Nossa equipe de especialistas está aqui para responder às suas dúvidas. Pergunte-nos qualquer coisa!
André Cardia
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Saiba como fazer Marketing Médico seguindo os preceitos éticos da profissão

É possível utilizar o marketing médico de maneira eficiente, trazendo resultados para o seu consultório e seguindo os preceitos éticos da sua profissão.

A rotina de grande parte das pessoas conta com acesso à internet de modo simples, fazendo com que smartphones sejam muito utilizados para pesquisar diversos temas e assuntos.

Dessa forma, uma oportunidade para o crescimento de um profissional da área da saúde, bem como a conquista de novos pacientes, pode ser pela utilização da internet e do marketing médico.

Desse modo, quando as pessoas realizam pesquisas para saber se um neurologista trata depressão, ou sobre alguns sintomas que elas possam estar apresentando naquele momento, elas desejam obter conteúdos que possam ajudá-las a entender um quadro e, então, buscar ajuda profissional.

Sendo assim, você precisa garantir a sua presença no mundo virtual, para que seus futuros pacientes possam encontrá-lo e conhecer mais sobre o seu trabalho.

Mas como fazer isso do modo ideal, sem sair da linha ética que a profissão exige? Este artigo traz dicas para aplicar o marketing médico de modo assertivo, garantindo que você consiga obter resultados para o seu consultório.

Quais os desafios dentro do marketing médico?

O marketing médico possui restrições, afinal a profissão envolve informações e procedimentos bastante sérios e importantes.

Não à toa, o CFM (Conselho Federal de Medicina) possui um documento próprio, trazendo diretrizes para que a publicidade do seu consultório esteja dentro dos padrões éticos necessários.

Entre os principais erros cometidos no marketing médico estão:

  • Dizer-se como ‘o melhor’ dentro do seu ramo de atuação;
  • Promover-se como o único capaz de solucionar um problema;
  • Prometer resultados em um determinado procedimento;
  • Diagnosticar ou sugerir tratamentos sem realizar uma consulta;
  • Classificar-se como especialista sem ter um certificado;
  • Entre outros pontos.

O código ético traz regulamentações sobre cada um desses pontos. Eles foram instituídos para evitar uma concorrência injusta e promessas que não podem ser cumpridas, além de diferentes tipos de fraudes.

Sendo assim, é vedado dentro de um anúncio médico dizer-se o melhor ou o mais capacitado para resolver o problema de saúde de um paciente.

Além disso, não é permitido que um médico se caracterize como o único capaz de curar uma doença.

Há também erros envolvendo promessas para um determinado tipo de procedimento. Ou seja, um cirurgião, por exemplo, não pode prometer que um resultado será alcançado e utilizar fotos de antes e depois para afirmar isso.

Na internet, é comum que as pessoas busquem informações sobre vários tipos de sintomas e, por isso, é vedado ao médico diagnosticar ou sugerir medicamentos para tratar uma doença sem realizar uma consulta presencialmente.

Outro erro comum no marketing médico é dizer-se especialista em um determinado segmento sem possuir o diploma. Por isso, é fundamental tratar de assuntos em que você seja certificado para tal, evitando prejuízos para possíveis pacientes.

Ainda existem vários outros elementos que regulamentam o marketing médico, que podem ser consultados na Resolução CFM 1974/11, com o arquivo disponível para download diretamente pelo site do CFM.

Depois de conhecer mais sobre os principais desafios envolvendo os anúncios do marketing médico, conheceremos algumas possibilidades dentro desse tipo de publicidade, para que o seu consultório possa ser visto de modo mais eficiente na internet.

As possibilidades do marketing médico

Assim como uma academia deve divulgar os seus diferentes tipos de exercícios, tal como o treinamento funcional para idosos ou outras aulas para os mais variados públicos, um consultório médico pode se beneficiar do uso do marketing dentro do seu segmento.

Nesse caso, você pode optar por aplicar suas estratégias de marketing em diferentes casos, como no seu site ou blog, nas suas redes sociais ou mesmo por e-mail marketing.

Por isso, você pode investir em artigos de qualidade na sua página, de acordo com a sua especialidade médica.

Um dermatologista, por exemplo, pode desenvolver textos relatando as etapas e o os cuidados posteriores de um preenchimento no rosto, esclarecendo ao público interessado no processo como ele funciona.

Desse modo, o futuro paciente pode avaliar as etapas do procedimento e se programar previamente para uma futura aplicação.

Além do blog/site, é possível investir também nas redes sociais. Essa é, sem dúvida, uma das ferramentas mais utilizadas hoje, dada a facilidade de acesso e o número de usuários ativos nessas plataformas.

Lá, você pode disponibilizar diferentes conteúdos, descrevendo como funciona um preenchimento mandibular e interagindo com seu público, que pode utilizar o espaço para tirar dúvidas ou relatar sobre o procedimento feito na sua clínica.

O e-mail marketing também é uma solução para o marketing médico, já que ele possibilita uma ponte de contato com seus potenciais clientes e com aqueles que já se tornaram pacientes.

Com o envio de e-mails, você pode mostrar um engajamento da sua clínica em promover saúde e bem-estar, enviando conteúdos com dicas de dieta ou de beleza, recomendando algumas sessões de drenagem linfática abdominal, por exemplo, para reduzir inchaços corporais.

Com tudo isso, o seu trabalho ganhará credibilidade e, claro, conquistará mais público interessado no seu serviço.

Estratégias na produção de conteúdos para marketing médico

Depois de entender mais sobre onde aplicar o marketing médico, você deve aprender algumas das principais estratégias para confecção de artigos e textos interessantes para o seu público.

Entre elas, podemos elencar:

  • Produzir um texto com linguagem acessível;
  • Escrever conteúdos claros e diretos;
  • Usar imagens para facilitar o entendimento;
  • Aplicar palavras-chave nas suas postagens.

A linguagem médica, às vezes é um pouco complicada para o público comum, afinal o segmento envolve uma série de termos próprios, que precisam ser adaptados para uma publicação mais acessível.

Ao explicar a necessidade do uso de uma cinta pós cirurgica lipoaspiração, um cirurgião pode abordar o tema partindo do uso de expressões simplificadas, para que os leitores possam entender sobre o assunto.

Por isso, apostar em conteúdos claros e diretos é fundamental para que os seus pacientes leiam o seu artigo e absorvam as informações, tirando dúvidas quando necessário.

Para facilitar nesse processo, você pode investir no uso de imagens ou de vídeos que complementem o assunto, tornando o seu conteúdo muito mais didático para o público.

Um dermatologista particular que queira atuar de modo mais ativo na internet, pode desenvolver uma série de postagens abordando temas de interesse comum, como o cuidado da saúde da pele ou outros pontos.

A utilização de vídeos informativos é uma boa forma de montar esses conteúdos. Dessa forma, mais pessoas serão estimuladas.

Outra dica interessante para as suas publicações médicas pode ser o uso de palavras-chave dentro dos seus textos. 

Isso, porque muitas pessoas realizam pesquisas com expressões simples, que ao serem inseridas dentro do seu conteúdo ajudam no bom posicionamento da sua página na internet.

Um medico acupunturista, por exemplo, pode desenvolver um artigo e aplicar termos como “acupuntura para enxaqueca” ou “dor nas costas e acupuntura”, de modo a alcançar pessoas que buscam soluções para esses problemas.

Com conteúdos bem desenvolvido, é mais provável que o público note o seu consultório ou serviço, agregando mais credibilidade para você.

A importância do marketing médico

Atualmente, o marketing é visto de maneira muito positiva. Isso, porque já não se trata apenas de publicidade, mas sim de levar informações importantes para as pessoas, garantindo que elas sejam beneficiadas de diferentes maneiras.

O marketing médico, nesse sentido, possui uma relevância ainda maior: ele pode ajudar uma pessoa a entender mais sobre problemas de saúde e sobre como resolvê-los de modo acessível.

Por isso, mais do que promover a sua clínica, quando você aposta na confecção de um artigo com informações, você está proporcionando conhecimentos para o seu público, ajudando-os em diversos pontos.

Assim, o marketing médico ganha uma nova característica, possibilitando oferecer melhorias e bem-estar aos seus leitores com poucos minutos de pesquisa.

Afinal, a medicina é uma das áreas mais importantes de atuação, pois ela pode ser responsável por proporcionar aos seus pacientes mais conforto e tranquilidade.

Nesse sentido, conciliar os benefícios do marketing médico para o público e para a sua clínica pode ser uma maneira interessante de obter bons resultados para o seu consultório.

Ao promover bons conteúdos, você pode ser reconhecido como uma autoridade do seu segmento e ganhar um bom número de pacientes devido a isso.

A opinião de um médico especializado pode ser indispensável para um leitor que está buscando mais informações sobre o seu quadro, fazendo com que ele agende uma consulta com você.

Por isso, você deve investir no marketing médico, respeitando os preceitos éticos da profissão e utilizando meios mais práticos de auxiliar o público. 

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Mais notícias para você

Shopping Basket