Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

SEO: Como ele pode aumentar as vendas do seu e-commerce

Quando falamos sobre SEO para e-commerce estamos nos referindo, sem dúvida, a alguns dos termos mais importantes do universo digital. A razão para isso é bem simples, e vai ficar clara mais adiante.

Por um lado temos os e-commerces, que nada mais são do que o comércio eletrônico como um todo, o que envolve sites, plataformas e marketplaces que vão desde a venda de produtos de grande apelo popular, até venda entre empresas.

Esse tipo de negociação está entre as que mais cresceram nas últimas décadas, e hoje já concorrem seriamente com as lojas físicas. Já o termo SEO remete aos motores de busca, pois é uma sigla para Search Engine Optimization.

Trata-se da famosa otimização de sites, que faz o ranqueamento das páginas de modo a permitir que elas apareçam com destaque para ferramentas de busca como o Google, Bing e Yahoo, que hoje são os mais utilizados pela média dos brasileiros.

Só de ler isto, certamente você já se identifica com esse cenário e não deve duvidar que seja mesmo dessa forma. Ademais, há números e pesquisas que comprovam esse fato, ano após ano.

Uma pesquisa recente, realizada pelo Compre&Confie, demonstrou que o e-commerce cresceu mais de 70% no último período. O que, em termos de faturamento, significa mais de R$ 27 bilhões movimentados em apenas um ano.

Já sobre os buscadores, podemos nos focar no Google, que é o maior do mundo e concentra cerca de 90% das pesquisas totais. Segundo a Internet Live Stats, conceituada empresa de pesquisas, o número deles vem crescendo muito.

Atualmente, cerca de metade da população mundial realiza ao menos uma busca por dia. 

Isso significa que a plataforma Google processa mais de 3,5 bilhões de pesquisas, ultrapassando o número de um trilhão de buscas anuais.

Agora, imagina se você tiver um e-commerce ou se estiver migrando seu negócio físico para o digital, e consegue bons posicionamentos nesse motor de busca. A pesquisa por seu portfólio e suas soluções promete crescer espantosamente.

Com isso já fica um pouco mais claro o quanto faz sentido falarmos sobre SEO para e-commerce, não é mesmo? 

Para isso, é preciso ponderar que, embora tudo isso seja democrático e sirva a qualquer empresa, há dicas que não podem passar em branco.

Então se você quer compreender melhor como oxigenar suas vendas no e-commerce por meio da otimização das suas páginas, siga adiante na leitura e tome nota.

Qual a importância da palavra-chave?

Hoje em dia, quase todo mundo já utilizou um site de busca. Se você chegou aqui, pode ter sido por meio do link direito, talvez por indicação de alguém, mas é bem provável que tenha sido por uma pesquisa realizada no Google, no Bing ou no Yahoo.

No caso de ser por pesquisa, qual não foi a importância da palavra-chave que você utilizou, não é mesmo? Os buscadores registram buscas que vão desde sacolas de papel artesanal, até “melhor restaurante de comida japonesa perto de mim”.

Esse tipo de variação também diz muito sobre a importância da palavra-chave, sendo as mais comuns:

  • “Perto de mim”;
  • “Em SP” (RJ, MG, etc.);
  • “Comprar”;
  • “Detalhes”;
  • “Vantagens”;
  • “Preço”.

Isso mostra a conveniência e a facilidade que a plataforma costuma oferecer aos usuários.

O que pouca gente sabe é que a escolha das palavras-chave é uma técnica, quase uma ciência, que pode ser mensurada e agir conforme previsões bem acertadas. Não trata-se de sorte ou de “atirar no escuro”.

O que chamamos cauda longa são as palavras maiores, e cauda curta, as menores. Se você precisa ser encontrado pelas primeiras, como “empresas de instalações elétricas prediais”, certamente quanto mais assertivo for, melhor.

Hoje o próprio Google Ads, por exemplo, oferece o seu “Planejador de palavras-chave”, e ali, você verifica quais as variações mais assertivas dos principais produtos que comercializa no seu e-commerce.

Refere-se a um dos pontos essenciais da melhoria de sites, embora haja vários outros algoritmos que são igualmente importantes, de acordo com o que está aprofundado abaixo.

Sobre a descrição dos seus produtos

Uma dica fundamental para e-commerces é a da descrição do produto. Claro que toda descrição de produto é importante, mesmo fora da internet, porém, aqui se trata, como vimos acima, de cumprir algoritmos ou os famosos “robôs do Google”.

Não é difícil imaginar que muito do que os grandes buscadores posicionam foi selecionado por programação, e não manualmente. Isso é um algoritmo, é ele que se relaciona com você quando procura por vinho frutado tinto.

Eles têm evoluído cada vez mais, como para entender (baseado no seu histórico de pesquisa) se você procura vinho para comprar, ou se você apenas costuma ler artigos a respeito. Este é só um exemplo de possibilidades de interação.

Portanto, descrever bem seus produtos é essencial. Você será encontrado pelo texto, pela descrição dos itens do seu e-commerce. O mais importante aqui é a originalidade, e tem muito site grande que deixa isso passar batido.

Certamente é fácil copiar a descrição que está na caixa original do produto, mas, e se você conseguisse personalizá-la e dizer o mesmo só que do seu modo? Pratique isso, pois assim, o buscador vai reconhecer originalidade no seu conteúdo e priorizá-lo.

Às vezes, no próprio manual do software para loja de brinquedos que você anunciou, existem informações mais ricas sobre aquela solução. Pode ser que os outros sites não tenham explorado isso, então se você o fizer, com certeza vai sair na frente.

A originalidade e a relevância são o ponto central aqui. Também é possível fazer descrições mais aprofundadas ao pé da página, como se fosse um blog dentro da landing page ou página de vendas do seu e-commerce, tendência que tem crescido.

Dominando a parte técnica das páginas

Como estamos falando sobre algoritmos, programação e afins, há alguns termos técnicos que não podem ficar de fora. 

A vantagem é que essas plataformas são feitas para serem intuitivas e utilizadas por quase todo internauta.

Então, não se assuste ao ler algo como “meta description”. Trata-se da meta descrição e tem tudo a ver com o que dissemos cima. É simples, se você pesquisa por anzol triplo, sabe aquela descrição curta que aparece logo abaixo dos links?

Trata-se dela, que idealmente não deve ultrapassar 160 caracteres e precisa resumir perfeitamente o que o leitor vai encontrar ali. A dica de ouro é ser chamativo sem ser enganoso, afinal não adianta prometer algo que a página não entrega.

Outra questão técnica e igualmente fácil de manejar é a das URLs, que nada mais são que o endereço do site escrito “por extenso”, por assim dizer. Ou seja, o termo completo que aparece na barra de endereços do navegador.

Quanto mais amigável ela for, melhor será o seu posicionamento. Lembrando que aqui você não “conversa” apenas com os robôs da plataforma, mas também com seu leitor/cliente, que pode prestar mais atenção nisso do que você imagina.

Se o produto é guardanapo de papel infantil, certamente o mais atrativo (além de ter afinidade com o produto, lembrando da regra de não ser enganoso) vai ser algo como: www.seusite.com.br/promoção-de-guardanapo-de-papel-infantil.

Ou seja, esqueça aqueles endereços confusos, quase criptografados, que apresentam caracteres estranhos e são enormes ou sem sentido. Hoje, as próprias plataformas de desenvolvimento de site facilitam essa configuração.

Avaliações: sua história de sucesso!

Tudo o que foi dito até aqui deve ter reforçado a importância que a internet, os e-commerces e os motores de busca atingiram. Certamente, eles se comparam com a importância da televisão e do rádio nas décadas anteriores.

Uma vantagem gritante é que quase ninguém podia pagar por um anúncio em horário nobre na maior emissora do país. Hoje você pode aparecer na maior vitrine do mundo com sua empresa terceirizada de motoboy e com seu e-commerce que venda itens da área.

Mais do que aparecer, você pode escrever uma história de sucesso, oxigenando suas vendas, ampliando seu negócio e lançando bases sólidas para um crescimento escalável e sustentável, tendo resultados desde já, pensando no médio e longo prazo.

Você ainda pode transformar essa história de sucesso em outro fator de otimização. Muita gente utiliza a internet para buscar ou deixar opiniões sobre seu trabalho. 

Então, fique de olho nas avaliações que você recebe por lá, pois essas qualificações dizem muito.

Imagine a importância dos comentários em um produto como anel de formatura folheado a ouro, que lida diretamente com o sonho das pessoas e de uma família inteira, por remeter a um momento tão especial quanto uma formatura acadêmica.

Também não é preciso dizer que se trata de outro algoritmo mensurado pelos robozinhos do Google, não é mesmo? Então acompanhe, agradeça os clientes que deixaram bons feedbacks e considere contatar rapidamente os que manifestaram algo negativo.

Tudo isso demonstra como as técnicas de otimização podem aumentar as vendas do seu e-commerce.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Auris

Por: Auris Ideias Digitais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Últimos Artigos e Notícias

Shopping Basket