porém, é ideal ter um próprio espaço de análise e de captação de clientes, de modo que isto se torne um ponto de prioridade para a empresa.

Construir um site dentro desse parâmetro pode ser muito mais vantajoso, porque toda a concepção da página, desde a comunicação visual até a usabilidade, são pensadas de forma estratégica e totalmente voltada aos desejos da sua empresa de bloco de pedido.

No entanto, além de pensar na criação de um e-commerce, é essencial saber de que modo colocá-lo em prática, entregando o máximo de resultados possíveis.

 

Dicas para construir um comércio eletrônico

A seguir, conheça algumas das principais dicas utilizadas por empresas dos mais diversos setores para começar a construção de um e-commerce, prezando por pontos que podem ajudar a aumentar suas vendas e fidelizar os seus clientes. São eles:

 

1 – Escolha um domínio

O domínio é o endereço de um site. O ideal é que você escolha um que leve o nome da sua empresa, mas que seja altamente profissional, mantendo a profissionalização do seu negócio, sem ter que utilizar outros nomes vindos de plataformas de construção de sites.

Além disso, é essencial que haja uma vinculação para o seu site, no caso da utilização de domínios antigos, que podem ainda reter muitos clientes em espaços já construídos.

 

2 – Pense na usabilidade do site

A usabilidade de um site de vendas de adesivo para logotipo é de suma importância em um processo de compras, pois diz respeito a toda experiência que um cliente tem a partir do momento que começa a encontrar os produtos ou serviços que deseja.

Grande parte dos pontos de considerar a usabilidade em uma página dizem respeito às formas de compra e também navegação dentro de um endereço.

Por isso, é essencial organizar e desenhar bem os caminhos que levam um consumidor a chegar em um produto ou até mesmo um pagamento.

 

3 – Estabeleça uma boa comunicação visual

A comunicação visual da sua empresa deve estar presente dentro de um site de compras, mas sobretudo, deve ser a principal diferenciadora de outras plataformas, fazendo parte de um padrão e conceitos que sejam bem aceitos pelos clientes.

Dessa forma, é mais do que essencial que haja uma construção profissional deste site, trabalhando desde a paleta de cor até o uso de ícones e imagens.

 

4 – Títulos são importantes

Os títulos dos conteúdos de venda de um site de fachada para comércio são essenciais para que haja um reconhecimento da página por parte de buscadores, que entregam a possíveis clientes tudo aquilo que a empresa oferece.

Procure ainda fazer essa inclusão dentro de outros espaços, como:

 

  • Programação do site;
  • Mídias;
  • Descrições de produtos;
  • Blog.

 

Quanto mais espaços otimizados com palavras-chaves, ponto de prioridade no processo de SEO de um site, entre outros, melhor será o encontro dos consumidores e o rendimento nos mecanismos do Google, o que vai fortalecer seu valor, suas vendas e reconhecimento.

 

Considerações finais 

Ter um site com seu próprio e-commerce é extremamente essencial para o processo de vendas da sua empresa, pois além de entregar informações e resultados melhores administrados pela sua equipe, permite uma criação do nome da marca.

O cliente que se interessar por seus serviços poderá encontrar mais informações, além de ter chances de se interessar por outras entregas.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Auris

Por: Auris Ideias Digitais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

Comments are closed.

Últimos Artigos e Notícias

Shopping Basket

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência no nosso site.