INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

Segmentação de mercado: como fazer e 4 exemplos

A segmentação de mercado é uma prática importante para o lançamento ou a renovação de um produto ou serviço.

O comportamento humano parece ser muito abstrato e subjetivo, mas é possível quantificá-lo, e uma das formas de fazer isso é por meio da pesquisa de mercado.

Além de tornar os lançamentos mais assertivos, ela também ajuda na eficácia de campanhas publicitárias e até para criar um bom enredo de propagandas, sempre levando em conta as características do público-alvo.

Tudo isso só é possível pela segmentação de mercado, que todo gestor e empreendedor precisa conhecer seu conceito e sua finalidade. 

Só assim é capaz de encaixar seu negócio no segmento certo e trabalhar com as melhores estratégias.

Conhecer seu público, os concorrentes e até o perfil dos fornecedores é fundamental para se posicionar adequadamente. Esse encaixe garante lugar de destaque à empresa e torna suas ações bem-sucedidas.

Se você tem um negócio e deseja conhecer um pouco mais sobre seu próprio segmento, não deixe de ler este artigo até o final.

Vamos explicar o conceito de segmentação de mercado, sua importância, como fazer e dar alguns exemplos. Confira.

 

O que é segmentação de mercado?

Segmentação de mercado nada mais é do que a divisão dele em segmentos, também conhecidos como clusters, o que inclui os consumidores. 

Com isso, a empresa torna suas estratégias de marketing mais certeiras e voltadas para o público certo.

Esse trabalho também é muito importante para aprimorar o ciclo de vendas e tornar esse processo mais eficiente. 

Um exemplo disso é a estratégia go-to-market, que uma empresa de avaliação de ativos usa para inserir seu serviço em um mercado específico.

Assim, ela consegue atingir seu objetivo e tem como base uma boa segmentação de mercado que ajuda a atingir os objetivos propostos.

Ao contrário do que muitos pensam, a segmentação do mercado não é apenas dividir os produtos por público, por exemplo, determinado que um modelo de celular é feito para um tipo de pessoa enquanto outro modelo atende um público diferente.

É necessário compreender que os públicos são diferentes entre si, mas que são compostos por pessoas que pensam parecido, por isso, elas tendem a valorizar e consumir o mesmo tipo de solução.

 

Importância da segmentação de mercado para as empresas

 

Quando você identifica diferentes segmentos de mercado, tem uma visão mais clara de como funciona o universo de consumo. 

Portanto, é possível categorizar o público com base em diferentes características, como:

  • Localização;
  • Hábitos de compra;
  • Gênero;
  • Faixa etária;
  • Classe social.

O ideal é que uma desenvolvedora de software de gestão empresarial para pequenas empresas considere as informações que sejam mais relevantes para ela.

Apesar de a divisão estar relacionada a um mesmo bem de consumo, os consumidores se diferem em muitos aspectos, como perfis, anseios e comportamentos e são eles que norteiam suas escolhas.

Para compreender o que estamos falando, pense em uma segmentação de mercado simples e que pertence à vida moderna, como no caso dos smartphones.

Neste mercado, existem consumidores que desejam uma boa câmera, outros que querem uma bateria que dure muito tempo, aqueles que preferem tela grande e os que compram por causa do status da marca.

Todos nós nos encaixamos em um desses grupos e é por isso que todos os modelos de smartphones que existem no mercado foram desenvolvidos com base nessas características, uma vez que elas refletem oportunidades de lançamento.

Antes disso, havia um público carente dessas características e os fabricantes procuraram oferecer exatamente o que os consumidores queriam.

Com base nisso, é certo que a segmentação de mercado ajuda a entender as necessidades e desejos de diferentes públicos, o que potencializa a aceitação do produto ou serviço e aumenta suas vendas.

Toda organização, como uma especializada em automação empresarial, também deve entender que, em muitos casos, diferentes segmentos de mercado podem ter suas necessidades atendidas por um mesmo produto.

Por exemplo, no caso do smartphone, a tela grande representa, para alguns, uma questão de status, enquanto para outros é uma necessidade para facilitar a leitura e o manuseio do aparelho.

A segmentação de mercado é essencial para que as empresas consigam atender ao máximo de clientes possível, fazendo com que seus produtos e suas estratégias de comunicação se comuniquem com o maior número de consumidores.

 

Como fazer segmentação de mercado

Para trabalhar melhor suas soluções e suas estratégias de marketing e vendas, é essencial segmentar seu mercado. Para isso, você precisa investir nas seguintes práticas:

 

Conhecer o público

A primeira coisa a ser feita é conhecer o seu público, algo que uma agência de serviços de comunicação visual faz para impactar a audiência de um negócio.

Também é importante entender o valor do seu produto e de que forma as pessoas interagem com a sua marca.

Para isso, faça uma coleta de dados de vendas, pesquisas de satisfação e pesquisas de mercado, pois elas ajudam a identificar as características da segmentação.

Usar uma ferramenta CRM

CRM (Customer Relationship Management) é uma ferramenta que ajuda a otimizar o processo de segmentação, pois administra os dados dos clientes da empresa.

Por isso, fica mais fácil fazer a segmentação, além de melhorar consideravelmente o relacionamento com os clientes e definir as estratégias.

 

Personalizar as ações

De nada adianta segmentar o seu mercado se você vai abordar o público da mesma forma, pois a segmentação deve servir de base para personalizar suas ações.

Para colher bons resultados, é essencial que suas estratégias sejam compatíveis com as características do público.

Fazer atualizações

Investir em uma fachada comercial moderna é uma boa maneira de acompanhar as mudanças trazidas pelo mercado, mas você também precisa rever as segmentações do seu negócio para otimizar ainda mais suas ações.

Para entender um pouco mais sobre esse processo, vamos analisar alguns exemplos de segmentação no próximo tópico. Confira.

 

Exemplos de segmentação de mercado

Como falamos anteriormente, a segmentação de mercado pode se dar por meio de várias informações do público, como dados demográficos, localização, entre outros. 

A seguir, vamos mostrar alguns exemplos de como eles funcionam, veja:

 

1.    Segmentação de mercado geográfica

Essa segmentação divide o mercado em relação à localização dos consumidores, sendo uma estratégia básica, porém útil.

Isso porque, com base nessa informação, a empresa entende melhor as necessidades de seus clientes e estabelece uma comunicação mais eficiente, desde o letreiro fachada do estabelecimento até as estratégias de marketing mais complexas.

A segmentação geográfica pode ser feita de várias formas, mas o mais comum é identificar as pessoas com base em sua região, bairro, estado e cidade.

Outra possibilidade é segmentar o público por meio das características de sua localização, como clima, se vivem em área urbana ou rural, dentre outras possibilidades.

 

2.    Segmentação de mercado demográfica

A segmentação demográfica é uma das mais populares e está relacionada, como o nome sugere, aos dados demográficos dos consumidores. 

Por isso, eles são divididos com base em informações, como:

 

  • Idade;
  • Gênero;
  • Renda;
  • Localização;
  • Etnia;
  • Educação;
  • Situação familiar.

 

Organizações B2B, como uma empresa especializada em contabilidade, também podem levantar essas informações dos decisores de seus clientes, principalmente, em relação à idade, gênero, cargo e formação acadêmica.

Essas informações são estatísticas, por isso, é fácil descobri-las por meio de uma análise de mercado.

 

3.    Segmentação de mercado firmográfica

Esta segmentação é muito parecida com a demográfica, mas enquanto os dados demográficos dizem respeito às características das pessoas, os firmográficos falam sobre as organizações.

Trata-se de tamanho da empresa, número de colaboradores e outras informações que diferenciam o tratamento entre pequenas e grandes empresas.

Para fazer essa segmentação, uma empresa que aluga sala comercial coworking pode fazer uma análise em sua base de leads para identificar a idade média, natureza jurídica, capital social, dentre outras informações.

O Google Analytics também é uma boa ferramenta para isso, visto que também apresenta algumas informações importantes.

 

4.    Segmentação de mercado comportamental

Essa segmentação diz respeito às reações específicas e ao modo como os clientes tomam suas decisões de compra.

Também é por meio dela que você descobre as atitudes dos consumidores em relação à marca, como eles usam os produtos e serviços e como interagem com a empresa.

Para fazer esse tipo de segmentação, no entanto, é fundamental analisar os hábitos de compra, as ações realizadas no site, taxa de uso e fidelidade.

 

Conclusão

Sendo assim, nenhuma empresa consegue vender bem se não conhece um pouco sobre o mercado em que atua e seus clientes.

Por essa razão, é fundamental fazer a segmentação e conhecer as particularidades do seu público-alvo, pois essas informações ajudam sua empresa a vender mais e garantem a satisfação de seus clientes.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Auris

Por: Auris Ideias Digitais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

Comments are closed.

Últimos Artigos e Notícias

Shopping Basket

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência no nosso site.