e-commerce

5 dicas para melhorar a entrega de produtos do seu e-commerce

A entrega de produtos comprados pela internet é de grande responsabilidade de de um e-commerce, sendo um dos momentos mais aguardados e importantes para os consumidores modernos, uma vez que a maioria das compras, hoje em dia, é feita online.

Só que pode ser uma grande decepção se o produto atrasa ou vem danificado, e isso pode prejudicar a imagem do seu negócio.

As plataformas e-commerce ganharam destaque nos últimos meses, especialmente durante a pandemia, quando as pessoas começaram a comprar ainda mais pela internet devido o isolamento social.

Só que para se manter competitivo no mercado e ter condições de enfrentar a concorrência, é preciso ir além de bom preço, bem como se atentar à qualidade dos serviços prestados.  

Muitas pessoas preferem pagar mais caro apenas por saberem que determinada loja entrega mais rápido, mesmo que o valor do frete também seja mais alto. No entanto, quem vende pela internet não tem como fugir dessa questão.

Melhorar a entrega é como aprimorar o negócio como um todo, afinal, ele passa a ser visto com bons olhos pelos consumidores.

Pensando em tamanha importância, neste artigo, vamos falar sobre a importância da etapa de entrega, dar dicas para melhorá-la e mostrar os impactos que ela pode trazer para o e-commerce. Acompanhe!

Importância da etapa de entrega para o e-commerce

Uma empresa online de sucesso deve levar em conta diversos fatores, que vão desde a qualidade do produto ou serviço oferecido, atendimento de valor e o momento em que a compra chega na casa do cliente.

A entrega é um fator de peso, uma vez que é essa etapa que vai determinar se o cliente voltará ou não a comprar daquele e-commerce.

Muitas lojas online possuem seu próprio setor de entrega, no entanto, ele demanda um gasto muito maior, inacessível para a maioria, como ter a própria frota.

Os pequenos negócios não saem prejudicados nisso, pois podem contar com alternativas como transportadora cargas pequenas.

Ao terceirizar esse serviço, muito tempo e dinheiro é poupado, ao mesmo tempo em que a empresa consegue alcançar um público ainda maior.

Isso porque as empresas que se dedicam a esse trabalho visam suprir as necessidades das lojas virtuais e de seus clientes ao mesmo tempo.

Esses e-commerces entendem que o produto não fala por si só, pois é possível encontrar o mesmo item, pelo mesmo preço, mas em uma loja que faça uma entrega melhor e mais rápida.

Quem faz uma compra é porque deseja aquele determinado produto, e a mesma situação acontece com os consumidores que compram pela internet. A diferença é que esse público preza pelo conforto e comodidade que só os e-commerces podem oferecer.

Comprar de casa, a qualquer horário do dia ou da noite, por um preço muito mais acessível e com uma entrega rápida feita por serviço de motofrete é o que tem levado os consumidores e preferir essa modalidade.

Inclusive, isso tem chamado a atenção de lojistas que estão estendendo seus espaços para a internet, a fim de entrar nesse mercado cada vez mais promissor.

Só que, para se diferenciarem da concorrência, precisam investir na etapa que mais pesa: a entrega.

Por isso, quem entrega mais rápido conquista mais clientes e um espaço maior no mercado, transmitindo imagem de confiança. Mas de que maneira isso pode ser feito? É o que veremos no próximo tópico.

Dicas para fazer uma boa entrega

As plataformas e-commerce trabalham com vendas 100% virtuais. O cliente não pode tocar ou ver o produto pessoalmente até que ele chegue em sua casa, por isso, a expectativa da entrega é tão grande.

Não é como esperar a entrega de remédio que estamos habituados a consumir; é uma espera ansiosa por algo que desejamos.

O momento da entrega da compra é quando a experiência do consumidor finalmente é concretizada. Mesmo que o site da sua loja seja espetacular e ofereça a melhor usabilidade, nada se compara à ocasião em que o cliente recebe o que comprou.

Qualquer erro na entrega pode frustrar o cliente, como um sapato para um casamento que chegou em tamanho errado ou somente após o evento, um objeto que veio com defeito,  entre outras situações que podem desanimar as pessoas que compram pela internet.

Para evitar tudo isso, é preciso investir em soluções que melhorem a entrega do seu e-commerce, tais como:

1. Caprichar na embalagem

A embalagem faz toda a diferença. Por isso, ela deve ser valorizada sendo, além de bonita, resistente contra possíveis impactos que o produto possa sofrer.

Lembrando que quanto mais frágil for o item, mais importante é a embalagem para entrega dele. Você pode até usar sacolas de papel artesanal e plásticos bola, desde que tudo esteja seguro e protegido. Dentre os que mais precisam de proteção são:

  • Vidros;
  • Eletroeletrônicos;
  • Brinquedos;
  • Joias;
  • Móveis.

Todos devem chegar em bom estado para o consumidor, portanto, é papel do vendedor classificar a sua necessidade.  

2. Disponibilizar o rastreio no e-commerce

Se uma gráfica recebeu um grande pedido de impressão de calendário de mesa, sabe que seu cliente gostaria de acompanhar a entrega do produto.

A mesma situação acontece com uma plataforma e-commerce que, aliás, deixam os consumidores bastante ansiosos e até preocupados com o andamento da entrega.

Ao invés de o seu SAC responder às dúvidas deles, que tal oferecer o código de rastreio para o cliente? Várias modalidades de entrega o disponibilizam por meio do e-mail ou até mensagens SMS e, assim, o cliente pode acompanhar sua compra com mais tranquilidade.

3. Entregar o quanto antes

O tempo de entrega é o fato mais importante desse processo. Boa parte dos consumidores, inclusive, paga mais caro para receber o produto o quanto antes.

Uma nova modalidade está crescendo no Brasil, conhecida como “same-day delivery”, que em tradução livre seria “entrega no mesmo dia”.

É mais comum em grandes centros urbanos, próximos a distribuidoras e em compras de produto de maior giro. Caso sua loja online ainda não possa fazer esse tipo de entrega, vale negociar prazos com as transportadoras.

Assim como você escolhe aquelas que usam plástico bolha para mudança para proteger o produto, pode escolher uma que trabalhe com prazos menores.

4. Cumprir os prazos

O cliente fica mais insatisfeito com entregas fora do prazo do que com entregas que demoram, mas ainda estão dentro do período previsto. Não garanta um tempo curto se o seu negócio não é capaz de fazer isso.

Respeitar o prazo é ter respeito com os planos do comprador, como no exemplo do sapato que mencionamos acima. Se alguém precisa dele para o casamento, não é interessante que ele chegue depois.

O ideal é dar a garantia de um tempo longo para entrega e surpreender seu cliente entregando o produto bem antes, do que tentar promessas que você não pode cumprir.

5. Oferecer modalidades diferentes

As plataformas e-commerce podem usar diferentes modalidades de entrega, que vão além das disponibilizadas pelos serviços postais.

Pequenos e médios negócios podem ter sua demanda atendida por eles, mas para quem tem um número alto de vendas, contar com transportadoras privadas é uma necessidade.

Se você vai fazer uma entrega próxima, pode usar meios como as bicicletas. Inclusive, existem empresas especializadas nesse tipo de transporte.

Caso também conte com uma loja física, pode oferecer ao cliente a compra pelo site e a retirada na loja, como costumamos ver.

Um serviço de motoboy terceirizado também pode agilizar etapa e deixar o seu cliente ainda mais satisfeito.

Combinar várias soluções deixa os consumidores mais confortáveis e seguros e ainda pode ser mais econômico, uma vez que seu negócio pode empregar o tipo de entrega de acordo com o local e o produto.

Impactos positivos no e-commerce

Uma boa entrega vai impactar positivamente o e-commerce, primeiro mostrando ao consumidor que ele pode confiar na empresa.

A confiança é um fator muito importante e melhora a imagem do negócio. Ter uma boa imagem é necessário tanto para uma empresa de automação corporativa, quanto para qualquer e-commerce. Ele torna-se essencial.

Algumas pessoas ainda se sentem inseguras ao comprar pela internet, mas se você tem uma boa imagem, consegue atraí-las e fazer com que se sintam mais à vontade para consumir em seu estabelecimento.

Por fim, se o cliente recebe o que adquiriu com rapidez e segurança, vai comprar mais vezes, pois ele sabe que os produtos sempre chegarão dentro do prazo combinado.

É importante fidelizar o cliente para que ele compre mais vezes e cada vez mais. Em períodos sazonais como o Natal, por exemplo, ele pode até mesmo indicar a sua loja para amigos e familiares.

Conclusão

As vendas pela internet têm crescido muito, e a tendência é que as pessoas migrem de vez para esse gênero. Sendo assim, é fundamental ter diferenciais que destaquem a sua loja virtual das demais.

Uma das melhores estratégias para fazer isso é melhorando as entregas, que são o ponto mais importante para qualquer consumidor.

Quem tem uma entrega rápida e segura, torna-se preferência entre os compradores e atrai cada vez mais pessoas.

Com as dicas que demos aqui, certamente seu e-commerce vai se destacar nesse processo e estar entre os preferidos dos consumidores. Afinal, garantir uma boa entrega é investir na imagem e no crescimento do seu negócio.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

mcdonalds-e-uber-eats-fecham-parceria-para-fazer-delivery-com-drones

McDonald’s entregará lanches em drone da Uber

A previsão do tempo para San Diego, na Califórnia, é de rajadas de milk-shakes e Big Macs cruzando o céu. E isso é literal: o McDonald’s é a primeira cadeia de restaurantes a testar a entrega de comida nos drones da Uber, em testes que começam em breve, no verão do Hemisfério Norte.

O anúncio foi feito nesta manhã, em Washington, durante o congresso Uber Elevate, projeto de transporte aéreo urbano da empresa do Vale do Silício. Ontem, a EmbraerX apresentou detalhes do seu modelo de carro voador.

Até o fim do ano, outros parceiros, como o restaurante local Juniper & Ivy, serão incluídos no programa.

O drone e a caixa padrão apresentados no Uber Elevate Summit, em Washington (Daniel Bergamasco/VEJA)

Em princípio, os drones não pousarão diretamente na casa dos consumidores. Eles farão parte da jornada. No restaurante, a refeição é colocada em uma caixa de dimensões padronizadas. Encaixada ao drone, ela segue até o topo de um carro da Uber Eats, que terá um grande QR code impresso no capô, o que deve facilitar o pouso do aparelho de forma autônoma. O automóvel segue então até a casa de quem fez o pedido.

Na semana passada, a Amazon, gigante do e-commerce, anunciou que “em questão de meses” começará a testar entregas em seu drone Prime Air. Em maio, o Google revelou que Helsinque, na Finlândia, seria o primeiro local de testes para entregar comida em drones. É o início da corrida espacial pelo delivery urbano, um tema que já desafia os órgãos de regulação. Um dos motivos que farão a Uber trafegar por ar em parte do caminho da entrega é o número grande de áreas em que esse voo não é permitido pela FAA (Federal Aviation Administration), que controla o espaço aéreo nos Estados Unidos. O órgão, porém, participa ativamente das discussões e vem dado sinal positivo para as iniciativas.

E o nosso dadinho de tapioca aéreo, quando chega? Ainda não há previsão para que o Brasil seja incluído nos testes.

 

Fonte: Veja