Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Teste A/B: entenda como essa estratégia auxilia seu blog a ter mais tráfego

O Teste A/B é um dos experimentos mais eficazes no marketing digital, usado para verificar se uma determinada iniciativa está realmente obtendo sucesso ou se é necessário realizar algumas modificações na campanha.

No artigo de hoje, entenda como essa estratégia auxilia seu blog a ter mais tráfego e saiba como aplicar o teste A/B na avaliação das métricas em marketing digital.

O que são testes A/B?

Os testes A/B são comparações entre algumas variáveis de marketing, com a intenção de verificar qual componente irá gerar os melhores resultados.

Por exemplo, você pode testar duas landing pages: a primeira com um banner colorido próximo ao CTA (Call to Action) e a segunda somente com a chamada para a ação, sem figuras, botões ou qualquer outro elemento.

A partir disso, verifica-se qual página teve uma taxa melhor de conversão, sendo possível criar uma campanha mais assertiva da próxima vez.

Os testes A/B não é um teste multivariável, isto é, ele não permite analisar mais de uma variável em uma mesma iniciativa. Em geral, a avaliação é feita apenas com duas variações, com o objetivo de escolher a melhor entre elas.

No caso do exemplo anterior, a variável escolhida era a presença de elementos visuais, com destaque para o banner.

A grande vantagem dos testes A/B nas campanhas de marketing digital é a eliminação de suposições acerca da efetividade de uma determinada ação. 

Por meio da análise, é possível tomar decisões mais embasadas, justificadas em números, diminuindo o risco de falhas.

A eficácia é tanta que o teste A/B é aplicado em muitos contextos. Por exemplo, a avaliação pode ser usada para escolher o melhor rótulo de um vinho para lembrança, com base no número de produtos vendidos com a ilustração X, e outro com a ilustração Y.

Como usar o teste A/B?

Como mencionado, o teste A/B pode ser empregado em uma série de análises dentro do marketing digital. Entretanto, ele é mais usual para medir taxas de conversão.

Até porque quando a intenção é analisar mais de uma variável, há outros tipos de testes possíveis, que podem se mostrar mais relevantes, dependendo do contexto. 

Por conseguinte, é importante ter critério na hora de empregar a verificação.

Diante disso, o teste A/B é fortemente recomendado para as landing pages, sendo possível analisar inúmeras variáveis na página, incluindo:

  • Os títulos;
  • As descrições;
  • Os CTAs;
  • O layout;
  • As cores;
  • O domínio (URL);
  • O formulário;
  • Entre outros.

Fora as landing pages, os testes A/B são muito usados em estratégias de e-mail marketing, já que elas também atuam na conversão e nutrição dos leads.

Por exemplo, ao oferecer desconto em materiais escolares personalizados, através de uma mensagem por e-mail, é possível enviar dois conteúdos: o primeiro com fotos dos produtos, o segundo só com o botão de chamamento. 

A partir daí, verifica-se a taxa de cliques em cada um dos conteúdos. Isso irá ajudar a perceber se o que faz diferença é mesmo o recurso visual, ou a forma como o CTA é desenvolvido/escrito.

Para os blogs, os testes A/B são fundamentais para aumentar o tráfego, uma vez que eles podem apontar quais variáveis são mais atrativas para o público e, consequentemente, elevam o número de visitantes.

Dicas para aplicar o teste A/B nas campanhas

Um dos pontos positivos do teste A/B é a sua facilidade de aplicação, embora isso não implique em uma simplicidade ou reducionismo da análise.

Ao contrário, essa praticidade mostra que a avaliação pode ser aplicada em várias situações, como na oferta de um software para portaria virtual por e-mail, no download de um e-book específico, entre outros.

Nesse momento, pode surgir uma dúvida sobre como aplicar o teste A/B nas campanhas de marketing digital. Abaixo, confira algumas dicas.

1 – Use ferramentas tecnológicas e personalizadas

A evolução tecnológica permitiu que a realização do teste A/B pudesse ser feita com o auxílio de ferramentas digitais, como é o caso do Google Analytics

Isso ajuda a diminuir a ocorrência de erros, visto que muitos cálculos e comparações podem ser passíveis de falhas, seja por desatenção do analista ou por qualquer outro motivo.

2 – Tenha uma significância estatística

A efetividade de um teste A/B deve ser garantida por uma significância estatística. 

Ou seja, se a intenção é analisar duas versões de uma landing page, que oferece um e-book de como fazer uma ambientação 3d, é preciso que um certo número de pessoas acesse a página, para gerar os dados.

 

Ao contrário do que se parece, a significância não é sinônimo de grande volume de dados, mas sim um número relativo aos objetivos da sua empresa.

3 – Escolha boas variações

A melhor maneira de determinar a amostragem do teste A/B é escolhendo as variações certas. Vale dizer que a análise deve, obrigatoriamente, ter apenas um elemento de diferença.

Por exemplo, verificar a ação de uma imagem em uma campanha de e-mail marketing com oferta de serviço de entrega com fiorino é uma boa variação. Mas trocar apenas uma palavra no CTA da iniciativa pode não ser a melhor estratégia.

4 – Estabeleça uma meta

Toda estratégia de marketing necessita de um planejamento e não seria diferente com o teste A/B. Por isso, é necessário determinar o que se espera com a campanha, para identificar o que realmente precisa ser melhorado.

Por exemplo, mesmo observando um crescimento na taxa de conversão em uma landing page com uma imagem do projeto de stand, a porcentagem resultante não é suficiente para as metas da empresa.

4 – Teste as duas versões ao mesmo tempo

O objetivo do teste A/B é verificar como a audiência reage a um determinado conteúdo/ação de marketing. 

Por isso, para realmente avaliar a eficácia das campanhas, é preciso que os testes sejam feitos simultaneamente para avaliar o comportamento do público em um mesmo período.

Isso porque o contexto pode influenciar os resultados. Em um período de alta procura por sala reunião pequena, mesmo que a landing page tenha poucos recursos imagéticos, ela pode ter uma boa taxa de conversão.

Como medir os resultados dos testes A/B?

A última etapa da aplicação do teste A/B é verificar os resultados da avaliação. Ou seja, é o coração da estratégia, pois a análise dos dados irá orientar o desenvolvimento das próximas campanhas de marketing.

A seguir, veja algumas maneiras de medir os resultados.

1 – Espere o tempo certo

Não é preciso conferir os resultados a cada minuto, logo após a aplicação do teste A/B. Dê tempo ao tempo, pois a avaliação pode demorar dias, dependendo dos objetivos.

No caso específico do tráfego em blogs, o período de incubação do teste é de 15 a 30 dias, para uma significância estatísticas. 

2 – Use apenas uma métrica

Caso a sua empresa não possua uma ferramenta tecnológica para automatizar a avaliação do teste A/B, é preciso lembrar de empregar a mesma “fórmula” na análise de ambas versões, verificando a mesma métrica.

Isso ajuda a comparar melhor cada campanha, sendo possível perceber realmente o que está “certo” ou “errado”.

CRO x teste A/B: quais as diferenças?

Muitas pessoas confundem o teste A/B com uma outra forma de análise, o CRO (Conversion Rate Optimization). De maneira geral, este segundo método é um esforço sistemático para otimização das taxas de conversão de um site.

Ou seja, o CRO considera não só as principais variáveis, mas também outros aspectos, como a arquitetura da informação, o UX Design da página, o copywriting, entre outros.

O objetivo do CRO é aproveitar melhor o tráfego já existente na página, aprimorando a experiência do usuário. Como consequência, o público terá uma visão melhor das campanhas, o que é extremamente importante para aumentar as vendas nas empresas.

Daí a importância de estabelecer um planejamento prévio e objetivos, para evitar o emprego de métodos de análise diferenciados, que podem ter efeitos divergentes, comprometendo a análise.

Conclusão

Se tem uma coisa extremamente vantajosa no marketing digital é a possibilidade de avaliação dos resultados de forma precisa, devido à capacidade de armazenamento e análise de dados de cada uma das campanhas.

Nesse sentido, a realização dos testes A/B é fundamental para perceber quais elementos são capazes de conquistar a atenção do público e, consequentemente, melhorar as taxas de conversão, o tráfego orgânico, entre outras métricas.

O artigo de hoje teve a pretensão de trazer algumas informações sobre a aplicação dos testes A/B, embora a eficácia de análise irá depender diretamente dos objetivos e metas da empresa. 

Por isso, vale a pena investir em um planejamento detalhado e personalizado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Auris

Por: Auris Ideias Digitais

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Mais notícias para você

Shopping Basket