INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

Startups e Funil de vendas: Conheça 5 dicas para elevar as vendas

As startups são a nova aposta entre os círculos de empreendedorismo, marcadas pelo forte uso de tecnologia para a simplificação de processos e redução de riscos, prometendo lucros exponenciais para proprietários e investidores. 

Um modelo de negócio possível através da internet, as startups se diferenciam pela união entre pequena estrutura e capacidade de produção em massa, mantendo custos em um patamar estável, ao passo em que cresce o volume de receitas. 

Alvo de estudos na administração de empresas e gestão financeira, as startups são um símbolo de produtividade e relacionamento com o cliente, visto que necessitam disputar espaço com marcas tradicionais, há muito consolidadas no mercado. 

As ideias de maior sucesso neste setor, em geral, seguem o mesmo padrão: a startup oferece um serviço com maiores funcionalidades e segurança em comparação às empresas que já dominam o mercado, provocando uma migração em massa. 

Tais ideias devem apresentar uma alta demanda e o serviço deve solucionar um problema real e indispensável, de modo a convencer o cliente fidelizado a mudar de marca. Exemplos de sucesso podem ser encontrados no setor financeiro, tecnológico e logístico. 

Para desenvolver um produto inovador, com funcionalidades sob alta demanda, é necessário conhecer o público que deseja atingir. Para isso, investir na construção de um funil de vendas é uma estratégia excelente. 

 

Como desenvolver um funil de vendas?

Funil de vendas é o termo utilizado para designar toda estratégia de marketing aplicado por empresa de comunicação visual, que analisa o comportamento do cliente a partir de três etapas de “qualificação do lead”, o topo do funil, meio e fundo do funil. 

Antes de abordar cada uma destas etapas que, como o próprio formato indica, diminuem de tamanho conforme avançam, é importante definir o protagonista deste processo, o lead. 

O conceito de lead é uma pessoa ou empresa, considerado um cliente em potencial, que manifesta interesse em uma marca através do cadastro de seus dados em algum canal informativo, seja uma newsletter, envio de SMS e daí em diante. 

A partir do momento em que este indivíduo passa a fazer parte do banco de dados de uma empresa, a estratégia de marketing aplica modos de converter este interesse em venda. Aqui entra o funil de vendas. 

O funil de vendas funciona sob o pressuposto de que há uma necessidade, uma falta a ser preenchida pelos serviços de uma empresa. Esta é também a premissa de uma startup. O processo de aquisição se inicia com a conscientização do cliente quanto à esta falta. 

O topo do funil é formado, então, por toda ação que elucida o problema que a empresa deseja solucionar. Assim, uma transportadora voltada ao mercado internacional pode escrever artigos sobre o acesso a perfumes femininos importados

Exemplos de conteúdo a serem usados no topo do funil de vendas, são: 

  • Artigos em blogs; 
  • Publicações de curiosidades em redes sociais; 
  • Curagem de notícias relevantes sobre um tema por newsletter;
  • Entrevistas com especialistas sobre o assunto. 

O meio do funil, por outro lado, é marcado por leads que compreendem a existência de uma necessidade, mas não sabem como solucioná-la. Assim, antes de oferecer o produto, a empresa disponibiliza técnicas e estrutura para o auxílio do público. 

A oferta de um serviço anexo é um meio de demonstrar a importância de uma marca para a vida das pessoas e o funcionamento social. Desta forma, o mercado consumidor percebe seu valor e a marca é vista com maior autoridade e credibilidade. 

Exemplos de conteúdo a serem aplicados no meio do funil, além de folders empresariais, são: 

  • Cursos rápidos ensinando uma técnica; 
  • Modelos prontos de fichas e templates de sites; 
  • Oficinas de tecnologia; 
  • Ferramentas de cálculo ou geração automática de vetores.  

O fundo do funil, por si, é o momento em que a empresa de fato apresenta seu produto ao cliente. Nesta fase, as chances de conversão em vendas são maiores e fatores como acessibilidade, rapidez e iniciativa são mais valorizados. 

 

A compatibilidade entre startup e funil de vendas

O desenvolvimento de uma startup compartilha algumas similaridades com o funil de vendas. A busca por sanar uma necessidade do cliente através de inovação é uma característica basilar deste tipo de empresa. A interação com o cliente também. 

A startups são conhecidas por sua maior disponibilidade para o contato com o público, em comparação a outras empresas do mesmo ramo. A razão para isso é a dificuldade inicial em se posicionar em um cenário tão concorrido. 

As pessoas tendem a confiar naquilo que conhecem, uma startup recém-aberta pode ser considerada o oposto disso. Uma marca inédita só consegue ter chances de prevalecer caso ofereça algo que ninguém mais oferece. 

O funil de vendas é uma estratégia com foco no relacionamento com o cliente. Assim, todos os seus esforços de inovação estão depositados em meios de otimizar a experiência do usuário em uma fachada comercial moderna

Portanto, as melhores dicas para integrar processos de produção e atendimento de startups às estratégias do funil de vendas serão elucidadas abaixo, de modo a demonstrar a aplicação prática de ambas as teorias:

 

1 – Invista em automação

A automação é uma solução cada vez mais acessível para os ambientes organizacionais que desejam poupar recursos e aumentar a precisão de seus processos de atendimento e envio de informações ao cliente. 

Aplicável em diferentes plataformas e redes sociais, as ferramentas automáticas de atendimento podem ser programadas para catalogar automaticamente cada tipo de cliente e produto de acordo com quaisquer diretrizes estipuladas pelo desenvolvedor. 

Especialmente para os processos de fundo do funil, a adoção destas tecnologias provocam um aumento no índice de satisfação do cliente em termos de agilidade, acesso aos dados e acessibilidade, além de reduzir custos com contratação e treinamento. 

As ferramentas mais comumente usadas para automatizar o atendimento são os chatbots e menus que funcionam como totens de acesso rápido para funções mais básicas, como pagamento de prestações e rastreamento de produtos, como semijoias finas.

 

2 – Aplique as métricas corretas

O funil de vendas é avaliado através de métricas que transformam atividade humana orgânica em números verificáveis, como: 

 

  • Ticket médio; 
  • Retorno sobre investimento; 
  • Tempo de vida do cliente na companhia; 
  • Estatísticas de acesso em canais da marca. 

 

O empreendedor deve aplicar as métricas mais adequadas para cada fase do funil de vendas, calibrando seus relatórios com base no objetivo a ser alcançado, cruzando com o banco de dados da empresa e evitando vieses de interpretação da informação. 

Um exemplo de viés de interpretação é a análise de conversões em uma publicação na web. Instaladas as técnicas de marketing digital, o empreendedor pode considerar a campanha bem sucedida ao visualizar um alto número de cliques na postagem. 

No entanto, esta leitura é inadequada para avaliar o grau de sucesso de uma campanha. Junto ao volume de cliques, se avalia a conversão para outras publicações da página e a média de interações, comparando-a com o total de seguidores ou assinantes. 

 

3 – Produza conteúdo pertinente

A web é inundada por milhões de publicações a cada minuto na infinidade de plataformas que existem, voltadas para o usuário. São artigos em blogs, fotos e vídeos em redes sociais, comentários em publicações, infográficos, arquivos de texto e gravações de voz. 

Grande parte deste emaranhado de informações se perdem nos imensos bancos de dados que armazenam grandes volumes de arquivo a todo momento. A maioria destas publicações não serão visualizadas ou compartilhadas por ninguém. 

Destacar-se na multidão é uma tarefa que exige a observação daquilo que é pertinente. Portanto, uma estratégia de atração do público ao funil de vendas de uma empresa deve ser composta por publicações relevantes para a audiência, úteis. 

Tutoriais, infográficos produzidos por serviços de comunicação visual, artigos de curiosidades e experimentos são modelos de publicação de alto apelo, uma fórmula de sucesso se preenchida com material de qualidade.  

 

4 – Crie formas inteligentes de conversão de leads

A conversão de leads pode parecer uma tarefa complicada, anacrônica a depender do estilo de comunicação da empresa. Por envolver a entrega de dados pessoais como e-mail, nome e telefone, o público pode sentir-se desconfortável em abrir contato com a empresa.

Para evitar essas e outras impressões, como a invasão de privacidade, o empreendedor deve pensar em maneiras criativas, como um móbile de papel, de persuadir a audiência, de modo que esta se converta em lead do modo mais orgânico possível. 

A inclusão de formulários para considerações do cliente, pequenos cursos gratuitos e envio de apostilas e newsletters são opções que podem facilitar este contato inicial. É importante que a empresa respeite normas de coleta de dados e cancele cadastros quando solicitado. 

 

5 – Rastreie oportunidades únicas

O mercado está repleto de oportunidades que ainda não foram exploradas pela concorrência. Seja um produto novo, uma nova configuração, software ou tendência, as startups devem estar sempre atualizadas sobre o que acontece em seu nicho. 

O funil de vendas deve ser constantemente alimentado com novas informações sobre o tipo de cliente ao qual deseja atingir, adaptando seus processos para alcançá-los de maneira eficiente, seja em serviços gráficos ou no lançamento de uma nova facilidade. 

 

Conclusão

As startups representam uma mudança de paradigma no que diz respeito à gestão empresarial. O funil de vendas é também uma inovação que se adaptou perfeitamente às novas tecnologias digitais, resultando em uma combinação perfeita. 

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Auris

Por: Auris Ideias Digitais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

INCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

E receba por email novos conteúdos sobre Marketing Digital e Vendas

Comments are closed.

Últimos Artigos e Notícias

Shopping Basket

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência no nosso site.