Nossa equipe de especialistas está aqui para responder às suas dúvidas. Pergunte-nos qualquer coisa!
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Saiba como o Guest Post pode alavancar seu site

A palavra da vez em termos de marketing digital é “conteúdo”, afinal, sem gerar materiais interessantes e gratuitos, dificilmente, um empreendimento conseguirá se tornar uma autoridade no seu segmento. Nesse contexto é que surge o Guest Post.

As relações de compra e venda mudaram muito nos últimos anos. Hoje, antes de depositar sua confiança em alguma empresa, um cliente costuma ler todo tipo de material a respeito não apenas da solução de que precisa, como daquela própria marca.

Isso vale tanto para produtos de consumo (como roupas, calçados, relógios, alimentação e afins) quanto para serviços distintos: da relação B2C à B2B, desde a área de corte de tubos de aço até soluções contábeis, jurídicas, tecnológicas, etc.

Em ambos os casos, é praticamente impossível que o comprador se convença apenas com o que está escrito no site institucional da empresa, sem recorrer às redes sociais, plataformas de qualificações/feedbacks, blogs e demais canais de interação.

Daí a importância da empresa estar sempre gerando conteúdos de qualidade, mantendo seu público informado e, claro, trocando conteúdos com outros blogs, por meio de estratégias como a de guest post.

Portanto, se você quer entender melhor como isso funciona, e como pode aumentar a relevância do seu site e do seu negócio, siga adiante na leitura.

Via de mão dupla: os dois lados ganham

Em tradução direta guest post significa “post convidado”. Trata-se, portanto, de um artigo escrito por outro blog que não o seu, e publicado no seu espaço; ou publicado no seu blog, apesar de ter sido escrito por outro canal.

Como vimos, o segredo do sucesso na internet tem nome: tráfego. É preciso que você tenha visitantes, que as pessoas cheguem até você, que elas não apenas gostem do que leem, como queiram comentar, curtir, compartilhar, etc.

Contar com o peso de um blog especialista na sua área é uma das melhores estratégias que uma página pode utilizar. O mais interessante é que isso gera vantagens para ambas as partes, dessa forma, os dois lados saem ganhando.

Se um canal especializado em solda em aço carbono troca um conteúdo com você, por exemplo, o que se entende é que você também conhece do assunto e pode ser uma autoridade. Ao mesmo tempo, a troca gera tráfego, como veremos adiante.

É assim que os guest posts têm se tornado uma estratégia de sucesso. Ao contrário do que alguns pensam, qualquer tipo de conteúdo pode ser trocado, não apenas textos mais populares ou de grande apelo, como os opinativos, políticos, etc.

Em muitos casos, essa estratégia pode se focar em áreas totalmente nichadas e específicas, como a respeito de caldeiraria tubulação industrial, por exemplo.

Outra vantagem da troca de conteúdo, é que os materiais podem ser feitos em formato evergreen. Ou seja, sem datação que os limite, de modo que “durem” por mais tempo, e possam ser lidos dali anos com a mesma atualidade e o mesmo engajamento.

Tráfego de referência e demais vantagens

Todo mundo que gera conteúdo sabe que nem sempre é fácil manter uma linha de produção com a frequência necessária.

Se você atrasa muito para postar, por exemplo, é possível que seu público “esqueça” que você existe, pois o bombardeamento de informações é contínuo.

Por outro lado, escrever sempre, ou quase diariamente, implica em um risco elevado de cair na mesmice e na repetição, tornando seu blog monótono.

Com isso, as vantagens da estratégia de guest post e troca de conteúdo podem ir além do que se imagina, sendo as principais delas:

  • Aumento de autoridade/reconhecimento do blog;
  • Aumento do alcance e disseminação do site;
  • Otimização das páginas e tráfego de referência;
  • Maior variedade de assuntos abordados;
  • Entre outros pontos.

Veja que todas essas pautas são bilaterais. Ou seja, elas dizem respeito tanto aos benefícios por parte do blog convidado e do criador do conteúdo, quanto por parte da página que recebe o conteúdo criado.

Um exemplo prático é o de um blog que se especializou em investigação confirmatória de passivo ambiental, uma área ampla que pode atender desde empresas privadas até repartições públicas, com foco em construção civil ou em engenharia ambiental.

Ao produzir conteúdo como convidado para um canal assim, que tem longo alcance, você cria uma relação entre as partes. Como sabemos, ao associar-se a uma marca, junto vêm a credibilidade e a imagem da outra parte.

Inclusive, esse tráfego de referência é uma técnica de SEO, como veremos no último capítulo. 

Outra estratégia similar é a do link building, que é uma ação voltada para gestão de links de empresas que geram maior autoridade/ranqueamento para uma página.

Guest post: sinergia com a publicidade atual

Uma das maiores exigências das gerações mais novas, dos “nativos digitais” da Geração Z, é que as marcas não façam propagandas afrontosamente comerciais.

Essa quebra de paradigma mudou profundamente o modo de se fazer marketing, não apenas o digital como também a publicidade tradicional. Tanto que os comerciais de TV apresentam muito mais storytelling, do que saldões e promoções.

Sendo assim, é preciso pescar o cliente por meio da criatividade. A mera propaganda que se fazia antigamente, já não convence, nem engaja tanto.

A sinergia que essa nova tendência tem com o guest post é incrível, pois por meio dele, os blogs precisam atrair visitantes e gerar tráfego, sem que isso soe explicitamente comercial.

Como na suposição que demos acima (do blog que escreve sobre a área de construção civil/engenharia ambiental): ainda é possível um canal assim divulgar novas soluções, ir além da investigação confirmatória cetesb, e fazer uma série de outros artigos.

Nas novas postagens, é possível falar sobre perícia judicial, ou sobre análise de incidentes, chamando a atenção do público para essas ofertas. Tudo sem precisar falar em promoções, preços, formas de pagamento e apelos comerciais desse tipo.

Quanto mais conteúdos um canal tiver, e quanto mais utilizar a estratégia de guest post, melhor será sua relação e influência em termos de relevância.

Em que ele difere da publicidade paga?

Além de aumentar o tráfego de uma página ou a relevância de um blog, realizar esse tipo de troca de conteúdos guarda outra vantagem incrível: tudo isso é de graça, não é preciso investir altos valores em publicidade.

Claro que conteúdos mais técnicos como enchimento torre de resfriamento, que lida com indústrias de termoplásticos e afins, envolvem muito know-how e formações da parte de quem vai produzir o conteúdo a ser trocado.

Seja como for, comparado com os as publicidades pagas, o guest post não custa nada, a não ser a expertise envolvida entre as partes.

Além disso, os conteúdos trocados não precisam necessariamente ser do mesmo segmento. Como o foco é aumentar o tráfego da página, certamente seus leitores terão interesse em outros tipos de matérias.

Embora os motores de busca tenham parâmetros que entendem que um tráfego de referência ocorrido, por exemplo, entre blogs do mesmo segmento, gere uma experiência melhor em termos de pesquisa e leitura.

Ainda assim, oscilar entre assuntos mais nichados e outros de jornalismo, conhecimentos gerais, dicas de saúde e afins, pode ser uma opção, dependendo da estratégia.

Bônus: os tipos de tráfego existentes

Como vimos acima, “tráfego” é uma das grandes palavras quando o assunto é internet e marketing digital.

De fato, não adianta muito garantir que seu blog tenha os melhores conteúdos, se ele não for acessado por ninguém. 

É claro que existe um crescimento orgânico, onde as pessoas “virão” aos poucos, mas há modos de acelerar isso.

Atualmente, os principais métodos existentes para gerar tráfego são os seguintes:

  • Tráfego direto;
  • Tráfego orgânico;
  • Tráfego de referência;
  • Tráfego pago;
  • Tráfego social.

Se uma página faz link patrocinado para posicionar a palavra-chave “calibrador de rosca tipo anel”, por exemplo, ela está gerando tráfego pago. 

Contudo, nem sempre alguém está disposto a pagar, além disso, nem sempre pagar significa ter autoridade, mérito ou influência.

Já a parte da estratégia orgânica de SEO (Search Engine Optimization), mencionada lá no topo, inclui outros algoritmos, todos baseados em mérito. Quando bem feita, ela permite que seu site apareça com destaque nos grandes motores de busca, como o Google.

Assim, quando um cliente pesquisar algo, como “produtos para marmoraria”, você aparecerá na primeira página, graças à relevância da sua página, gerada por estratégias como as de link-building e guest post.

De fato, cumprir os requisitos de uma boa estratégia de guest post é um dos melhores modos de alavancar o seu site e mudar sua empresa de patamar.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Auris

Por: Auris Ideias Digitais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Mais notícias para você

Shopping Basket