INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

Quais são os pontos essenciais para iniciar a trabalhar com e-commerce?

O e-commerce é uma modalidade de negócios que comercializa produtos e serviços pela internet. Esse tipo de compra e venda cresceu muito nos últimos anos, mas teve um salto impressionante em 2020.

O que era tendência se tornou realidade, e os consumidores perceberam o quanto é vantajoso comprar online, afinal, é possível adquirir os produtos que quiserem, por um preço mais em conta e receber tudo no conforto de casa.

Para os empreendedores, essas lojas virtuais também são muito vantajosas, pois o investimento é menor, sendo possível vender para qualquer lugar do mundo, em qualquer horário ou dia da semana.

Sem falar que não é necessário ter gastos comuns aos de um negócio físico, como aluguel, contas de água e luz, além de pagamento de funcionários e demais despesas.

Vários segmentos estão obtendo lucros com o e-commerce, por isso muitas lojas físicas famosas e grandes marcas estão investindo nesse tipo de transação online.

Pensando nisso, neste artigo, vamos mostrar o crescimento do e-commerce, bem como os principais pontos a se considerar antes de começar um e as estratégias cabíveis para fazê-lo crescer. Então, se você tem dúvidas, vale a pena conferir.

A expansão do e-commerce nos últimos meses

O e-commerce está em vasto crescimento no Brasil. Para se ter uma ideia, em 2020, no mês de dezembro, houve uma alta de 53,83% em relação ao mesmo período de 2019, e o faturamento teve um crescimento de 55,74%.

Esses dados são do MCC-ENET, do Comitê de Métricas da Câmara Brasileira de Economia Digital, e quem acredita que esse aumento se deve apenas a um único fator, está enganado.

Mesmo com as lojas físicas funcionando normalmente, as compras online se tornaram hábitos dos brasileiros. Isso porque, além dos preços mais atraentes, eles têm acesso a embalagens delivery personalizadas, pagamento flexível e segurança.

Olhando por esse lado, as compras virtuais vieram para ficar, e o empreendedor que investir nessa modalidade vai lucrar em todos os cantos do país. O aumento das vendas nas regiões brasileiras se destaca mais em algumas, veja:

  • Nordeste (77,63%);
  • Sul (66,22%);
  • Sudeste (48,32%);
  • Centro-Oeste (46,99%);
  • Norte (39,25%).

Além disso, em dezembro de 2020, 18,4% dos usuários de internet realizaram, ao menos, uma compra em plataformas e-commerce. Dentre as categorias que mais tiveram aumento nas vendas pela internet, podemos mencionar:

  • Equipamentos e materiais de escritório;
  • Informática e comunicação;
  • Móveis e eletrodomésticos;
  • Vestuário e calçados;
  • Artigos farmacêuticos;
  • Perfumaria e cosméticos;
  • Artigos domésticos;
  • Hipermercados.

Agora que você reconhece o quanto as vendas pela internet cresceram, no próximo tópico, vamos dar algumas informações importantes antes de investir no setor.

O que considerar antes de abrir seu e-commerce

Antes de abrir seu negócio virtual para vender digitalizacao 3d ou qualquer outro produto ou serviço, é essencial se atentar a alguns pontos, como:

1 – Perfil dos consumidores

É necessário saber quem é o seu público-alvo para planejar o seu e-commerce. O consumidor moderno não quer apenas comprar o produto, ele também deseja encontrar verdadeiras soluções para seu dia a dia.

Para saber como entregar essas soluções, é preciso ter conhecimento da faixa etária do seu público-alvo, se é formado por homens ou mulheres (ou ambos), com o que trabalham, renda, se costumam comprar pela internet, sua localização, entre outros.

2 – Ter um portfólio de produtos e precificar

Faça uma lista dos produtos que serão comercializados, dividindo-os entre categorias e subcategorias. Também é importante especificar alguns detalhes como tamanho, marca, sabor, cor, modelo, dentre outros.

Em outras palavras, assim como uma gráfica é especializada em impressao digital, você precisa ser um expert em seu segmento, sabendo o que o cliente quer do produto, qual necessidade ele tem e como sua solução se diferencia da concorrência.

Ademais, toda empresa precisa dar um preço aos seus produtos e serviços. É necessário considerar os custos com a solução e qual retorno você deseja obter com ela para precificá-la.

Leve em consideração o quanto o consumidor está disposto a pagar, para saber se o seu preço é compatível com aquele praticado pelos concorrentes. Ele não deve estar muito acima ou muito abaixo da média do mercado.

3 – Estudar o nicho em que irá atuar

Alguns empreendedores cometem o erro de começar um e-commerce sem estudar o mercado em que vão se inserir.

Não estamos falando aqui de números exatos, mas de um levantamento que permite compreender as tendências e quais produtos têm mais destaque ou procura no mercado.

Como empreendedor, é necessário vender o que está em alta dentro do seu segmento, com base em dados concretos. Isso está relacionado às estratégias que você vai adotar.

4 – Analisar a concorrência

Para aprender um pouco sobre o funcionamento do seu futuro negócio, nada melhor do que analisar a concorrência. Veja quais são os principais e estude suas práticas, além de pontos fortes e pontos fracos.

Analise como é a precificação deles, formas de pagamento que oferecem, como as entregas são realizadas, a qualidade do atendimento, garantias e políticas de devolução, além de seus diferenciais em flyer de divulgacao.

5 – Canais de divulgação

É importante sempre verificar para descobrir em quais canais o seu público-alvo procura por produtos e serviços, como as redes sociais, buscadores, entre outros.

Você também pode promover os seus produtos em marketplaces, uma vez que esses canais ajudam a divulgá-los e aumentam as vendas.

6 – Escolher uma boa plataforma

Existem muitas plataformas que você pode usar para montar o seu e-commerce. Entretanto, é necessário escolher aquela que melhor atenda às suas necessidades, expectativas, e que seja compatível com o seu orçamento.

Atente-se a alguns pontos para escolher sua plataforma, como possibilidades de acao de marketing promocional que ela oferece, custos, integração com marketplaces e sistemas ERP (sistema de gestão), opções de pagamento e facilidade para cadastro de produtos.

Otimize o seu site de vendas para os buscadores, ofereça cupons de desconto para os clientes e escolha um layout atraente e responsivo.

Estratégias para continuar crescendo

Além dos pontos para se atentar antes de criar uma plataforma e-commerce, depois de pronta, é necessário investir em seu crescimento.

Todo empreendedor quer ver o seu negócio crescer, e nos que diz respeito a um comércio eletrônico, algumas estratégias essenciais para isso são:

Fazer promoções

Toda empresa, desde as que trabalham com aluguel de projetor de imagens, até um minimercado, precisam fazer promoções para atrair os clientes.

Os consumidores enxergam as ofertas como oportunidades únicas, algo que eles podem perder se recusarem. Ou seja, eles enxergam a vantagem e sentem como se estivesse sendo recompensado pela loja.

Tudo isso quer dizer que as promoções deixam os clientes satisfeitos, e essa experiência positiva faz qualquer empresa crescer.

Além de conquistar e fidelizar clientes, essa estratégia é ótima para desencalhar aquele produto difícil de vender, e de quebra, ajuda a divulgar a sua marca.

Para fazer boas promoções, aproveite datas especiais como Natal, Dia das Mães, Dia dos Pais, entre outras que você achar interessantes.

Investir em Marketing Digital

O Marketing Digital se tornou o principal meio para divulgação das marcas, produtos e serviços, e dele dependem empresas de absolutamente qualquer setor, como uma companhia especializada em cenografia arquitetura.

Mas, pelo fato de o e-commerce trabalhar exclusivamente pela internet, o marketing online é ainda mais necessário. Por isso, invista em anúncios segmentados em plataformas como as redes sociais e os buscadores.

Trabalhe com Marketing de Conteúdo, que visa à criação de materiais valiosos e que falem sobre assuntos relacionados ao seu mercado e do interesse do público.

Ademais, aplique boas estratégias de otimização em seu site, para que ele apareça entre os primeiros resultados do Google.

Utilizar as redes sociais

As redes sociais merecem atenção de qualquer negócio, como uma empresa entrega encomendas, pois por meio delas é possível construir uma presença mais forte na internet.

Estude quais delas o seu público-alvo mais utiliza e mantenha cada perfil sempre atualizado. Responda comentários, como críticas e elogios, sempre de maneira cordial e respeitosa.

Varie os tipos de conteúdo, de acordo com o foco da plataforma. Por exemplo, no Instagram você deve postar mais fotos e vídeos, enquanto no Facebook é possível publicar textos e links que direcionam o usuário ao seu site.

Interaja com os seguidores para mantê-los engajados e sempre analise os resultados para saber se as suas estratégias estão no caminho certo.

Conclusão

As plataformas e-commerce se destacaram muito nos últimos anos, e em um futuro não muito distante, elas serão o principal meio de compra e venda no mundo.

Saber o que é necessário antes de criar a sua loja virtual é o primeiro passo para investir em um empreendimento de sucesso. Depois, é só colocar as nossas dicas em prática para fazer o seu e-commerce crescer.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Auris

Por: Auris Ideias Digitais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

Comments are closed.

Últimos Artigos e Notícias

Shopping Basket

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência no nosso site.