seo-optimization-marketing-traffic-strategy-business-advertising-analysis-analytics-brainstorming_t20_LlvJA7

Saiba como aplicar estratégias de Inbound Marketing para seu negócio

O Inbound Marketing é um dos pilares mais importantes do Marketing Digital, focado em atrair, converter e encantar clientes. Um conceito completamente diferente do que costumávamos ver antigamente.

Isso porque o marketing era sinônimo de interrupção, ou seja, as marcas tiravam as pessoas de suas atividades diárias, como assistir TV, para mostrar os benefícios de seus produtos e serviços através dos comerciais.

Os tempos mudaram e hoje vivemos em uma era digital que trouxe novos conceitos para se fazer e trabalhar o marketing. Mas isso só aconteceu porque a internet mudou radicalmente o comportamento do consumidor.

Eles estão mais bem informados e sempre buscando saber mais a respeito daquilo que desejam ou precisam comprar, independentemente do que seja.

Por isso, as empresas precisaram criar novas formas de conquistar o público e fidelizar seus clientes. Então, surgiu o Inbound Marketing para atender às necessidades de quem vende e de quem compra.

Ele é tão importante que faz parte das estratégias de empresas de todos os tamanhos e setores ao redor do mundo. 

Para que você e seu negócio não fiquem de fora, neste artigo vamos falar sobre o que é Inbound Marketing e quais suas principais estratégias. Acompanhe!

O que é Inbound Marketing?

Inbound Marketing é um extenso conjunto de estratégias que se baseiam na criação e compartilhamento de conteúdos direcionados a um público-alvo específico.

Por meio de materiais ricos e ações bem planejadas, ele conquista a permissão das pessoas para se comunicar com elas de maneira direta.

A partir disso, uma fabricante de fita de led para sanca, por exemplo, consegue criar um relacionamento com seus clientes que promete ser duradouro.

Ou seja, ao invés de usar a velha prática de interromper o público, o Inbound consegue atraí-lo por meio de conteúdos relevantes.

Eles geram impactam nas pessoas e fazem com que elas se sintam confiantes, permitindo que a marca se aproxime e crie um relacionamento que as leve até a venda.

É exatamente por isso que essas estratégias são conhecidas como “Marketing de Atração” ou “Novo Marketing”.

Sua visão é estimular a aproximação dos clientes até as empresas, atraídos pela sua mensagem, o que facilita na hora de apresentar as soluções e transformar clientes em verdadeiros fãs da marca.

Possibilidades e desafios do Inbound Marketing

Assim como qualquer outra prática do Marketing Digital, o Inbound traz possibilidades e desafios em sua aplicação. Por exemplo, se uma clínica de depilação a laser masculina aplicá-lo, pode encontrar desafios como:  

1 – Boas práticas e tempo

Essa ação não funciona da noite para o dia, o que é um dos maiores dificuldades na hora de converter clientes. Boas práticas de Inbound provêm de muita pesquisa e teste, que resultam em crescimento orgânico e aumento de tráfego.

2 – Investimento e fidelidade

A fidelidade é outro ponto crucial para a efetividade do Inbound Marketing. É preciso um planejamento de médio e longo prazo, além de manter ações e investimentos ininterruptos para atingir os resultados esperados.

Com relação às possibilidades, podemos destacar:

Conteúdo gerado por consumidores

Uma empresa de curso do mopp pode usar o Inbound de modo a dar voz aos seus consumidores. Estamos na era do Customer Success (sucesso do cliente), e deixar o consumidor falar é cada vez mais importante. Dentre os materiais gerados por eles estão:

  • Reviews;
  • Pontuações;
  • Comentários;
  • Avaliações.

Eles podem ser inseridos na produção de conteúdos que sigam as técnicas de Inbound. Isso fortalece a relação com os clientes e torna a marca mais confiável.

Diferença entre Inbound e Outbound Marketing

O Inbound e o Outbound Marketing são diferentes em seus conceitos e aplicações, e é importante que as empresas compreendam suas distinções.

Enquanto o Inbound está focado em atrair por meio de conteúdos relevantes, o Outbound age com base em ações ativas, como anúncios, contato por telefone, e-mail, estande de vendas em eventos, propagandas na TV etc.

São ações são de custo mais elevado e que nem sempre possibilitam a medição de seus resultados.

Já uma empresa que retira entulho vai usar o Inbound em canais diferentes, como seu site, blog, redes sociais e e-mails informativos. Tudo possibilitando uma mensuração rápida e assertiva.

Como exemplo de Outbound Marketing, podemos citar os links patrocinados, que são anúncios pagos veiculados em sites de busca, redes sociais etc.

O Inbound, por sua vez, tem como exemplo o envio de um e-book para o lead, por meio de um endereço de e-mail fornecido por ele, contendo informações importantes e relevantes a respeito de um assunto que lhe interessa.

Principais estratégias de Inbound Marketing

Depois da comparação feita acima, deu para entender que o Inbound Marketing trabalha com práticas orgânicas muito importantes para ressaltar a autoridade da marca e sua credibilidade.

No entanto, é preciso conhecer bem e saber trabalhar com suas principais estratégias, conforme veremos a seguir.

1- SEO

SEO é uma sigla para Search Engine Optimization, ou “otimização para motores de busca”.

Como o próprio nome já diz, é um conjunto de técnicas que uma fabricante de barraquinha para festa usa para influenciar os algoritmos de buscadores como o Google, melhorando o seu posicionamento nos resultados de uma pesquisa.

Para usar essa estratégia, a empresa precisa lançar mão de algumas práticas que a envolvem, tais como:

URL

A URL da página do site ou blog de uma marca precisa ser amigável e conter a palavra-chave principal de seu conteúdo.

Uma URL amigável consiste em um endereço fácil de ser decorado, sem a presença de números ou símbolos. Por exemplo, se uma pessoa pesquisar sobre acupuntura para ansiedade no Google, vai encontrar muitos resultados.

Os primeiros são de sites com endereços das páginas como “www.clinica.com.br/beneficiosdaacunputuraparaansiedade”.

Uso de palavras-chave

A palavra-chave é a base de um bom SEO, e como você viu, ela está presente até mesmo na URL de uma página. Esta consiste nos termos mais buscados pelo público-alvo de uma empresa.

Também precisa estar presente nos conteúdos, em seus títulos e ao longo da página para que o buscador possa indexá-la e classificá-la entre os primeiros resultados.

2 – E-mail marketing

O e-mail continua sendo um dos principais canais de comunicação entre empresa e cliente, além de ser uma das melhores estratégias dentro do Inbound.

Por meio dele, uma que conserte instalação elétrica aparente consegue estabelecer um relacionamento com seus leads, trabalhar o funil de vendas, fidelizar clientes e muitas outras possibilidades.

Ela faz isso por meio do envio de conteúdos de valor, como newsletter, e-book e informações sobre atualização de conteúdos no blog.

Ou seja, é um excelente canal para veicular materiais de qualidade, dentro das especificações do Inbound Marketing.

3 – Blog

Os blogs são indispensáveis para as empresas em todos os setores e portes, pois é a principal plataforma para publicação de materiais relevantes para o público.

Por exemplo, se um despachante cria um conteúdo sobre transferência de veículo detran, ele vai publicá-lo no blog, onde também haverá outras publicações sobre os mais variados assuntos de sua área de atuação.

Ele até pode publicar no site, mas essa plataforma é mais indicada para assuntos institucionais e vendas, o que faz do blog imprescindível para o sucesso das estratégias em Inbound Marketing.

5 – Marketing de Conteúdo

O Marketing de Conteúdo se tornou, hoje, uma das ações mais importantes do Marketing Digital quando o assunto são as estratégias orgânicas, e ele é a base do objetivo do Inbound.

Trata-se da criação de materiais ricos e relevantes, que têm como intuito informar o público-alvo, gerando autoridade para a marca credibilidade no que faz e conquistando leads para os negócios.

Esses materiais podem ter vários formatos, podendo ser um e-book, áudios, vídeos, infográficos, entre outros, e abordam os assuntos de uma maneira aprofundada.

Ele é essencial porque os consumidores estão sempre em busca de informações, e como abordado no início do texto, eles estão cada vez mais informados a respeito do que querem ou precisam comprar.

A internet possibilita que eles encontrem milhares de empresas que ofereçam um mesmo produto ou serviço, mas só vão confiar naquelas que demonstram autoridade naquilo que fazem.

Os materiais criados com o Marketing de Conteúdo mostram a competência e a capacidade que uma marca tem para solucionar os problemas de seus clientes. Por isso, é parte do Inbound e deve ser trabalhado pelas empresas.

Conclusão

Estar na internet não é simplesmente criar um perfil nas redes sociais ou um site e achar que os resultados vão aparecer. É preciso trabalhar o Marketing Digital do jeito certo, usando suas melhores estratégias.

E entre as principais está o Inbound Marketing, que engloba as melhores práticas orgânicas para que uma marca conquiste espaço, reconhecimento e respeito por parte dos consumidores e da concorrência.

Tem a capacidade de beneficiar quem vende, porque mostra a credibilidade da empresa; e de quem compra, entregando valor, informação e solução.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

business-coffee-composition-computer-265667

Entenda a importância de criar um blog para sua empresa

O blog é uma importante ferramenta de comunicação e compartilhamento de conteúdo, sendo usado como uma espécie de “diário virtual” por internautas de todo o mundo. 

Nos últimos anos, as vantagens da plataforma passaram a ser reconhecidas pelas empresas, que incorporaram o recurso como parte das estratégias de marketing digital.

Muito disso deve-se à própria dinâmica dos consumidores online, sedentos por informação e conteúdo de qualidade. Neste cenário, os blogs são capazes de oferecer materiais interessantes e valiosos, atendendo às demandas dos usuários.

Por esse motivo, ter um blog tornou-se fundamental para quem deseja se destacar no mercado digital. Afinal de contas, é a principal plataforma para aplicação das iniciativas de marketing de conteúdo.

No artigo de hoje, entenda a importância de criar um blog para sua empresa e como usar a ferramenta para melhorar os resultados de marketing. Acompanhe a leitura!

Mas, afinal, o que é um blog?

O blog nada mais é do que uma página da internet usada para compartilhamento de conteúdo, seja em forma textual, em áudios, vídeos, imagens, desenhos, etc. 

Ou seja, é como se fosse um banco de armazenagem de materiais, usado conforme os interesses do(s) proprietário(s).

Inclusive, o blog é comumente usado como projeto pessoal (os famosos “blogueiros”) para a promoção de celebridades da internet, que podem ou não usar o canal para publicidade de marcas e/ou empresas.

Dessa forma, as pessoas constroem uma certa autoridade na área e se tornam referência no assunto, ao mesmo tempo em que trabalham com um grupo de seguidores que gostam, admiram e celebram o trabalho do(a) blogueiro(a).

No entanto, com o passar dos anos, os blogs foram além de páginas pessoais e se tornaram uma importante ferramenta de marketing digital.

Hoje em dia, já não é novidade nos depararmos com blogs corporativos, que normalmente são inseridos dentro dos sites institucionais das empresas, como parte do menu, em um espaço no qual o visitante pode ter contato com uma série de conteúdos.

Por exemplo, um empreendimento culinário pode usar o blog como uma espécie de caderno de receitas personalizado, dando dicas de preparo de refeições para os usuários, além de outros materiais relevantes.

Ou seja, o blog pode ser usado para esclarecer as principais dúvidas do público-alvo, construir um relacionamento saudável com os clientes e aumentar a visibilidade da empresa no mercado.

Quais as vantagens de ter um blog?

De acordo com uma pesquisa realizada pela Content Trends, as publicações em blogs são capazes de gerar 1,8 vezes mais visitas para as empresas, em comparação com  os negócios que não adotam a estratégia.

Outro estudo feito pelo E-commerce Trends revelou que os comércios eletrônicos que mantêm blogs alcançam 3 vezes mais visitas e 2,5 vezes mais clientes.

Com esses números, já dá para ter uma ideia da importância de criar um blog para a estratégia de marketing da sua empresa.

Mas quais seriam as vantagens dessa plataforma?

Para responder a esta pergunta, separamos uma lista dos pontos positivos de ter um blog. Confira!

1 – Melhor rankeamento nos mecanismos de busca

Atualmente, quase todos os usuários utilizam algum mecanismo de busca, como o Google ou o Bing, para iniciar uma pesquisa na internet. 

Entretanto, não basta aparecer nos resultados, é preciso ter uma boa classificação para atrair mais visitantes e gerar um bom tráfego orgânico.

Por esse motivo, os planejamentos de marketing digital envolvem o SEO (Search Engine Optimization), ou otimização para os mecanismos de busca, um conjunto de técnicas que visa melhorar o rankeamento da sua página web dentro dos buscadores.

Uma das principais estratégias é o uso de palavras-chave, que são os termos mais pesquisados pelo usuário dentro de um conteúdo. 

Assim, ao tratar de lampada de led para residencia, por exemplo, utiliza-se esta palavra-chave, para que o algoritmo do Google possa classificar melhor o material.

Nesse sentido, os blogs aparecem como excelente ferramenta de SEO, visto que as plataformas são capazes de compartilhar inúmeros conteúdos, inclusive textos com o emprego das palavras-chave selecionadas.

Segundo um levantamento da HubSpot, os leads (potenciais clientes) obtidos com o SEO têm uma taxa de fechamento de 14,6%. Quer dizer que é uma boa forma de aumentar as vendas e aumentar o reconhecimento da empresa.

Importante ressaltar que o SEO não se limita ao uso de palavras-chave. A estratégia também envolve outras ações, como:

  • Criação de conteúdo valioso aos leitores;
  • Boa navegabilidade em dispositivos móveis;
  • Presença de menções e hiperlinks no conteúdo;
  • Inserção de imagens e materiais diversificados.

Ou seja, a otimização leva em conta a melhor experiência do cliente para classificar o conteúdo nos resultados de pesquisa.

2 – Aumento de leads e baixo custo

Os blogs servem como canais de comunicação e compartilhamento de materiais aos usuários. 

Por isso, uma empresa de corte e dobra de chapas pode usar a plataforma para falar mais sobre o negócio, oferecendo artigos, vídeos e imagens que tratam sobre o nicho específico de atuação. Esse é o chamado marketing de conteúdo.

Hoje em dia, os clientes não estão interessados somente em uma propaganda massiva a invasiva; ao contrário, querem ser bem informados.

Então não adianta nada ter um blog e só investir em anúncios – é preciso investir em conteúdo de qualidade.

Assim, ao invés de uma propaganda da persiana sob medida da sua empresa, você pode dar dicas de decoração com o produto, ou até mesmo falar sobre as suas vantagens.

Quem adota o marketing de conteúdo consegue gerar 5 vezes mais leads. Além disso, a estratégia custa 62% a menos do que em comparação ao marketing tradicional.

Aliás, existem plataformas gratuitas e de fácil gerenciamento, sem a necessidade de investir em nada para começar um blog. Se você mesmo for responsável por produzir conteúdo, então os gastos serão ainda menores.

Contudo, vale a pena investir em um trabalho profissional, para conquistar mais clientes e oferecer exatamente o que os usuários procuram.

3 – Educa o público sobre o seu negócio

Muitas vezes, as vendas não crescem porque as pessoas não conhecem o seu negócio e não sabem que têm a demanda. Por exemplo, é preciso recarregar extintores de incêndio com certa frequência, mas grande parte do público não tem essa informação.

Porém, os blogs podem alterar essa realidade, fornecendo conteúdos educativos sobre o seu produto ou serviço, bem como demais assuntos relacionados ao nicho de atuação.

Como consequência, os usuários passam a enxergar a demanda, algo que aumenta significativamente as chances de concretização de vendas.

Além disso, os blogs conseguem melhorar a visibilidade do seu negócio e, com isso, é possível aumentar a cartela de clientes e seguidores. 

Isso ocorre porque as pessoas que visitam sua página estão interessadas naquilo que você oferece.

Por exemplo, se um artigo traz as principais informações do uso de uma rosca transportadora, os visitantes têm suas dúvidas esclarecidas e isso cria uma relação de gratidão entre os usuários e a empresa. 

Dessa forma, as pessoas sentem-se mais propensas a fechar negócio com você, porque as ajudou.

Ou seja, ao educar o seu público, o blog também constrói um vínculo com a audiência, o que é fundamental para a fidelização dos clientes.

4 – Outra possibilidade de renda

Fora todas essas vantagens, os blogs também podem colaborar com outras possibilidades de renda para as empresas. 

Isso é válido também para pessoas que usam a plataforma como um canal pessoal, de autopromoção.

Quando o seu blog possui um grande número de acessos diários, é possível se cadastrar no Google AdSense, uma ferramenta publicitária que vende espaços na sua página para que outras empresas possam divulgar produtos ou serviços.

Desse modo, os anúncios ficam visíveis para os visitantes, e a cada clique no conteúdo, você recebe uma porcentagem do que o anunciante paga ao Google.

Por exemplo, o blog de um restaurante pode ter um anúncio de entrega motoboy, um serviço que não é diretamente concorrente, mas tem relação com a empresa, principalmente se o estabelecimento trabalhar com delivery.

É importante ressaltar que os anúncios devem ter relação com o nicho do seu empreendimento e, ao mesmo tempo, não é recomendável fazer propaganda de um concorrente direto.

Assim, pode ser interessante divulgar uma loja de andaime de ferro, caso a sua empresa seja do ramo da construção civil, por exemplo.

Conclusão

Ter um blog é extremamente vantajoso para as empresas. Não é à toa que grande parte dos planejamentos em marketing digital já incluem a plataforma como parte da estratégia de divulgação da marca.

No entanto, muitas pessoas ainda veem o blog somente como uma página pessoal. 

Por isso, é importante conhecer as especificações do canal para empresas e, assim, obter ótimos resultados, incluindo o aumento das vendas.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Referências

https://rockcontent.com/blog/por-que-ter-um-blog/

https://resultadosdigitais.com.br/especiais/porque-criar-um-blog/#:~:text=Um%20blog%20tem%20alto%20potencial,estrat%C3%A9gia%20de%20Marketing%20de%20Conte%C3%BAdo.&text=Sendo%20consistente%20e%20com%20uma,papel%20no%20faturamento%20da%20empresa.

https://www.planoblife.com.br/maos-a-obra/13-estatisticas-de-blog/

https://robertaredatora.com.br/conheca-22-estatisticas-sobre-blog-que-vao-fazer-voce-querer-ter-um

student-849819_1280

Como usar o Marketing de Relacionamento no seu e-commerce

O crescimento do e-commerce no Brasil acompanha o desenvolvimento de novas tecnologias e a ampliação da internet pela população. 

Isso revela um novo consumidor cada vez mais preocupado com informação de qualidade e em adquirir produtos ou serviços personalizados.

Por esse motivo, o Marketing de Relacionamento tornou-se indispensável para os comércios eletrônicos que desejam se destacar no mercado, oferecendo um atendimento diferenciado aos clientes e construindo uma proximidade com o público.

Ou seja, a estratégia promete fidelizar os compradores, algo essencial para aumentar as vendas e ajudar na captação de novos nichos. 

Afinal de contas, as pessoas querem ser bem atendidas e dão preferência para empresas que confiam.

Mas, como usar o Marketing de Relacionamento no seu e-commerce?

O artigo de hoje pretende responder a esta pergunta e dar dicas de como aplicar a estratégia no comércio eletrônico. Acompanhe mais com a leitura!

Mas, afinal, o que é Marketing de Relacionamento?

O Marketing de Relacionamento consiste em um conjunto de ações tomadas pela empresa, com o intuito de criar e manter uma proximidade com os clientes.

Por exemplo, um professor que dá aula de bateria, ao tratar bem seu aluno, constrói um relacionamento saudável, fazendo com que o estudante queira continuar tendo aulas, isto é, adquirindo o serviço.

Para reforçar essa relação, o Marketing de Relacionamento conta com algumas estratégias, oferecendo benefícios aos seus consumidores para fidelizá-los. 

Dessa maneira, os clientes se tornam fãs dos produtos e serviços prestados pela empresa, recomendando-os para outras pessoas.

Em resumo, o Marketing de Relacionamento engloba os seguintes aspectos:

  • Construção de uma marca forte;
  • Criação de autoridade no mercado;
  • Fidelização dos clientes;
  • Comunicação próxima com o público;
  • Contato em diferentes canais de marketing.

Diferentemente do marketing tradicional, em que se vê uma propaganda de persiana double vision que somente tem a intenção de vender, o Marketing de Relacionamento leva em conta todo o processo, desde a produção de conteúdo até o pós-venda.

Nesse sentido, o foco não é somente incitar a compra, mas sim, encantar os clientes. 

Desse modo, cria-se uma relação de confiança e o consumidor passa a defender a marca dentro do seu círculo social.

Quais as vantagens do Marketing de Relacionamento para o seu e-commerce?

Vivemos em uma era em que vender não é tudo. Atualmente, não adianta nada conseguir vender um gerador eólico, por exemplo, se a empresa não é capaz de manter um bom atendimento ao cliente.

As organizações perceberam que existe algo muito valioso nos negócios: a satisfação dos consumidores. 

Por esse motivo, elas mantêm os clientes em primeiro lugar em todas as suas estratégias, desde o desenvolvimento do produto até depois de ter feito uma compra.

Em conjunto a isso, quando um cliente está contente com a sua marca, ele pode indicar a empresa para amigos e familiares, tornando-se um promotor da empresa. 

Grande parte dos lucros virá de consumidores já existentes e do famoso marketing “boca a boca”.

A seguir, confira algumas vantagens do Marketing de Relacionamento para o seu e-commerce.

1 – Aproximação com os clientes

Um dos principais objetivos da estratégia é aproximar os seus clientes da marca, ao ponto em que é possível conhecer melhor quem são os consumidores e, com isso, oferecer as soluções ideais para cada um.

Dessa maneira, é possível segmentar melhor o público e ter uma comunicação mais direcionada, entregando justamente aquilo que o cliente precisa.

Afinal de contas, uma pessoa interessada em um serviço de hidrojateamento, por exemplo, está em busca de um processo de limpeza mais complexo e, portanto, é preciso um atendimento personalizado.

2 – Aumento do faturamento

O Marketing de Relacionamento ajuda a melhorar o faturamento das empresas, visto que o CAC (Custo de Aquisição por Cliente) custa de 5 a 7 vezes mais do que manter um antigo. 

Além disso, quando se mantém os consumidores, há maiores chances de revenda de outros produtos ou serviços.

Fora que o ROI (Retorno sobre Investimento) também é maior, ainda mais quando cada um de seus compradores indica a sua empresa para outras pessoas.

3 – Melhor posicionamento no mercado

Com um relacionamento personalizado e próximo, garante-se a satisfação e a confiança do público. 

Como consequência, o seu negócio pode tornar-se uma referência no mercado e se diferenciar da concorrência.

Afinal de contas, mesmo que muitos comércios eletrônicos tenham uma tecnologia similar de led para piscina, por exemplo, a audiência costuma preferir os e-commerces que se destacam pelo atendimento, pela credibilidade e pela reputação.

4 dicas de Marketing de Relacionamento para o seu e-commerce

O Marketing de Relacionamento serve para formar uma relação constante e progressiva com cada indivíduo. Isso pode ser feito de várias formas, especialmente com o auxílio de ferramentas digitais, para implantação de uma estratégia a médio e longo prazo.

Vale dizer que o Marketing de Relacionamento é uma ação complementar a várias outras iniciativas dentro da empresa. 

Por exemplo, é possível produzir conteúdo relevante sobre uma treliça de ferro, em uma abordagem que privilegia a oferta de materiais interessantes para aproximar o público.

Por esse motivo, a construção do relacionamento é feita em conjunto com demais iniciativas de marketing. Abaixo, conheça algumas técnicas para de Marketing de Relacionamento para o seu e-commerce.

1 – Criação de conteúdo em blogs

Atualmente, o consumidor não quer apenas se deparar com uma propaganda invasiva, como um banner preço das mercadorias. Ao contrário, ele quer ser bem informado sobre o produto ou serviço que está prestes a adquirir.

Sendo assim, o Marketing de Relacionamento pode oferecer exatamente a informação que o público procura, por meio da criação de conteúdo em blogs posts.

Para isso, é necessário conhecer a audiência, quais são suas demandas, preferências e características. 

Dessa forma, é possível elaborar materiais direcionados, que vão realmente chamar a atenção dos potenciais clientes.

Assim, é fundamental que a empresa crie as personas, isto é, representações semifictícias dos clientes, com base nas especificações do público-alvo. 

Depois disso, a criação de conteúdo será muito melhor, com uma linguagem adaptada aos seus consumidores.

2 – Envio de mensagens por e-mail marketing

O e-mail marketing é uma ferramenta poderosa para criar uma proximidade com seus clientes. 

A estratégia é baseada na comunicação entre a empresa e seus consumidores ou leads (potenciais clientes), por meio do envio de mensagens segmentadas.

Normalmente, o e-mail marketing utiliza recursos de automação, para personalizar o conteúdo e enviar mensagens conforme o estágio do funil de vendas em que cada cliente está (ou seja, mais perto ou mais afastado para realizar uma compra).

Além disso, o e-mail marketing também é usado para receber feedbacks dos consumidores. 

Por exemplo, após adquirir um adesivo jateado, a empresa pode enviar uma mensagem ao cliente, perguntando como foi a experiência com o produto.

3 – Participação em programas de fidelidade

Os programas de fidelidade têm como objetivo oferecer vantagens aos clientes que realizam compras recorrentes no seu e-commerce. 

É uma maneira eficiente de fidelizar os consumidores, construindo um relacionamento mais duradouro com a marca.

Mais do que descontos e recompensas, os programas de fidelidade criam vínculos fortes com o público, pois os compradores se sentem especiais e, com isso, tendem a comprar mais com a sua empresa.

4 – Construção de relacionamento por redes sociais

Estar presente nas redes sociais permite que a empresa possa levar o seu conteúdo para um número cada vez maior de usuários. 

Afinal de contas, esses canais crescem exponencialmente na internet e, por isso, são amplamente usados como parte das estratégias de marketing.

Contudo, justamente pelo grande alcance das redes sociais, todos os conteúdos, comentários e respostas ao público devem ser muito bem pensados. 

Até porque, do mesmo modo que uma publicação pode se tornar viral em benefício do seu e-commerce, ela também tem o poder de prejudicar os negócios.

As redes sociais permitem o trabalho com vários tipos de conteúdos, incluindo promoções, anúncios patrocinados, oferta de materiais e publicações interativas para gerar engajamento. 

Portanto, procure saber como trabalhar em cada mídia, para oferecer o melhor material ao seu público.

Conclusão

O Marketing de Relacionamento é uma estratégia extremamente vantajosa para os e-commerces. 

Com capacidade de aproximar a audiência, fidelizar clientes e alcançar novos nichos de mercado, suas técnicas vão muito além da venda, abarcando a construção de laços, mesmo após a compra.

Por esse motivo, é importante trabalhar com o Marketing de Relacionamento em todos os processos de contato com os clientes – desde uma simples publicação em um blog, até uma pesquisa de satisfação enviada por e-mail.

Desse modo, é possível alcançar não só um aumento de vendas, mas o reconhecimento do mercado e o destaque perante a concorrência.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Referências

https://neilpatel.com/br/blog/importancia-do-marketing-de-relacionamento/#:~:text=Implementar%20um%20programa%20de%20recompensa,Gastar%20mais%20em%20cada%20transa%C3%A7%C3%A3o.

https://resultadosdigitais.com.br/blog/o-que-e-marketing-de-relacionamento/#:~:text=Marketing%20de%20Relacionamento%20%C3%A9%20o,defensores%20e%20divulgadores%20da%20marca.

https://www.e-commerce.org.br/como-o-marketing-de-relacionamento-influencia-no-e-commerce/

https://tangerin.com.br/5-vantagens-do-marketing-de-relacionamento-para-o-seu-negocio/

https://rockcontent.com/blog/marketing-de-relacionamento/

https://rockcontent.com/blog/tudo-sobre-email-marketing/

https://www.sunoresearch.com.br/artigos/programa-de-fidelidade/

ecommerce3

6 motivos para ter um blog para e-commerce

O e-commerce é uma das modalidades de compra e venda que mais cresce em todo o mundo. De acordo com uma estimativa da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), o segmento deve apresentar um faturamento de mais de R$ 106 bilhões

Esses dados representam um crescimento de 18% ao ano desse modelo de negócio.

Por esse motivo, muitas empresas estão migrando para plataformas digitais, incorporando o e-commerce em seus negócios ou somente investindo nos comércios eletrônicos, visto que não é preciso ter gastos com infraestrutura.

No entanto, para que o seu e-commerce dê bons resultados, é fundamental investir em estratégias de Marketing Digital, como divulgação em redes sociais, anúncios patrocinados e, principalmente, ter um blog.

Segundo pesquisa da HubSpot, cerca de 82% dos profissionais de marketing usam blogs para obter um ROI (Retorno sobre Investimento) positivo em suas estratégias de Inbound Marketing

Muito disso, deve-se à eficiência do canal em compartilhar conteúdo relevante ao público-alvo.

Assim, por meio de um artigo no blog, o e-commerce pode trazer dicas de como realizar um trabalho em altura, conforme as normas técnicas – que é um conteúdo ótimo para empresas de segurança do trabalho, por exemplo.

No artigo de hoje, conheça os principais motivos para ter um blog para e-commerce e como o canal pode ajudar no reconhecimento da marca. Acompanhe a leitura!

1 – Melhorar o rankeamento no Google

O Google é um dos gigantes da internet. O site tem mais de 100 bilhões de buscas por mês, sendo que a maioria dos usuários utiliza a plataforma para pesquisar mais sobre um assunto específico, produto ou serviço.

No entanto, é preciso se destacar em meio ao grande mar de resultados. Segundo a HubSpot, a primeira posição no ranking do Google tem uma taxa de cliques de 34,36%. 

Ou seja, quanto melhor é a sua classificação, maior é o tráfego orgânico no seu blog e as chances de conversão em vendas.

Por isso, ter um blog é uma forma de melhorar o seu rankeamento no Google, visto que a forma mais indicada de se investir em uma boa classificação é por meio da otimização para os mecanismos de busca, ou o famoso SEO (Search Engine Optimization).

De maneira resumida, o SEO consiste em um conjunto de técnicas, envolvendo a produção de conteúdo relevante (Marketing de Conteúdo), que ajudam a rankear as páginas web. 

Entre as principais estratégias, destaca-se o uso de palavras-chave em blog posts.

Assim, ao escrever um texto sobre as vantagens de um deck madeira, por exemplo, aplicam-se palavras-chave ao longo do conteúdo, que são os termos mais pesquisados pelos usuários no Google.

Mas o SEO vai além das palavras-chave. Há muitas outras ações capazes de melhorar a classificação do seu blog, entre as quais:

  • Ofertar informações interessantes e de qualidade;
  • Linkar outros conteúdos relevantes para o usuário;
  • Ter uma boa navegabilidade em dispositivos móveis;
  • Construir uma boa autoridade do seu blog.

Importante destacar que o SEO é uma estratégia a longo prazo e, aos poucos, com a atualização do blog, é possível melhorar consideravelmente o tráfego orgânico e gerar mais vendas para o e-commerce.

2 – Conferir autoridade ao seu negócio

Ao manter uma loja virtual para a venda de agendas personalizadas, dificilmente a sua empresa terá algum destaque, pois o perfil dos consumidores online é bem diferente dos clientes tradicionais.

Além do mais, as pessoas também buscam por informação antes de realizar alguma compra.E desse modo, o blog é capaz de oferecer o que o público-alvo deseja: conteúdo. 

Assim, o seu e-commerce tem a chance de se tornar uma autoridade no nicho de atuação, já que as pessoas tendem a comprar de empresas que demonstram conhecer sobre os produtos, serviços e assuntos relacionados ao mercado.

Por isso, uma loja virtual especializada na venda de equipamentos de proteção contra incêndio pode ter um blog para compartilhar conteúdos a respeito de um extintor co2, bem como demais dispositivos de segurança.

Mais do que construir a autoridade do e-commerce, é uma forma de manter um relacionamento saudável com a audiência e colaborar para a fidelização dos consumidores.

3 – Educar o público-alvo

Outra vantagem do blog é a capacidade do canal para educar o público-alvo a respeito de um produto ou serviço. 

Por trabalhar com o Marketing de Conteúdo, é possível produzir materiais que explicitem mais sobre a mercadoria ou atividade realizada, ainda mais quando ela não é algo comum para a audiência.

Por exemplo, um texto sobre quiropraxia preço acessível pode fazer mais sobre os benefícios do serviço, para o quê ele serve e para quais pessoas é indicado. 

Dessa forma, há maiores chances de aumentar as vendas, uma vez que os consumidores tendem a comprar algo da qual entendem e conhecem.

Importante ressaltar que a disponibilização de conteúdos informativos ao público também é uma maneira de melhorar o rankeamento no Google. 

Ou seja, muito mais do que mostrar para que serve uma geladeira industrial, por exemplo, fornecer materiais de qualidade também é uma maneira de aumentar o tráfego orgânico.

4 – Construir um relacionamento com os clientes

Embora o Marketing de Conteúdo seja uma ótima estratégia para melhorar o posicionamento no Google e transformar os visitantes em leads (potenciais clientes), ele também é capaz de fidelizar os consumidores.

Desse modo, o blog para o seu e-commerce é capaz de manter o seu público sempre atento às novidades e anúncios da sua empresa, fazendo com que a sua loja virtual esteja sempre à vista da audiência, construindo um relacionamento saudável e duradouro.

Além disso, o blog pode ser um canal para sanar as dúvidas de seus clientes. 

Por exemplo, é possível oferecer um conteúdo direcionado para detalhar o funcionamento de um anel de vedação, especialmente para os consumidores que estão em busca dessas informações.

Outra forma de fidelizar a audiência é por meio do compartilhamento de materiais do blog dentro das estratégias de e-mail marketing. 

Assim, mesmo que um visitante não venha comprar nada no seu e-commerce à primeira vista, o blog pode fazer com que o usuário mantenha o interesse no seu negócio, ao oferecer conteúdos atualizados.

5 – Ter presença nas redes sociais

Os blog são capazes de melhorar o posicionamento do seu e-commerce em outras mídias online, como é o caso das redes sociais. 

Vale dizer que as redes sociais precisam ser atualizadas constantemente para que o público mantenha o interesse nos seus conteúdos. 

Assim, ao escrever um artigo com dicas de uso de tinta impermeabilizante, o material pode ser compartilhado na sua página no Facebook, bem como em uma publicação adaptada para Instagram.

Esses compartilhamentos de publicações fazem com que a sua página tenha um melhor alcance.

Por esse motivo, grande parte dos planejamentos de Marketing Digital é realizado com integração das mídias, afinal de contas, é possível melhorar o alcance da sua marca em diferentes tipos de plataformas.

6 – Baratear os custos de Marketing Digital

O Marketing Digital é uma das estratégias mais baratas da atualidade, principalmente em comparação com a publicidade tradicional (anúncios em televisão, rádio, jornais e revistas). 

No caso do blog, além de ter um custo muito acessível, também é possível ganhar dinheiro com as suas publicações.

Inclusive, há programas de troca de propaganda entre blogs. 

O Google Adwords, por exemplo, permite o patrocínio de anúncios, em que os parceiros ganham uma taxa a cada conversão (quantidade de cliques na propaganda, por exemplo).

Outra estratégia é o guest post, ou artigo de convidado, em que a sua empresa pode produzir conteúdo para outra página web e alcançar ainda mais visibilidade online.

Além do mais, uma postagem feita hoje pode gerar tráfego para o seu site mesmo daqui a alguns anos, dependendo do assunto abordado. 

Desse modo, o blog é capaz de manter a constância de visitantes, mesmo sem investimentos financeiros.

Conclusão

Os blogs são velhos conhecidos da internet. Eles são uma revolução dos tradicionais diários online, onde as pessoas mantinham informações constantes sobre suas vidas pessoais, mantendo conversas com seus seguidores.

Hoje em dia, mas do que compartilhar estilos de vida, os blogs são usados como potenciais ferramentas de Marketing Digital, especialmente para os e-commerces que desejam obter reconhecimento na internet.

Ao lado do Marketing de Conteúdo e demais técnicas de Inbound Marketing, o blog é um canal capaz de educar um público-alvo a respeito de produtos ou serviços, além de informar a audiência sobre diferentes assuntos.

Além disso, os blogs são capazes de melhorar o rankeamento da sua página dentro dos buscadores, como o Google, gerando maior tráfego orgânico e, consequentemente, aumentando a conversão de leads.

Por esse motivo, os comércios eletrônicos estão cada vez mais empenhados em investir em blogs, para melhorar as vendas e construir um relacionamento duradouro com a audiência.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Referências

https://www.jivochat.com.br/blog/ecommerce/motivos-para-ter-blog-ecommerce.html

https://www.jivochat.com.br/blog/ecommerce/razoes-para-criar-blog-ecommerce.html

https://www.ecommercebrasil.com.br/noticias/comercio-eletronico-crescer-2020-movimentar-abcomm/

https://neilpatel.com/br/blog/38-estatisticas-sobre-marketing-de-conteudo-que-todo-profissional-precisa-saber/

https://inteligencia.rockcontent.com/estatisticas-de-seo/#:~:text=Alcan%C3%A7ar%20as%20primeiras%20posi%C3%A7%C3%B5es%20nos,o%20primeiro%20passo%20para%20isso.

blogging-2620148_1920

5 dicas de como montar um blog para seu e-commerce

Apesar dos negócios e-commerce crescerem mais a cada dia, boa parte deles ainda não possuem um blog. O problema é que tal crescimento está tornando a concorrência mais agressiva, o que reforça a importância de conversar com o público.

É aqui que entra a importância de usar uma plataforma exclusiva para oferecer conteúdos de interesse do público-alvo, e não apenas para vender.

Os consumidores atuais estão sempre em busca de informação, algo que a internet oferece de sobra. Por isso, quem investe em estratégias como um blog e o marketing de conteúdo, se destaca frente à concorrência.

As empresas que se que sobressaem são as que estão antenadas e entendem a importância do blog, pois por meio dele, é possível aumentar o tráfego e o número de leads.

Além disso, ele traz muitas outras vantagens para as estratégias em marketing digital, principalmente para os e-commerces, que são modelos de negócio que dependem exclusivamente da internet para vender.

Pelo fato de muitas lojas virtuais ainda não usarem essa ferramenta, fica ainda mais fácil para as que usam saírem na frente.

Tendo isso em vista, vamos falar sobre a importância do blog para seu e-commerce, por que investir em marketing de conteúdo nessas plataformas e dar algumas dicas para estruturar seu blo. Acompanhe a leitura!

Importância do blog para plataformas e-commerce

O comércio eletrônico depende exclusivamente de suas estratégias na internet para crescer. Por isso, o primeiro passo é criar um blog, para ter acesso a vantagens como:

1 – Tráfego para a loja on-line

A criação de bons conteúdos no blog atrai clientes para o site da loja, e isso também está relacionado às estratégias em SEO. Isso porque conforme os posts são criados, páginas são adicionadas ao site, representando valor para o Google e outros buscadores.

No entanto, é preciso ter uma certa periodicidade de publicações, pois são materiais que ajudam os usuários a encontrarem sua página, gerando mais tráfego.

E para atrair mais tráfego, uma dica é colocar links dentro do post que direcione para outras páginas do blog ou do site.

2 – Poder de convencimento

O blog ajuda a destacar a loja em meio à concorrência, passando uma imagem de autoridade no assunto. Mas para chegar a esse resultado, é importante investir em conteúdos que falem sobre produtos mais recentes.

Também é interessante colocar entrevistas com clientes satisfeitos e abordar assuntos relacionados a produtos que ainda serão lançados.

Portanto, esse canal é interessante, educativo e mostra mais da autoridade da marca. Isso porque com ele a empresa pode dar dicas que encantem os clientes e os levem a comprar os produtos oferecidos.

3 – Destaque nas mídias sociais

Quando uma plataforma e-commerce de conserto de máquina compartilha conteúdos nas redes sociais, ela usa os materiais publicados no blog.

Isso faz com que a marca seja notada e dissemina seus conteúdos por meio de outras redes. Como resultado, há um aumento de visitantes no site e possíveis conversões de leads.

Para isso, é necessário descobrir o que a persona gosta de ler, e ele pode assumir diversos formatos, tais como:

  • Infográficos;
  • Vídeos;
  • E-books;
  • Whitepapers.

4 – Expõe a personalidade da marca

Por meio desse canal, o público compreende qual é a personalidade da marca. Isso transmite confiança para o consumidor, consequentemente o levando a realizar a compra.

Também é importante deixar um espaço para comentários embaixo de cada publicação. Essa estratégia permite a participação das pessoas e faz com que se sintam à vontade no ambiente da empresa.

Isso também ajuda a mensurar o engajamento e dá novas ideias para publicações futuras. Quanto aos comentários negativos, é importante responder cada um deles com cordialidade e objetividade.

Por que investir em marketing de conteúdo?

O marketing de conteúdo é uma estratégia que visa fidelizar e aumentar a rede de clientes de uma marca. Isso acontece, por exemplo, quando um escritório publica um material em seu blog com dicas para um bom projeto arquitetura.

Esses conteúdos também aumentam o engajamento, além de gerar valor para as pessoas. Como resultado, a empresa conquista uma imagem positiva e gera mais negócios.

Benefícios

A maioria das marcas existentes hoje no Brasil usam essa estratégia. Para as plataformas e-commerce, os benefícios são muitos, e dentre os principais, podemos citar:

Aumento do tráfego no site

Vamos imaginar que uma pessoa esteja procurando informações sobre elevador para cadeirante na internet. O site das empresas que oferecem esses serviços, bem como os blogs, serão a porta de entrada para um primeiro contato.

O Google representa o caminho que essa pessoa usou para chegar a essas páginas. Por conta disso, é indispensável produzir conteúdo relevante, assim o buscador coloca o seu blog nas primeiras páginas de resultados.

Educa os consumidores

Algumas pessoas podem não saber o que é, por exemplo, impermeabilização de telhado. E é exatamente com a produção de conteúdos que uma empresa que ofereça esse serviço consegue sanar as dúvidas dos clientes.

Consumidores esclarecidos têm muito mais chance de fechar uma venda do que os que não fazem ideia do produto ou serviço oferecido.

Conteúdos de qualidade eliminam objeções e deixa os clientes satisfeitos, pois eles passam a comprar mais conscientes.

Fidelização dos clientes

Conquistar novos clientes é importante, mas custa caro. Já a fidelização é menos trabalhosa, mais barata para as marcas e traz segurança para a receita.

Seja na hora de vender tenda de circo ou qualquer outro item, o marketing de conteúdo leva até o consumidor informações que, além de enriquecer os conhecimentos dele, o transforma em um verdadeiro fã.

Esses clientes voltam a comprar e, mais do que isso, falam bem da empresa para as outras pessoas.

Dicas para montar um blog

Em vista da importância do blog para as estratégias de marketing digital e o crescimento de uma plataforma e-commerce, vamos listar 5 dicas que são fundamentais para ter sucesso nessa empreitada. Dentre elas estão:

1 – Responsividade

Com o avanço da tecnologia, a maneira como as pessoas acessam a internet também mudou. Antigamente, somente os notebooks e desktops permitiam que uma pessoa procurasse, por exemplo, um gerador diesel.

Hoje em dia, ninguém mais precisa esperar chegar em casa para fazer isso. Por meio do celular, é possível pesquisar sobre qualquer assunto e entrar em qualquer página. 

Mas esses endereços na web precisam ser responsivos para que funcionem nos aparelhos móveis.

Este é o papel de um blog responsivo. Ele pode ser acessado e ter um bom funcionamento tanto em um celular, quanto em um notebook. Sites e blogs que não se adaptam bem a qualquer tamanho de tela perdem acesso e ficam para trás.

2 – Investir em SEO

Essa estratégia tem como objetivo colocar as páginas de um blog nos primeiros resultados dos sites de busca, como o Google.

Ela envolve o uso de palavras-chave mais usadas pelos usuários, além da produção de conteúdo de valor, dentro das estratégias de marketing de conteúdo.

Portanto, se uma plataforma e-commerce que oferece serviços para festas infantis usar esses recursos, e alguém pesquisar bolinha para piscina, as páginas de seu blog que falem sobre esse assunto aparecerão entre os primeiros resultados.

3 – Escolher um CMS

O CMS é um sistema de gerenciamento de conteúdo que permite customizar páginas, editar publicações, gerenciá-las, etc.

Também é possível trabalhar com outras ferramentas e até contratar um desenvolvedor para construir seu blog a partir do zero.

Independentemente de qual seja a escolha, é importante seguir esta dica para que o blog tenha uma frequência exata de publicações e ofereça a melhor experiência para o público.

4 – Pensar num layout

A parte visual do blog é muito importante, afinal, é a responsável por causar a primeira impressão para o visitante. É importante que ela prenda a atenção e deixe as informações bem organizadas.

Usar templates prontos não é proibido, mas o ideal é que ele seja personalizado para que tenha as características e personalidade da loja.

Além disso, quando uma loja virtual de solda de alumínio, por exemplo, estrutura bem o layout, ela consegue oferecer a melhor experiência ao usuário e este é um fator determinante para a permanência dele na página.

5 – Escolher um bom domínio

O domínio precisa chamar a atenção e ficar na cabeça das pessoas. Isso é mais fácil para elas acessarem e também indicarem a outros visitantes.

A simplicidade e a sonoridade são fundamentais na hora de criar o endereço, além disso, a disponibilidade dele deve ser averiguada antes. Se ele estiver disponível, é importante registrá-lo imediatamente após a criação.

Conclusão

A internet trouxe muitos recursos para as empresas por conta das estratégias em marketing digital e canais de mídia para veiculação.

Um desses recursos é o blog, que é muito vantajoso para que marcas estabeleçam uma comunicação valiosa com os consumidores e leve a um bom relacionamento entre ambas as partes.

Para os negócios e-commerce, que dependem da internet para vender, o blog tornou-se uma excelente ferramenta de destaque para vencer a concorrência, conquistar novos clientes e fidelizar os que já existem.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

capa-blog-site

4 motivos para ter um blog para sua empresa

Depois de criar um site, certamente você se perguntará qual é a próxima etapa para que a sua página ganhe cada vez mais visitas e alcance bons resultados. A resposta é bastante simples: ter um blog.

É cada vez mais comum que as empresas invistam em estratégias para atrair mais público para o seu site e, mais do que pagar anúncios, elas utilizam táticas para aumento de tráfego que podem ser bastante interessantes.

Um blog é exatamente isso: uma forma atrativa de fidelizar o seu público.

Quem já possui um site em funcionamento, costuma inserir essa nova categoria, pois ela é capaz de atrair novas visitas, aumentar o tráfego e visibilidade da sua página.

Tudo isso porque no blog você pode publicar sobre os mais diversos conteúdos, que normalmente são relacionados à sua área de atuação. 

Por isso, quando um potencial cliente entra na internet para buscar mais informações sobre algo que ele precisa, ele certamente entrará na sua página.

Mas para que isso aconteça, existe uma regra básica para as postagens em blog: conteúdo de qualidade.

Afinal, para ser encontrado na internet, você deve possuir alguma relevância e ser uma autoridade no assunto.

E você será essa autoridade no seu segmento quando você investir na postagem de bons conteúdos, que atraiam o público e incentivem a participação dos leitores na sua página, com comentários e compartilhamentos, por exemplo.

Assim, se você fizer uma postagem sobre os benefícios da acupuntura para dor de cabeça, os seus leitores podem interagir de maneira ativa na sua página, fazendo com que ela ganhe maior relevância na internet.

Essas são algumas das ações que fazem com que o seu blog cresça na internet. E se ele cresce, é porque cada vez mais pessoas estão interessadas no seu conteúdo.

Se você possui um site de venda de componentes para ar condicionado e cria uma postagem que trata da limpeza de ar condicionado de janela, dando dicas para o seu leitor e falando sobre os benefícios desse serviço, certamente ele irá se interessar em ler mais conteúdos relacionados.

Sendo assim, ele provavelmente irá se cadastrar para receber as novidades que forem surgindo no seu blog, o que cria uma audiência recorrente para a sua página.

Por isso, o blog se mostra uma ferramenta complementar de grande importância para o seu site.

Neste artigo, selecionamos 4 motivos relevantes para que você tenha um blog para a sua empresa.

  1. Ter um blog faz com que você seja encontrado

Você já ouviu falar sobre marketing de conteúdo? Se você deseja criar um blog, certamente já sabe do que se trata.

O marketing de conteúdo tem por objetivo a criação de conteúdos de qualidade para que o público encontre a sua página com maior facilidade.

Por isso, ter um blog é essencial para colocar em prática essa estratégia.

Ela é bastante eficiente pois faz com que seu site/blog possua um bom posicionamento dentro dos principais buscadores, de modo que quando um cliente busca por um conteúdo que está publicado e bem desenvolvido no seu blog, você terá maior visibilidade e relevância na internet.

Um exemplo disso é se uma pessoa está buscando entender como funciona a vistoria cautelar veicular e, ao buscar o assunto na internet, encontra a sua página que fez uma publicação abordando todas as etapas e informações sobre esse serviço.

Quando você auxilia um leitor a entender sobre um assunto, de maneira simples e objetiva, você ganha a atenção dele e faz com que ele aprove o seu conteúdo, e queira receber as suas atualizações periodicamente.

Por esse motivo, ter um blog pode te ajudar a ser encontrado por clientes e potenciais clientes.

  1. Ter um blog faz você fidelizar os seus clientes

Entre as principais preocupações de uma empresa está a fidelização de um cliente. Ter um blog, nesse caso, faz toda a diferença.

Isso porque você pode fazer uma venda seu site, mas não necessariamente aquele cliente vai retornar e comprar novamente. Por isso, você precisa aplicar estratégias para fidelizar esses clientes.

Entre as principais, estão:

  • Um bom atendimento;
  • Ofertas atrativas;
  • Oferecimento de descontos;
  • Envio de brindes;
  • Proporcionar uma boa experiência de compra;
  • Criar um blog e realizar postagens de bons conteúdos;
  • Entre outras.

Sem dúvida um bom atendimento é grande parte do processo de fidelização do cliente. Afinal, quando você realiza adquire um produto/serviço espera ser bem tratado, já que está pagando por ele.

Até porque isso vai determinar a sua avaliação. Por isso, se você vai em uma clínica de estética para passar por uma drenagem linfática abdominal, você deseja que o profissional responsável pelo procedimento seja simpático e cuidadoso, prestando um bom serviço.

Nessa mesma linha, certamente boas ofertas e descontos podem ser um elemento importante da fidelização. 

Se uma pessoa realiza uma compra no seu site e você envia um cupom de desconto para motivá-la a comprar novamente, ela certamente aproveitará a oportunidade.

Pode ser interessante também apostar no envio de brindes. Isso faz com que o cliente tenha uma boa impressão da sua loja. Assim, se ele compra um balizador de embutir para o seu jardim e recebe uma lâmpada led, por exemplo, ele certamente ficará surpreso e agradecido, e voltará a fazer compras com a sua loja.

Outra estratégia importante de fidelização é a boa experiência de compra. Por isso, investir em um layout descomplicado no seu site faz toda a diferença. E se você unir a isso uma boa embalagem, um frete econômico e uma entrega rápida, o cliente ficará muito satisfeito.

Depois disso, é possível aplicar a estratégia da comunicação com o cliente, que pode ser feita com e-mail marketing e por meio do seu blog.

Afinal, sempre que você realizar uma nova postagem, pode comunicá-lo por e-mail, fazendo com que ele visite constantemente a sua página.

No blog, quando você posta sempre conteúdos bastante atrativos e informativos, você faz com que seu cliente crie o hábito de visitá-lo. Isso faz parte de uma estratégia interessante de fidelização, já que as pessoas buscam cada vez mais informação de maneira acessível.

  1. Ter um blog torna a sua empresa uma autoridade

As boas empresas são sempre reconhecidas pela qualidade dos seus produtos/serviços, mas também por serem especialistas em sua área.

Uma empresa pode prestar os serviços de locação de equipamentos para obras e utilizar o seu blog para compartilhar conteúdos informativos para o seu público-alvo, de maneira a abordar diferentes tipos de itens necessários para uma construção.

E assim fazer uma postagem indicando qual é o melhor tipo de martelete para alugar, de acordo com as características do produto e as suas principais aplicações.

Depois, ela pode ainda investir em uma série de postagens que abordem outras ferramentas para canteiros de obras, o que fará com que seus clientes ampliem a capacidade de entendimento do setor.

Assim, as postagens seguintes podem abordar temas como a necessidade de um gerador locação para não haver interrupções no serviço, sobre a importância de se adquirir materiais de qualidade para a construção, ou sobre os equipamentos de segurança essenciais para os funcionários, etc.

Desse modo, a empresa mostra que possui um amplo conhecimento da sua área de atuação, o que a torna uma referência em seu setor.

Por isso, o blog se mostra uma ferramenta importante para a empresa, fazendo com que ela seja reconhecida como uma autoridade.

  1. Ter um blog pode melhorar os seus resultados

Justamente porque um blog permite que a sua empresa seja encontrada, que você fidelize os seus clientes e faz com que você seja visto como uma autoridade no seu setor, o resultado final disso é um crescimento dos resultados.

Por isso, ter um blog pode apresentar bons resultados para sua empresa e, consequentemente, bons lucros para seu negócio.

Se uma empresa que faz venda de redes para quadras esportivas se dedica em alimentar o blog com assuntos relacionados a essa atividade, como os tipos de esportes mais praticados, os benefícios da prática de atividades físicas e os tipos de redes utilizados em cada esporte, certamente vai atrair pessoas que precisam adquirir os seus produtos.

E isso vai impactar diretamente nas vendas da empresa, já que ela não apenas vende itens, mas educa o seu público-alvo e faz com que eles entendam a importância do segmento em que estão atuando.

Por isso, um blog deve fazer parte de uma estratégia de marketing e de resultados, justamente porque ele trará novos clientes e interessados, e fará com que a empresa possua maior relevância e destaque no seu setor.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sem conteúdo, sua empresa está ficando para trás!

[fusion_builder_container hundred_percent=”no” equal_height_columns=”no” menu_anchor=”” hide_on_mobile=”small-visibility,medium-visibility,large-visibility” class=”” id=”” background_color=”” background_image=”” background_position=”center center” background_repeat=”no-repeat” fade=”no” background_parallax=”none” parallax_speed=”0.3″ video_mp4=”” video_webm=”” video_ogv=”” video_url=”” video_aspect_ratio=”16:9″ video_loop=”yes” video_mute=”yes” overlay_color=”” video_preview_image=”” border_size=”” border_color=”” border_style=”solid” padding_top=”” padding_bottom=”” padding_left=”” padding_right=””][fusion_builder_row][fusion_builder_column type=”1_1″ layout=”1_1″ background_position=”left top” background_color=”” border_size=”” border_color=”” border_style=”solid” border_position=”all” spacing=”yes” background_image=”” background_repeat=”no-repeat” padding_top=”” padding_right=”” padding_bottom=”” padding_left=”” margin_top=”0px” margin_bottom=”0px” class=”” id=”” animation_type=”” animation_speed=”0.3″ animation_direction=”left” hide_on_mobile=”small-visibility,medium-visibility,large-visibility” center_content=”no” last=”no” min_height=”” hover_type=”none” link=””][fusion_text]

Gerar conteúdo que realmente entregue valor para sua persona, ao mesmo tempo que atenda as exigências de qualidade cobradas pelas ferramentas de pesquisa, faz com que sua empresa ganhe visibilidade e autoridade online.

Ainda de acordo com a Content Trends 2018, 86,7% dos respondentes usam o Google para procurar conteúdos e informações. Se seu concorrente aparece entre as primeiras posições, e sua empresa está no fim da página, ou sequer aparece entre as opções da primeira página, você está perdendo reconhecimento de marca e acessos ao seu site.

Os resultados da Content Trends mostram que empresas que adotam o Marketing de Conteúdo geram 2,6 mais visitas que aquelas que não adotam a estratégia:

media-de-visitas

media-de-visitas

O Marketing de Conteúdo não acaba quando a pessoa chega ao seu site ou blog. Pelo contrário, estratégias de conversão e nutrição com conteúdo ajudam a gerar mais leads, oportunidades e vendas.

Por isso, a diferença é ainda maior quando comparamos a geração de leads. Empresas que adotam o Marketing de Conteúdo geram 3,7 mais leads que aquelas que não adotam a estratégia:

Sim, você já está saindo atrás dos seus concorrentes, e não existe previsão de melhora. Pelo contrário:

media-de-leads

media-de-leads

Publicar conteúdos pertinentes para sua persona gera resultados quase imediatos, principalmente se alinhado a uma boa estratégia de divulgação nas mídias sociais e e-mail marketing. Isto fica claro quando olhamos para o gráfico de uma empresa que não investia em Marketing de Conteúdo, e passou a fazê-lo, como a Kenoby:

indice

indice

É possível perceber o impacto imediato da publicação e divulgação de conteúdos, a partir de setembro de 2016. Os primeiros conteúdos geraram picos de acessos, que não se consolidaram até por volta de março de 2017. Depois dos primeiros 6 meses de acessos inconstantes, percebemos um resultado semanal estável de acessos orgânicos.

Entretanto, é a longo prazo que os resultados do Marketing de Conteúdo se destacam. A partir de abril de 2017 os acessos iniciam uma crescente constante, que é afetada pelo período de recessos de janeiro, mas voltam a escalar rapidamente após.

Perceba que mesmo nesse período de recesso, os resultados alcançados nos fins de semana superam os picos gerados nos primeiros meses de estratégia. Isso é resultado da consolidação dos resultados orgânicos, que geram tráfego constante para o blog.

Isso fica claro quando olhamos os resultados de empresas que têm estratégias de conteúdo bem estruturadas e documentadas. Assim como a Kenoby, é possível ver curvas similares em outras empresas.

Como funciona uma busca no Google?

Quando você realiza uma busca, não está pesquisando a internet em si, mas sim as páginas que o Google possui em seu índice. O motor de busca utiliza a ferramenta denominada GoogleBot para vasculhar páginas, indo de link em link, e indexando as páginas a seu índice..

Uma vez que você digita uma palavra-chave e realiza a busca, o sistema procura no índice quais páginas possuem a palavra-chave que você digitou, e as coloca em ordem de relevância de acordo com alguns fatores.

Por que ranquear bem leva tempo?

O Google sempre procura entregar o melhor conteúdo possível para cada palavra-chave buscada, e por isso está continuamente avaliando seu site para definir se ele é uma boa fonte de informação para seus usuários. Este processo determina a autoridade de domínio do seu site.

Domínios que têm mais autoridade tem chances maiores de ranquear melhor, afinal o Google já reconhece que eles são fontes confiáveis de conteúdo. Para ser considerado uma boa fonte de informação, o Google avalia fatores como:

  • frequência de produção de conteúdo;
  • como os conteúdos performam em mídias sociais;
  • quanto tempo as pessoas passam na sua página e no seu site;
  • a quantidade de links entre páginas do seu site;
  • a quantidade e qualidade de links de outros sites apontando para o seu.

Existem diversos outros fatores que influem diretamente no posicionamento dos seus conteúdos, mas esses são os mais importantes para gerar autoridade no mercado e mostrar ao Google que seu site merece estar nas primeiras posições das páginas de pesquisa.

A questão aqui é: não é possível construir autoridade de mercado em pouco tempo. Seus conteúdos precisam de tempo para receberem acessos, serem compartilhados em redes sociais e receberem links externos que demonstram sua relevância. Seu blog precisa de tempo para estabelecer uma frequência de publicação e acessos constante, gerar autoridade e virar referência em sua fatia de mercado.

Um pequeno passo para seu blog, um salto gigantesco para seu SEO

Depois de alguns meses planejando, criando, publicando e divulgando conteúdo, você certamente vai viver momentos de decepção com sua estratégia. Esses momentos irão definir se você terá sucesso com seu Marketing de Conteúdo.

Todos os cases de sucesso de estratégias de conteúdo tem uma coisa em comum: continuidade. A persistência na criação de conteúdo vai construindo uma base orgânica que se transforma em uma máquina de geração de oportunidades à longo prazo.

A cada conteúdo publicado, você:

  • abre uma nova porta para que potenciais clientes te encontrem e acessem seu site;
  • constrói autoridade para o público, e se coloca na posição de especialista para toda vez que ele tiver uma dúvida;
  • melhora seu posicionamento no Google, pois aumenta sua autoridade, mantém mais pessoas em seu site por mais tempo e gera mais chances de receber visitas e links.

Conteúdo não é uma tendência de marketing passageira. É o presente e futuro do marketing digital.

Fonte: Marketing de Conteúdo.

[/fusion_text][/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]