Quando o Whatsapp foi comprado, Facebook prometeu não mostrar anúncios por 5 anos, período que está prestes a acabar

A empresa Facebook irá implementar em breve propagandas no aplicativo de mensagens WhatsApp, segundo aponta a revista Forbes. O app foi comprado em 2014 pela companhia de Mark Zuckerberg por US$ 19,3 bilhões.
co-fundador do WhatsApp, Brian Acton, explica que na época foi feito um acordo de que não seriam implementados anúncios no aplicativo por pelo menos 5 anos.
Esse prazo acaba em 2019, data em que é esperado que o Facebook vá começar a encontrar maneira de monetizar o serviço. Isso é algo que inclusive um porta-voz do Facebook confirmou diretamente à Forbes. Segundo esse representante, a companhia começará a mostrar propagandas no recurso “Status” do WhatsApp. Além disso, espera-se que eventualmente serão implementadas mensagens de marketing vindas de clientes de negócios do Facebook. Ainda de acordo com a notícia, esse é o principal motivo para Brian Acton deixar o WhatsApp em setembro de 2017. Ele também discorda da maneira como o Facebook viola a encriptação de ponta-a-ponta do serviço para procurar palavras-chave e direcionar propagandas aos usuários. Fonte: Forbes